Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Agosto 2010

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


CONTADOR DE VISITAS


contador View My Stats

página de fãs


Pesquisar

 

sitemeter


Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Bóbeda e St Gallen , um traço de união

por cunha ribeiro, Terça-feira, 31.08.10


Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:26

Vencidos da Vida

por cunha ribeiro, Terça-feira, 31.08.10

 

Não entendo aqueles que se acham velhos para a intervenção política. E muito menos os que acusam as pessoas de cinquenta ou sessenta anos de estarem fora de prazo para o efeito.

Com cinquenta ou sessenta anos, caros amigos, há muito ainda a dar à política. E, deverá presumir-se, de melhor qualidade  que na idade dos vinte, trinta, e mesmo quarenta anos.

Desde sempre a experiência foi considerada uma substantiva mais valia na competência profissional das pessoas.  Embora pareça ter hoje menos valor, a experiência é de facto importante em todo o tipo de acção humana. Não é por acaso que muitos contestam a excessiva juventude da magistratura portuguesa. Juízes e juízas ainda na casa dos vinte é certamente um erro histórico que muito mal já fez à justiça, e que um dia, não muito distante, irá, seguramente, ser corrigido. Aliás, a justiça não está sozinha neste comportamento absurdo de  juvenilizar em excesso as profissões. O que este governo fez no ensino, "convidando" os mais experientes a abandoná-lo, é  mais um exemplo dessa patética visão socio-política que dá à juventude competências que se sabe não serem, de modo geral, as suas.

Saramago iniciou aos cinquenta anos a ascenção literária para a glória universal.

Os que com cinquenta anos já se sentem reformados da política apenas revelam que nunca o deviam ter sido anteriormente.

Porquê?

Porque são fracos, porque desistem, porque revelam possuir uma vontade feita de papel de jornal, que depois de usada, só serve pra ir para o lixo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:54

...

por cunha ribeiro, Terça-feira, 31.08.10

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:56

OLHAR DE FORA, António Cândido

por cunha ribeiro, Terça-feira, 31.08.10

Integrando perfeitamente o espírito mais profundo do nosso BLOG, o António Cândido traz-nos, pela sua escrita leve e escorreita, retratos magníficos de pessoas da nossa aldeia que serão ( estou certo disso ), no futuro, um belo tesouro, para quem se interessar pela história da nossa aldeia. Oxalá apareçam mais Antónios Cândidos. Parada ficaria a ganhar.


 

OLHAR DE FORA

 

É hoje muito normal, falar de certas pessoas, como sendo figuras públicas da nossa sociedade, algumas que eu conheço pela comunicação social, ou revistas cor-de-rosa, não valem pataco, nem interessam a ninguém, no entanto, foram ganhando protagonismo, e vão se acotovelando para ficar bem na fotografia.

Quero com isto dizer o quê?  ­-Muito simples, quando dou comigo a pensar nos tempos de rapazote, lembro-me logo de alguns homens de Parada, que na sociedade de então também eram eles figuras públicas da nossa aldeia, eram pobretes mas alegretes.

A personagem que se segue, era o Senhor Manuel Benadito, homem pequenote, mas com uma vida e energia fora de série. Lembro-me na altura do carnaval,  ele aparecer na rua meio nú, e com um penico atado atrás das costas, dava saltos rua abaixo rua acima, toda a gente se ria, e batia palmas ao Senhor Manuel.

Quando rebentou a guerra na Índia no ano de 1960 creio eu, a única pessoa que em Parada tinha rádio que eu saiba, era o dito Senhor.

Então o chefe do Governo Dr. OLIVEIRA SALAZAR, falava ao país via rádio, informando os portugueses do que se ia passando, logo a casa do Senhor Manuel Benadito enchia até à porta.

Eu metia-me no meio dos mais velhos, e ficava maravilhado com aquela caixa falante.

No final, o Senhor Manuel Benadito, explicava detalhadamente aos presentes as notícias que todos ouviam.

A segunda personagem de que vou falar, é nem mais nem menos que o Senhor JOÃO PICO.  Era um homem robusto e muito determinado.

Ainda hoje, decorridos tantos anos, me lembro da sua voz, que marcava a cadência das malhadas daquela época. A força do vai e vem do malho que o Senhor João imprimia era colossal - De um lado alinhavam os esquerdinos, do lado oposto os direitos, e assim ao comando de uma voz forte, iam malhando até ao pôr do sol.

Estes que eu conheci malhavam o centeio, agora temos um ministro anedota que se gaba de malhar na direita, como diz o ditado vozes de burro não chegam ao céu.

No final da malhada, os homens mais fortes faziam apostas, qual era aquele, que erguia o saco maior de centeio, e o levava ao destino. Vi, o Senhor JOÃO PICO transportar um saco de centeio, debaixo do braço até à loja do COUTINHO.

Na nossa aldeia, quem não era lavrador então era pastor - O senhor JOÃO PICO era de facto pastor, usava uma forma inédita de afastar os lobos do seu rebanho, começava a bater numa sachola velha quando passava a Corte do Pereira, e só acabava à noite quando regressava.

Outra figura importante da nossa aldeia, era sem dúvida o Senhor JOSÉ MARIA, perna de pau. Quem não se lembra dele! - O Senhor José Maria tinha uma concertina, onde arranhava algumas modas que tocava aos domingos.

A moda que ele mais gostava de tocar era o pinta bago, onde esticava a concertina de tal forma até levantar a perna de pau.

Certo dia, O Senhor JOSÉ MARIA foi ao PORTO comprar uma concertina nova, como se aproximava a hora do meio-dia e ele estava com fome, entrou numa taverna e pediu caldo. Resposta do dono: “ Não temos caldo, só temos sopa” - O Senhor JOSÉ MARIA saiu, entrou noutra taverna e novamente pediu caldo, resposta do dono, não temos caldo só sopa.

Mais à frente, entrou noutra taverna e pediu caldo novamente. Resposta do dono: “Só temos sopa” - O Senhor JOSÉ MARIA, olhou, olhou, e disse, olhe traga-me cá essa sopa.

Quando lhe apresentam uma malga de caldo - Meu Deus, a taverna ia indo pelo ar: “ Corro seca e Meca pedindo caldo, só me dizem que têm sopa - Isto na minha terra é caldo!”, Dizendo uma valente asneira de seguida.

Não sei se o Senhor JOSÉ MARIA, acabou por trazer alguma concertina nova, mas que ficou cheio da sopa do Porto, lá isso ficou.

 

António Cândido — Lisboa

CONTINUA

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:57

Os amigos

por cunha ribeiro, Terça-feira, 31.08.10

 

Este tema exige tempo para ser desenvolvido. Mas, com tempo, será desenvolvido. É que é um tema que ano a ano, mês a mês, dia a dia, vai sendo preenchido com vasta matéria para exprimir por palavras e frases. Algumas de franco optimismo pelo que há de bom no ser humano; outras, porém ( infelizmente, a maioria ) a exprimir uma certa amargura, alguma decepção, e outros estados de alma que só o texto, no seu todo, poderá exprimir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:07

"TU" e "VOCÊ", eis a diferença

por cunha ribeiro, Terça-feira, 31.08.10

Vocês sabem a diferença entre o tratamento por tu e por você? Vocês pensam que sabem, mas vejam abaixo. Um pequeno exemplo, que ilustra bem a diferença:

O Diretor Geral de um Banco, estava preocupado com um jovem e brilhante director, que depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia. Então o Diretor Geral do Banco chamou um detetive e disse-lhe:
- Siga o Dr. Mendes durante uma semana, durante a hora do almoço.
O detetive, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou:
- O Dr. Mendes sai normalmente ao meio-dia, pega no seu carro, vai a sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes cubanos e regressa ao trabalho.
Responde o Diretor Geral:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.
O detetive pergunta-lhe:
- Desculpe. Posso tratá-lo por tu?
- 'Sim, claro' respondeu o Diretor surpreendido!
- Então vou repetir : o Dr. Mendes sai normalmente ao meio-dia, pega no teu carro, vai a tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes cubanos e regressa ao trabalho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 11:10

Associados, novas renovações

por cunha ribeiro, Terça-feira, 31.08.10

 

O Jaime já tinha renovado a sua inscrição ( foi aliás o primeiro)

 

 

 

Agora foi a teresa Cunha que renovou:

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:48

Associados do "Prazer da Memória"

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 30.08.10

 

Para que conste, o António Rendeiro e a Fernanda Cardoso acabam também eles de renovar a sua inscrição na associção de que fazem parte desde o início.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:37

Olá St. Gallen, Suíça

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 30.08.10

Em St Gallen, Suíça, ou por lá perto, há alguém que nos faz companhia. Gostávamos de saber quem é. Ora faça lá o favor de fazer um comentariozinho, e dizer quem é. Não custa nada.  Vá.

 

 

St. Gallen

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:01

Com franqueza

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 30.08.10

 

1. Por um lado, dizem todos os responsáveis políticos  que se deve apoiar o desenvolvimento do interior do país, patati, patatá... Por outro lado, fecham-se escolas a torto e a direito.


Com franqueza...


 

2. Ontem o guarda-redes do Benfica era para pôr no olho da rua.... Hoje, já é pra ficar...


Com franqueza...


 

3. Mudou-se de Ministra da Educação supostamente pra mudar de política... Mas a nova Ministra nada de importante mudou até agora...


Com franqueza...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:19

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes

  • cunha ribeiro

    Absolutamente de acordo!

  • Cláudio Dias Aguiar

    Sou Cláudio Dias Aguiar, único filho do casal Raim...

  • mami

    domingo gordo é mesmo para enfardar :D :D :D

  • Anónimo

    Os meus pesames a familia.

  • Ebe Taveira

    Como assim??

  • cheia

    Muitos parabéns pelas suas oitenta e quatro Primav...

  • cunha ribeiro

    À Emília e ao Orlando Branco, filhos da Dona Alice...

  • cheia

    Já não bastava  as agencias de rating conside...

  • cunha ribeiro

    Grande texto sr Agostinho Gomes Ribeiro. Partilho-...

  • João Ribeiro

    Parabéns primo Agostinho pelo belo texto sobre a S...




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds



Pág. 1/7