Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Agosto 2017

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


CONTADOR DE VISITAS


contador View My Stats

página de fãs


Pesquisar

 

sitemeter


Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


DE MAL A PIOR

por Francisco Gomes, Quarta-feira, 02.08.17

Há tantos anos que acompanho política neste País, nunca vi uma crise como a que estamos vivendo, tanto na esfera estadual quanto na federal. A nível estadual, assistimos á  pior crise financeira que  o Estado já enfrentou. O funcionalismo estadual, principalmente os aposentados e os pensionistas, já não recebem o salário há três meses. Muitas pessoas estão apavoradas com suas dividas, tem famílias a passar fome.

A Segurança pública também está uma tragédia, todos os dias são assaltados caminhões de mercadorias. Desde janeiro a julho, já foram assaltados 970 caminhões. As mercadorias são levadas para as favelas, ali são distribuídas para camelos, que as vendem nas ruas por metade dos preços, sem qualquer fiscalização. Todos os dias assistimos a tiroteios, por vários lugares, entre policiais e traficantes.

Segundo as estatísticas, só este ano já foram assaltados 970 caminhões de carga, só no Rio de Janeiro, foram explodidos 320 Caixas Eletrônicos Bancárias, já morreram, só este ano, 91 policiais militares, 65 pessoas, dentre elas 15 crianças, morreram vítimas de balas perdidas. Os traficantes têm armamento mais moderno do que a polícia. Por causa da crise financeira, no Estado do Rio, está tudo parado. Os hospitais e postos de saúde não têm condições de atender ninguém, faltam profissionais de saúde e medicamentos, as cirurgias estão paradas por falta de material cirúrgico.

A nível federal, também estamos a viver uma crise sem precedentes. O Governo enfrenta um desemprego de 14 milhões de trabalhadores, todos os dias,  acontecem passeatas e paralisações. O ex Presidente Lula, acaba de ser condenado a  nove anos e meio de prisão. O atual Presidente Temer, foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal, por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, o Tribunal para processar o Presidente, precisa da autorização da Câmara dos Deputados. O total de Deputados são 513, precisa que 342 aprovem a autorização, o que está difícil para a oposição conseguir esse corum. O Governo Federal que precisa ajudar o Estado do Rio a sir do buraco, está esta confusão.

Dizem que Deus é brasileiro, mas desta vez ele abandonou o Brasil. Eu nunca vi, em tantos anos, uma crise igual a esta, tantos roubos e tanta corrupção. A polícia não pode fazer nada, além de não receber seus salários, as viaturas estão paradas por falta de combustível. Salve-se quem puder.

    

Deus abençoe a todos

          

Agostinho Gomes Ribeiro   

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:26

AGONIA DE UM AMIGO

por Francisco Gomes, Quarta-feira, 02.08.17

Olho para o meu aparelho telefônico, que agora chamamos de “fixo” e tento me lembrar quando foi a última vez que atendi a uma ligação por ele ou liguei para alguém. Não consigo lembrar, não foi nesta semana, talvez nem na outra, acho que já tem meses que ele não é usado. Lembro que as últimas ligações que atendi, eram de alguém com um discurso treinado, a fim de me vender qualquer coisa.

Fico a olhar para o cantinho da estante onde ele repousa este objeto que se tornou inútil. Recordo quanto ele foi interessante para mim e ao seu lado passei momentos agradáveis. Junto a ele tinha sempre dois livros grandes e grossos, que chamavam de “Catálogos”. Num, procurava-se o assinante pelo nome no outro, pelo endereço. Todos os anos eram substituídos, atualizados. Era sempre uma alegria ver nosso nome nessa lista. O papel usado nesses livros deve ter dado bastante prejuízo às florestas do País.

Na época em que pertencia à Companhia Telefônica Brasileira, CTB, a linha era um problema, todos os dias estavam com defeito, os telefones passavam mais tempo mudos, do que funcionando. Houve um tempo em que quadrilhas roubavam os cabos para venderem o cobre, então é que levava tempo para o telefone voltar a funcionar. Várias regiões da cidade do Rio de Janeiro viviam sem telefone. Tinha um fixo que ficou mudo no dia 27 de setembro de 2007, e só voltou a funcionar no dia 07 de maio de 2015. Mandei a Companhia retirar, não o quis mais. Agora tenho outro fixo, mas sem fios.

Existiam por todos os lados muitos telefones públicos, o mais difícil era encontrar um funcionando quando a gente precisava. Chamavam-nos  de orelhões. Em locais públicos como aeroportos, existiam centrais telefónicas, que permitiam fazer ligações interurbanas e até internacionais, a gente pagava os minutos que usasse. Quando acontecia uma linha cruzada, era uma diversão, a gente ficava calado, acompanhando o que se passava com a vida alheia.

Os dias eram assim, olho mais uma vez para o meu fixo e procuro agradecer o tempo que sempre esteve ao meu lado e os serviços que me dispensou. Se hoje é uma peça inútil, substituído pelo móvel, já teve o seu valor e já me ajudou muito nesta vida. Lembro quando comprei a primeira linha telefônica, paguei em 24 prestações, paguei mais de ametade, antes de instalarem o aparelho. Adeus amigo, fostes companheiro e confidente, durante muito tempo.

     

Deus abençoe a todos

           

Agostinho Gomes Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:22

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds