Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Agosto 2017

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


CONTADOR DE VISITAS


contador View My Stats

página de fãs


Pesquisar

 

sitemeter


Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


ENCONTROS E DESPEDIDAS

por Francisco Gomes, Quinta-feira, 17.08.17

Nascer e morrer, ressuscitar e voltar á vida, é o nosso lema. Temos para confirmar, as palavras do Poeta Mario Quintana, “a primeira vez que me assassinaram, perdi a alegria que era minha, a segunda vez que me mataram, levaram tudo o que eu tinha.”Quantas vezes temos a sensação de que vamos morrer, mas as forças voltam, os sofrimentos acalmam, concluímos  que estamos ficando loucos.

Muitas vezes perdemos a conta, do tanto que sofremos por causa dos outros, sentimos feridas que ao final nem deixam cicatrizes. O tempo passa, a vida continua as feridas secam e as dores terminam. Emagrecemos, definhamos e nos afogamos em nossas dúvidas, ao final, são somente pressentimentos, nada de mal acontece. A própria natureza nos ajuda, o Céu permanece azul, o luar continua na cor da prata, as água claras, as ondas gigantes, se quebram nas rochas. Tudo está calmo, somente os nossos pensamentos estão alterados. 

Nascer e morrer durante a vida é completamente normal. Se conseguirmos rir das nossas preocupações, fica tudo mais suave e mais singelo. A isto podemos chamar de “pequena morte”, o melhor que se pode arrancar do tempo é justamente abraçar o desconhecido e fazer dele a matéria prima dos nossos sonhos, com um infinito duradouro e concreto. Nós seres humanos levamos sempre vantagem sobre os instintos destrutivos que nos perseguem, por isso, falar em viver ou morrer é muito normal, pois pode acontecer, uma coisa ou outra.

Quando escrevo sobre a vida, sinto em minha cabeça, certa confusão, mas descubro que a realidade, é completamente diferente daquilo que imaginamos. Só morre quem deve morrer e quando deve morrer. Não compete a nós determinar estas coisas. Para nós, existe pessoas que deveriam morrer, mas não morrem, ao passo que têm outras que não deviam morrer, mas morrem. Então, concluímos que o maior mistério da vida é a morte, e a sua beleza é não sabermos quando ela vai acontecer. Para se morrer, só existe uma condição, é estar vivo.

Apesar dos momentos sombrios, quando tantas pessoas perdem a vida a troco de nada, é nossa obrigação lutar para reverter esta situação. Cada um de nós veio a este mundo, com a nobre missão de lutar pela preservação da vida, em todos os estágios. Assim como nascer é um fato normal, morrer também deve ser. Ninguém tem o direito de abreviar o tempo de ninguém. Nascer e morrer, são dois lados da mesma viagem, são o vir e o ir.

    

Deus  abençoe a todos

          

Agostinho Gomes Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:32

BUDISMO E CRISTIANISMO

por Francisco Gomes, Quinta-feira, 17.08.17

Sidarta Gautma, mais conhecido como Buda, nasceu por volta de 500 anos antes de Cristo. Foi neste século que surgiram os Profetas Jeremias e Ezequiel, surgiram também os iluminados Tales de Mileto, Lao Tse e Confúcio. O século VI a.C. foi de fato muito profícuo para a humanidade.

Há muito em comum entre Buda e Jesus Cristo. Segundo nos fala a tradição, os dois nasceram de uma Virgem. No caso de Buda, sua mãe Maya, teria sido fecundada por um pequeno elefante, que penetrou em seu corpo pelo lado esquerdo. Jesus Cristo nasceu da Virgem Maria, por obra e graça do Espírito Santo de Deus.

Tanto Buda como Jesus, não deixaram nada escrito. Jesus formou os seus Discípulos por meio de parábolas e Buda por meio de sentenças. Nenhum dos dois fundou qualquer religião, propuseram uma via espiritual e uma regra de vida, centrada no Amor, na Compaixão e na Justiça, capazes de conduzir todos os seres humanos, aquilo que mais almejam a plena felicidade.

As 25 teses do Budismo estão totalmente inseridas nos Evangelhos do Cristianismo. Alguns historiadores afirmam que Jesus vivera na Índia na época da obscuridade, onde recebeu noções do Budismo. A Bíblia fala em Jesus, quando se perdeu de seus pais em Jerusalém, numa festa da Páscoa, aos 12 anos. Depois só volta a falar nele aos 30 anos, quando iniciou sua vida pública. Houve 18 anos de obscuridade, em que não se fala em Jesus. Alguns Espíritas também insinuam que Jesus era a reencarnação de Buda.

Tanto os ensinamentos de Jesus como os de Buda, nos ensinam como evitar o sofrimento e a dor. O Budismo diz que o sofrimento vem da ganância do ter muitos bens materiais, ensina a evitar a corrupção. Jesus nos ensina que cada um deve viver feliz com aquilo que tem e que não devemos cobiçar aquilo que pertence aos outros.

Buda ensinava como se livrar do apego exagerado á riqueza, e como esvaziar a mente da ganância. Jesus ensinava que não devemos fazer aos outros, aquilo que não gostamos que façam a nós. Tanto o Budismo como o Cristianismo, propõe a meditação como o melhor meio de vida. Jesus nos manda vigiar e orar para não cairmos nas tentações.

No Evangelho de São Lucas, vemos que Jesus Cristo se afastava de tudo e de todos, para fazer suas meditações e suas orações ao Pai.

   

Deus abençoe a todos

        

Agostinho Gomes Ribeiro 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:28

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds