Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Novembro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


RETRATO DE UM HOMEM BOM

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 04.11.09

O SR JOÃO GUARDA

 

Era um homem de estatura média; robusto; cabelo cortado à escovinha; rosto largo; pescoço curto.

Casado com a sra Mariana, de quem teve oito filhos, um dos quais ( o Heitor), meu colega de escola até à quarta classe.

O Sr João Guarda, para além de um homem de família, sério e honesto, tinha uma característica bem peculiar à classe profissional a que pertenceu - era arrumadíssimo!

A "loja" onde guardava tudo o que precisava para a sua "bricolage" e para os trabalhos do campo ( o fojo, a cruz e a horta da traganhela eram cultivados por ele) era um tratado prático de arrumação.

Tudo ali estava em seu sítio: o martelo, a pá, o par de galochas, o guarda-chuva, o chapéu, a sachola.

E mesmo os jornais tinham ali uma espécie de arquivo.

O primeiro jornal que li na minha vida foi graças ao Sr João Guarda. Assinava o "Jornal de Notícias".  Quando o tempo estava a preceito, o sr João Guarda ia à sua loja de estimação, pegava no jornal, e vinha sentar-se no degrau da entrada da porta.

E eu, logo que me apercebia que ele lá estava, encostava-me sorrateiramente à soleira da porta e parasitava-lhe o mais que podia a leitura, lançando o rabo do olho logo que via escrita a palavra do grande "Benfica", ou descobria uma imagem de Eusébio, Simões, Néné, e companhia.

Nada mais me interessava. Aqueles eram os meus únicos e insubstituíveis heróis.

Perdão. Havia outro. Chamava-se Joaquim Agostinho. Este, porém,só era notícia nos meses de Junho e de Agosto: Em Junho, corria na Volta à França; em Agosto, na Volta a Portugal.

O Jornal de Notícias cobria toda a corrida de França. Havia quase sempre uma página dedicada à odisseia do ciclista ( o melhor português de sempre) nessa importante e histórica corrida. O título era sempre o mesmo: "Na Roda de Agostinho" ( ilustrado com uma roda de bicicleta, e ao centro, o rosto também redondo do corredor).

Mas a imagem deste meu vizinho também se cruza com a altura em que se fez a capela do Santo. Foi um dos grandes obreiros da mesma. ( Era ele, se não me engano, o homem do role).

Em finais de Novembro de 1977, na véspera da minha partida para França, o Sr João Guarda foi passar o serão a casa dos meus pais.

Quando saía para se ir deitar, estendeu-me uns trocos que tinha na mão, e disse: "Toma lá estes franquitos, pode ser que façam jeito..."

Deu-me um abraço de despedida. Desejou-me sorte. E saiu.

Nunca mais voltei a ver este vizinho e amigo. Este bom homem que Parada perdeu ainda a meio da vida.

Soube da sua morte, estava ainda em Paris.

Recordei o momento da despedida. Aquele abraço sentido. Os francos que me fizeram muito jeito, no primeiro café em que parámos, logo à entrada de França...E...

 

Hoje ainda recordo as lágrimas que subitamente me escorreram pela face, irreprimíveis, de saudade de um gesto que calou fundo na minha alma e cujo autor jamais o poderia repetir...

... Nem apreciar a retribuição por mim tão desejada... 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:24

DESTA VEZ A JUSTIÇA FOI "CÉLERE"

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 04.11.09

Nunca uma condenação por corrupção foi tão célere no nosso país!

Refiro-me claro à condenação de Armando Vara.

Perguntam-me em que tribunal foi condenado?

No tribunal popular. Aliás o único que é célere e eficaz neste país.

Mas condenar não é isso - Dirão vocês.

Então o que é?

É mandar para a prisão? Em que planeta? Digam-me!

Em que planeta os criminosos da Casa Pia serão condenados?

E em que era, já agora? Em 2020? 2030?

Ainda no século XXI?

Ah! Não fosse o povo já ter condenado... Iriam ver quem os condenaria...

Armando Vara foi condenado.

Graças a uma polícia, a alguns jornais e, sobretudo...

GRAÇAS AO POVO!

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:50

O QUE FAZ FALTA EM VILA POUCA

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 04.11.09

 

 CÂMARA MUNICIPAL DO CONCELHO DE AGUIAR
 
 
O PS de Vila Pouca de Aguiar parece querer antecipar a Primavera, trocando-a pelo Outono.
Mas não seria melhor colher primeiro as castanhas, assá-las bem assadinhas,  e esperar a altura certa, para lavrar o souto, adubá-lo e, só depois, semeá-lo?
Ou seja, não seria bem mais sensato esperar que a Primavera chegasse, no tempo dela, cumprindo o eterno retorno da regeneração?
E depois,
O que Vila Pouca precisa não é de “recauchutagens” políticas. Vila Pouca precisa de pneus de origem. Para poder ter uma boa e segura viagem.
Os partidos, não apenas em Vila Pouca, estão gastos como os pneus e motor dos carros que rodaram demais. E estão gastos porque têm sido bastante maltratados pelos seus circunstanciais “condutores”. E ou lhes fazem uma revisão geral e profunda, ou vão continuar a arrastar-se, e a estrtebuchar, sem grande futuro.
Mas há sempre quem pense que basta mudar o óleo, quando já está como a água, os travões quando chiam, ou os pneus já nas lonas. Em vez de mudarem enquanto se está a tempo.
E olhem que muitas vezes, já nem a "carroça" merece que mudem as peças aqui e ali. É muita despesa!
O que eu propunha era uma mudança “total”. Um novo motor e carroçaria. Tudo a estrear. Pode custar no princípio. Mas resulta melhor no meio e no fim.
O certo é que os partidos políticos que temos ( repito: em Vila Pouca e não só) ou estão na garagem a mudar o óleo; ou estão em leilão, a ver quem dá mais por eles.
O PSD nacional, por exemplo, não está em leilão? Eu acho que sim! Mas ainda ninguém se chegou à razão. (Ou não deixaram chegar…).
E o PS de Vila Pouca acaba entrar na praça. Também está em leilão.
E lá que há compradores, isso há. Mas querem a coisa muito barata!
A meu ver o sistema partidário que temos só tem emenda se tiver a concorrência de outro sistema melhor.
Por isso, ao lado dos partidos, criem-se movimentos de cidadãos. Assentes, não em ideologias inexistentes; não em fantasias ideológicas; mas em propostas concretas, ajustadas à vontade geral, ao bem comum e à equidade.
Já chega de fantasias feitas de cores e de símbolos. De emblemas gastos por uso indevido. De apostas em pessoas por serem jovens com longo futuro; ou mais maduras por serem experientes. (Esquece o senso comum, que há jovens com pouco e/ou muito futuro; e pessoas experientes também).
O que é preciso é escolher as ideias e depois as pessoas, e não as pessoas e a seguir as ideias.
Quem quiser governar o concelho de Vila Pouca que diga primeiro como o fará. Com quem o fará. E com quê.
Depois ninguém poderá dizer o que  sempre se diz quando nenhum candidato lhes serve: “ Venha o diabo e escolha”.
Porque haverá porventura quem faça a diferença.
 
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:09

CAMORRA À BEIRA MAR PLANTADA

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 04.11.09

 

A SOMBRA DA VARA TORTA
 
 
Armando Vara é mais uma daquelas criaturas “de sucesso” graças à prodigiosa capacidade que têm de transformar suor em dinheiro.
 Não falo do seu próprio suor, gerado debaixo do nó da gravata, no interior de luxuosos gabinetes.
 Falo do suor de quem trabalha e paga os seus impostos para pantomineiros deste calibre exercerem cargos em empresas de capitais públicos, ultra-remunerados; e, não contentes com isso, ainda sacam dinheiro ilegal em troca de informações privilegiadas que as suas funções lhes permitem dispor.
Esta pandemia galopante de colunáveis corruptos anda a arruinar Portugal, e quase ninguém se mexe para lhes travar os impulsos.
Foram “Armandos” como este ( e não os maus resultados autárquicos, por ele alegados) que, a meu ver, levaram o bom do Guterres a abandonar o governo.
Foram “Varas” assim que levaram Cavaco Silva ao esgotamento político e ao consequente abandono da sua cadeira em S. Bento.
Abençoada “Polícia” ( judiciária) que nos revela a verdade desesperadamente escondida pelos agentes que giram à volta dos vários poderes.
Abençoada imprensa que divulga , sem qualquer receio, essa verdade.
Não fossem estas instuições ( Polícia Judiciária e alguma Imprensa) e Portugal tornava-se a curto prazo uma imitação da camorra italiana, com o povo amordaçado de medo, e calado, a assistir, impotente, à roubalheira geral.
Sim, porque a “justiça” não toma conta de nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:57

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds