Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


O Maledicente

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 05.12.12

 

 As pessoas que por tudo e por nada maldizem dos outros não estão entre as minhas eleitas para o convívio. Pois sei que amanhã, se eu estiver ausente, sou potencial vítima da sua maledicência. Quantas vezes arrasadora.

 Nós, os humanos, temos duas qualidades e dois defeitos a coexistirem connosco: somos  fortes e inteligentes, por vezes; somos frágeis e estúpidos, outras vezes. Quem me disser que nunca teve uma atitude estúpida na sua vida ou é  mentiroso, ou é gabarola. Nem o mais dotado de inteligência foi sempre inteligente.

 Ora, o maledicente tem ele também essas duas qualidades. Só que, ao contrário dos outros seres - os normais, que são ora inteligentes, ora estúpidos, em graus diferentes - o maledicente é inteligente e estúpido ao mesmo tempo. Isto é, nenhum maledicente é só inteligente, ou só estúpido. Quando é inteligente está também a ser estúpido, e quando é estúpido está simultaneamente  a ser inteligente. Explico melhor: Quando o maledicente tem um momento de inteligência é logo invadido pelo seu carácter permanente de estupidez que lhe desvia a razão e a clarividência e o encaminha para a estupidez. Por tudo isto o maledicente é a espécie de gente mais perigosa que existe. E tanto mais perigosa quanto mais  convivemos com ela. O maledicente quando se diz nosso amigo só o é enquanto não vira as costas.  Por trás, espalha tudo o que sabe de nós. Perdão, não espalha o que sabe de nós, tal e qual. Espalha aquilo que acha que sabe de nós, o que é bem diferente. É que enquanto o nosso amigo verdadeiro, embora conheça os nossos defeitos, não os revela, ou se porventura alguém lhos observa, caso haja exagero, sai em nosso socorro colocando-os no seu devido lugar, o malecicente, pelo contrário, exagera-os, deita-lhes todo o lixo que lhe sobra na  língua em cima deles. Para o maledicente, se alguém é distraído, sofre logo de alzheimer; se diz o que pensa com frontalidade, é "arruaceiro"; se critica pessoas com cargos importantes, é vaidoso ou tem a mania; se faz obras em casa, é traficante; se não vai à missa, está condenado ao inferno.

 É assim o maledicente. Aceite um conselho, caro leitor: Se um maledicente se aproximar de si, vindo pelo mesmo passeio, mude imediatamente de passeio, e será mais feliz.

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:54

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net

1 comentário

De agostinhorodrigues13 a 05.12.2012 às 11:33

Infelizmente, só somos aquilo que as pessoas querem que nós sejamos. Desde sempre assim foi e há-de continuar a ser e, então, o melhor que há a fazer é deixá-los com a sua mal dicência e nós prosseguir o nosso caminho com tranquilidade e de consciência tranquila e com a certeza de não termos prejudicado ninguém. Isso é que é importante. O resto são palavras ocas e, as palavras ocas ficam sempre com quem as pronuncia.

Comentar post



Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg