Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


CONTADOR DE VISITAS


contador View My Stats

página de fãs


Pesquisar

 

sitemeter


Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


É PRECISO FALAR

por Francisco Gomes, Terça-feira, 06.12.16

Eu confio plenamente em Deus, mas preciso falar, sem medo, aquilo que penso deste mundo em que vivemos. A vida é bela, interessante, mas não para todos. É preciso gritar contra esta sociedade hipócrita, que discrimina e escraviza muitos irmãos de caminhada.

O mundo está cheio das turmas do “sem”, os sem terra, sem moradia, sem trabalho, sem dinheiro, sem comida, sem saúde, sem voz e sem vez, sem nada. Por isso encontramos viciados, drogados, ladrões, pessoas que vendem até a alma para conseguirem um pouco de drogas. Vivem à margem da vida, da lei e da sociedade. Sua satisfação está num grama de qualquer droga. Com seus vícios financiam grandes cartéis de traficantes, que movimentam muitos milhões de dólares em seus negócios escusos. A humanidade precisa se conscientizar que são os viciados que financiam tudo. Neste emaranhado de confusões, quem sofre é o povo inocente.

Muitas pessoas se perguntam: por que chegamos a este ponto? Ninguém quer admitir que foi por falta de amor. Os grandes assaltantes, geralmente, começam a roubar ainda crianças, muitas vezes para matarem a fome que os matava. Começaram a roubar um pão, uma fruta, que a sociedade lhes negou. Cresceu na suas mentes a lembrança das perseguições que sofriam daqueles que tinham tudo, fartura e luxo. Este foi o motivo que os levou a renunciar á moral e á ética. Cresceu o desejo de vingança pelas frustrações e pelas rejeições sofridas.

Rapazes e moças que abandonaram os estudos, as famílias e se lançaram num mundo de perdição. Rapazes viciados, se prostituindo, meninas caindo na prostituição para ganhar algum dinheiro. Todos condenam a prostituta, esquecem, porém, que ninguém se prostitui sozinho. A sociedade aponta, condena, marginaliza, mas é do seu meio que surgem as prostitutas, os viciados e os ladrões. Ao invés de acusar e condenar, todos deveriam bater no peito e exclamar: “minha culpa, minha máxima culpa".

É preciso muita luta e compreensão, ter coragem para levantar os caídos e ajudar aqueles que carregam a “cruz” do vício e da marginalidade. É preciso ajudar as pessoas a sair do grupo dos sujos   passarem a pertencer ao grupo dos limpos. A humanidade precisa acolher e ajudar aqueles que vivem às margens da vida, reconheça que muitas vezes os marginalizados somos nós mesmos e procuramos esconder a nossa realidade.

                       

Deus abençoe a todos

                      

Agostinho Gomes Ribeiro

 

     

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:58

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net

1 comentário

De cunha ribeiro a 07.12.2016 às 09:59

Grande texto sr Agostinho Gomes Ribeiro. Partilho-o com entusiasmo, pois sou também dos que tenta falar na defesa dos fracos...

Comentar post



Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg