Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Setembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


VISITAR PARADA ( cont.)

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 18.09.09

II

 

DA ESCOLA PRIMÁRIA AO VIVEIRO

 

Os bons ares da montanha convidam-no, agora, a subir até ao Viveiro. Vá que não perde nada. Para lá chegar, não precisa de ser alpinista. O percurso faz-se com uma perna às costas  ( se estiver de boa saúde, obviamente, e ainda dispensar a bengala).

Primeiro, percorra os "tojais " ( nome rude dado às bouças e terras ásperas à entrada da serra) até alcançar a " Côrte do Pereira" (pequeno vale semeado de giestas, tojos e alguns castanheiros).

Depois, suba a ladeira de um cerro que o levará a "Ribeiro Côvo" ( um regato, onde outrora crescia uma mata frondosa de verdejantes "canacipes").

Suba um pouco mais até chegar à "Plancada", onde mais um ribeiro se esgueira montanha abaixo, verdejando as lameiras do sopé da  serra.

Trepe só mais um pouquinho até penetrar a "mata" de vidoeiros que anuncia o "esplendor" do Viveiro.

( Agora, feche os olhos, e deixe-se levar ao passado. Um passado de glória, em que o Viveiro de Parada era um Paraíso).

Chegou, então, àquele que terá sido, o sítio mais belo de toda a Padrela. Pela  vasta área plantada ou semeada;  pela variedade de espécies cuidadiosamente tratadas; pela paisagem à volta e pelo vasto horizonte que daí se avistava.

Tudo aquilo era um regalo. o idílio da passarada; o doce refúgio dos grilos.

 E para comer uns petiscos, não havia sombras mais frescas, nem espaço mais verde e acolhedor. O que ali estava estendido no chão eram extensas toalhas verdes, prontas a receber a cesta de pão centeio, ou a pá e o salpicão tirados do fumo.

Ali até os deuses podiam fazer piqueniques. 

Bebida também não faltava.

Ali toda a natureza bebia:

Bebia o guarda florestal, o apanhador de "níscaros,"  o pastor de ovelhas e o guardador de vacas.

Bebia o coelho, a raposa, o lobo,  o bezerro, a ovelha e a cabra.

Bebia o plátano, o carvalho, o castanheiro, o pinheiro e o vidoeiro.

Um verdadeiro Santuário onde apetecia rezar ao criador e agradecer a dádiva.

 

( Agora já pode reabrir os seus olhos).

Já pode ver o que os homens fazem à natureza quando a desprezam, ou abandonam. Vê a vasta nudez da montanha, toda despida de arvoredo? Pois foi o descuido dos homens que a deixaram devorar pelo fogo; vê a selvajaria vegetal dos socalcos outrora repletos de rebentos de várias espécies? Pois foi a incúria dos homens  e o abandono a que têm votado as suas florestas; vê a casa em ruínas? Os tanques de água sujos de lama seca? Pois foi o desmazelo dos homens que vão deixando todo o passado cair em ruínas; vê aquela AUTO ESTRADA a rasgar a bela montanha, ali mesmo à beira? Pois foi a ambição e desleixo dos homens e a vontade de correr cada vez mais depressa até à loucura.

 Percebeu agora porque o umbigo da serra (que é o Viveiro) ficou um pouco isolado da maternal criatura (Parada)? Não acha que foi uma pena? O pulmão de Parada, outrora limpo e saudável, respira agora os gazes dos canos de escape. 

Mas, caro visitante, não desista de voltar ao Viveiro... Talvez os homens se redimam do mal que fizeram ou deixaram fazer à sua montanha, e a cubram de novo com o manto verde que a agasalhava de Inverno e a refrescava de Verão. Talvez dêem ao Viveiro um destino bonito, capaz de lhe honrar o glorioso passado.

 

( cont.)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:18

RELEMBRANDO GENTE COM "NÓS" E "LAÇOS" QUE OS LIGARÃO PARA SEMPRE A PARADA DE AGUIAR

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 18.09.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:30

APELANDO À COMUNICAÇÃO FRANCA E ABERTA ( pois aqui todos têm direito a dizer o que pensam)

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 18.09.09

 

CAROS VISITANTES :
 
 
 Isto de entrar nos aposentos do nosso BLOGUE mudos e sairem calados; espreitarem, satisfazerem a vossa curiosidade e sairem; desculpem a franqueza, mas é o mesmo que espreitar às fechaduras das portas para ver sem ser visto; é como ir ao café, “servir-se da casa de banho”, e sair sem sequer tomar um chazinho.
Por isso, o o nosso apelo, para  os que cá vêm, é o seguinte: “Entrem, fechem a porta, sentem-se, e conversem um bocadinho. Se quiserem exprimam as vossas discordâncias com o que aqui vai sendo dito. ( Com elevação e respeito, como é natural). Por isso, queiram clickar com a seta em COMENTAR  ( ao fundo de cada texto)e… dizer aquilo que pensam. ( Sem pagarem nada por isso.).
 
Os autores

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:37

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds