Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Novembro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


POR ONDE ANDAS, HISTÓRIA DA MINHA (nossa) ALDEIA?

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 11.11.09

Andamos demasiado à superfície da vida se não nos interessamos pela nossa história.

E a nossa história, a meu ver, não é apenas aquela que estudamos na escola. Não são só os reis e as raínhas; as batalhas e as guerras; as conquistas e os descobrimentos.

A nossa história é muito mais do que isso:

É, em primeiro lugar, a história da nossa família ( mesmo que aparentemente ela não tenha "história").

É, em segundo lugar, a história da nossa aldeia, do nosso bairro, da nossa vila, da nossa cidade, da nossa região.

É, em terceiro lugar, a história de uma fonte, de uma capela, de um monumento qualquer.

Espanto-me com a quase nenhuma importância que nós damos à história da nossa família. Apenas damos importância aos nossos pais e avós. E a estes se os conhecemos. caso contrário ignoramo-los completamente. Os bisavós já são para esquecer. Os trisavós já nem à família pertencem, tal é o desprezo a que os votamos. Dos tetravós nem quero falar.

Esquecemos, porém, que nada seríamos se não fossem eles. Que somos uma pequena consequência de causas que nos antecederam. Somos plantas de outras plantas; sementes de outras sementes.

Esquecemos ainda que só a nossa memória tem vida eterna. Por isso se a não valorizamos perdemo-nos completamente na espuma do tempo.

Quando penso que Parada não tem uma biografia do seu maior benemérito ( o Comendador Pedreira) apetece-me perguntar a quem tem andado a gerir-lhe os pertences se não sabem ser gratos a quem fez bem à aldeia.

Mas o que mais choca é que ninguém se parece preocupar com isto. Acham que isto não vale a pena. Só os caminhos interessam. Nada mais.

A  Fonte do Mouro, por exemplo, alguém conhece a história que tem? Quem a mandou edificar e quando? Alguém me explica porque não está mais limpa e preservada?

Não, ninguém sabe! Nem ninguém quer saber, o que é ainda mais grave.

O Santuário Medieval. Mais conhecido por "fraga do outeiro". Um monumento histórico de grande interesse. Vejam como está bem tratado! Reparem na estima que lhe dão! Não devia aquele lugar sobressair ao longe? Para quem nos visitasse ali ir e ficar encantado?

Alguém se lembra que houve uma capela ao fundo do Povo? Como e quando a construiram? Como e quando acabou?

E a cruz? Quem a mandou edificar? Quando? E porquê?

E a capela de S. Pedro não tem ela também a sua história?

Pois é. Disto ninguém quer falar.

Porque será?

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:28

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds