Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


VOANDO SOBRE OS NINHOS DOS CUCOS

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.12.09

 

OS CUCOS
 
Quem não sabe que os miseráveis dos cucos , além de repetitivos no cantar ( “cucu”,  cucu, …, cantam eles), ainda acrescentam outro defeito à sua mediocridade ornitológica?
Refiro-me, obviamente, à abusiva usurpação dos ninhos dos seus semelhantes que, esforçadamente, constroem o futuro berço dos filhotes . Aqueles ( os cucos) na sua atitude israelita de invadir o alheio, apoderam-se do resultado do laborioso esforço dos que de raiz constroem o seu ninho, e toca a depositar, dentro dele , os ovos de onde sairão futuros e iguais parasitas.
Vem isto a propósito de alguma classe política.
Na verdade, se virmos bem, há, na actividade política, “cucos”, assim, às carradas. E ,alguns deles, nada mais fazem que não seja “cucarolar” repetidamente a mesma e estridente “cucaria ”.  Repetidamente martelam, ao ouvido  de quem os ouve fastidiosas “ cantorias” ( cucarolices) sonoramente “orquestradas” dos vários areópagos. Ele tem sido “cucu” daqui e dacolá ; cucu pr`à esquerda e pr`à direita; cucu ao levantar e ao deitar; “cucu” na rádio e na televisão; cucu nos jornais e no Parlamento. Tanto se tem “cucado” que, às tantas, esta teimosa e infindável cucofonia ainda nos vai levar à loucura… E o pior é que os estafermos dos “cucos” não param de cantarolar… E parece que se aprontam para elevar o tom das suas horríveis “grafenolas”….
Mas, pior do que essa detestável e absurda cantoria, é a mania de não fazerem nada  que se possa ver. Tudo o que os “cucos” se propuseram fazer, ou deu despesa vã, ou deu asneira grossa.
Na saúde:  balbúrdia popular... Ministro prá rua.
 Na Justiça:  um mês "a menos" de férias, em teoria; os mesmos meses de férias, na prática; perseguição implacável dos pequenos delinquentes;  contínuo adiar de decisões sérias ( vide o caso Freeport e a Casa Pia);um vê se te avias de pulseiras electrónicas em vez da prisão preventiva …
 No exército:  coisa nenhuma. Porque no exército só mexe quem sabe mexer no exército; e só o exército sabe manipular a artilharia, ao mesmo tempo que manipula Cavaco e este manipula o governo.
 Na Educação: alunos cada vez menos educados e e cada vez mais ignorantes; escolas cada vez mais desorganizadas e cada vez menos desejadas; professores cada vez mais descontentes e cada vez menos motivados.
E tudo isto porquê? Porque os “cucos” não sabem “cantar” nada de novo, e por isso repetem estafadas cantorias. Porque os “cucos” não sabem criar coisas novas,imitando tudo, copiando tudo. E, pior do que isso, tudo o que imitam, imitam mal! Tudo o que copiam, copiam ainda pior!
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:40

PADRE MANUEL DO COUTO

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.12.09

 

O nome "Padre Manuel do Couto" andou sempre, e continua a andar, na cabeça, no coração, e na boca da minha mãe.

Razões?

A primeira será a de ser da família...( Pela parte dos "DIAS", julgo).

A segunda, devido à sua obstinada crença e religiosidade. ( A "Missão Abreviada", livro do Pe Manuel do Couto faz parte da "biblioteca" lá de casa) . Desde que me conheço que oiço o relato maravilhoso dos milagres do Padre de Zimão. 

Um deles, pela sua extraordinária improbabilidade ( e devido à minha permanente subjugação aos princípios da lógica) sempre me deixou mergulhado na dúvida. Conta, de vez em quando, a minha mãe:

 " O Sr Padre Manuel ia muito prós lados de Chaves pregar. Ia quase sempre a cavalo numa mula. Mas um dia, não sei porque razão (talvez a mula estivesse doente...),resolveu apanhar o comboio na estação de Zimão. Como não tinha dinheiro para o bilhete ( andava sempre sem dinheiro, apesar da família ser rica...), o revisor obrigou-o a sair, já ele estava sentado, dentro do comboio. O Sr.Padre Manuel, como era obediente, saiu logo pra fora. Mas, mal pôs os pés no chão, a máquina deixou de trabalhar. As pessoas que estavam na estação e dentro das carruagens ficaram pasmadas...e meio assustadas. Foi então que o Sr. Pe Manuel disse ao revisor:

- Ou me deixais entrar, ou o comboio não sairá da Estação...

 O revisor olhou para o chefe da estação e para o maquinista. Estavam sem pinta de sangue... O chefe da estação não esperou nem mais um segundo, e deu ordem para o Sr Padre Manuel entrar no comboio.

O que segue é que,  mal ele pôs os pés na escada do vagão, o comboio começou logo a andar!"

 

 

Padre Manuel Couto, autor de Missão Abreviada

Manuel José Gonçalves Couto (Telões, Vila Pouca de Aguiar, 1 de Agosto de 1819 — Telões, 17 de Setembro de 1897) foi um missionário pedâneo português, do século XIX, autor do livro mais editado em Portugal nesse século.

[editar] Biografia

O Pe. Manuel José Gonçalves Couto era natural de Zimão, freguesia de Telões, concelho de Vila Pouca de Aguiar, onde nasceu no dia 1 de Agosto de 1819. Morre no mesmo lugar de Zimão, na casa fronteira à que nascera, no dia 17 de Setembro de 1897. É o sexto filho dos dez que José António Dias e Maria José Gonçalves levaram à pia baptismal da Igreja de Telões. Eram seus avós paternos António Dias do Cabo e Ana Maria Alves da Costa; e seus avós maternos António Gonçalves do Couto e Mariana Gonçalves.

Com 25 anos de idade, recebe a ordenação presbiteral em Braga, no dia 21 de Dezembro de 1844, das mãos do seu Arcebispo, D. Pedro Paulo de Figueiredo da Cunha e Mello que, no ano seguinte, será elevado ao cardinalato (30.09.1845).

De família de lavradores abastados, viveu pobre e desprendidamente, com uma única preocupação: viver e pregar a Boa Nova. Não apenas uma pregação geral, esporádica e dispersa, mas uma pregação sistemática e exigente: torna-se missionário itinerante, pregador de missões populares, dedicando-se intensivamente a este ministério que implicava despender horas e horas a ouvir confissões. E ele chegou a confessar durante dezasseis horas seguidas! Vai, portanto, de terra em terra, formando equipa com outros missionários, a pregar missões que, por regra, duram quinze dias em cada lugar missionado.

Deste seu empenho na pregação das missões, da realidade da vida com que permanentemente contacta, decide, no tempo que lhe medeia entre missões, escrever um livro que, dando continuidade às mesmas, possa sustentar o fruto das missões, permitindo ainda chegar onde ele não podia ir. Nasce assim a Missão Abreviada, que tem a sua primeira edição em 1854, no editor Sebastião José Pereira, do Porto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:49

A RÁDIO CLUBE AGUIARENSE PERMITIU RELEMBRAR "ABÍLIO RIBEIRO"

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.12.09

 

A VERDADE É QUE AINDA NÃO ESTAVA NA BLOGOSFERA. POR  ISSO APROVEITEI A OPORTUNIDADE...

 www.radioclubeaguiarense.no.sapo.pt

95.5 Vila Pouca Aguiar

 

Rádio Clube Aguiarense

 

Rua Loteamento Vaz Freitas Bl 44-lj 2 Vila P Aguiar

5450 VILA POUCA DE AGUIAR

Telefone:  259 416 378


Av. Dr. Abílio Ribeiro, Bloco 5 - Loja 2
5450- 004  VILA POUCA DE AGUIAR
Telefone: 259 417 874      Fax: 259 416 378

 

RIBEIRA DE PENA - SALVADOR

Rua Manuel J Carvalho  Ribeira Pena

4870-162 RIBEIRA DE PENA

Telefone:  259 493 076

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:47

O DIA DA RESTAURAÇÃO ( 1640)

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.12.09

 

SOBRE A COMEMORAÇÃO DA RESTAURAÇÃO
 
 
Há, sem dúvida, muitos portugueses que desconhecem, ou têm apenas uma ideia difusa, qual o acontecimento histórico que se comemora no dia de hoje.
Mas devo dizer que têm desculpa.
 
Primeiro, porque, ao contrário do que diz Pedro Lomba, no seu artigo de hoje, houve violência, e da grossa… ( Alguém saiu pela janela, ao empurrão, e não pela porta..).
 
Segundo, porque, se nós fôssemos, hoje, espanhóis, vivíamos muito melhor. Pelo menos, os vencimentos de base são muito superiores aos dos portugueses. E , ainda por cima, gastávamos menos em gasolina…
 
Terceiro, éramos campeões da Europa de futebol, e tínhamos os melhores tenistas do globo, e…e…e…
 
P.S. Mas que fique bem claro, emocionalmente sou muito português… E, à força, nenhum espanhol teria qualquer complacência…  ( Embora admire o seu temperamento de antes quebrar que torcer, a sua paisagem setentrional, e a sua beleza feminina…).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:16

PARA, APENAS, SORRIR

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.12.09

 

VALE MAIS RECEBER ROBALOS OU ROUBÁ-LOS?
 
 
Perante o mistério do crime de corrupção (passiva…) de que está indiciado um tal Armindo Vara de Ferrão ( mais conhecido pelo nome de Varapau), avancei uma dúzia de anos no tempo, para “escutar” o mediático julgamento do (por essa altura) já Governador do Banco de Portugal.
Junto do meritíssimo Juiz, o responsável pela acusação, o Sr Procurador Armando Silveira; na bancada dos advogados, o ilustre defensor Silveira Godinho; os dois arguidos, de pé, diante do Sr Juiz.
Depois da intervenção inicial do meritíssimo, seguiu-se o interrogatório, sem qualquer interrupção, ( para não deixar arrefecer o almoço ), do Sr Procurador e do Defensor dos arguidos. No fim, depois das alegações, seguiu-se um delicioso travar de razões entre o digno Procurador e o Ilustre Defensor.
Assim:
 PROCURADOR:
 “ … Mas existem as escutas que…”
 
DEFENSOR:
“ Mas as escutas nada podem provar, sr Procurador. Mesmo que sejam válidas, o que aliás nunca se admitiu, pode ter sido combinado, e estar registado, que o arguido   receberia dez mil euros; mas combinar não significa entregar, Sr Procurador!
 
P.:
 “ Mas, está gravado um acordo de entrega do dito dinheiro nas próprias instalações do BCP, portanto, a prova existe mesmo!”
 
P.:
 Mas, sr Procurador, concordará que não pode ter a certeza de o que foi combinado ter sido, efectivamente, cumprido! Alguém viu o Sr Golfinho entregar o dinheiro ao Sr. Varapau? Alguém filmou o alegado momento do crime? Ninguém, sr procurador! Por conseguinte…não há prova! E não havendo prova, aplica-se, como muito bem sabe, o princípio “ In dubio pro reo”.
 
PROCURADOR ( virando-se para o Juiz):
 Mas, meritíssimo Juiz, permita-me apelar ao justo e acostumado bom senso de V. Ex.ª, para, no cotejo das provas, não deixar de ter em devida conta uma prova que os arguidos não negarão, porquanto foi dito publicamente, por um deles, ( e há imagens que o comprovam) ter recebido ROBALOS do outro. Insisto: está gravado, Sr Juiz!
 
O DEFENSOR:
- Ó Sr Procurador, com a devida vénia!, E V. Ex.ª acha esse facto assim tão sério e grave que possa provar um crime?  É caso para lhe perguntar, digno procurador, a propósito dos ditos robalos, se “ Vale mais recebê-los do que ro(u)bá-los!...”.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:01

AS NOSSAS VISITAS

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.12.09

 

Não tenho a certeza se esta imagem/foto é mesmo da localidade de ÁLVARO, no Distrito de Castelo Branco, mas se o for, estamos, em minha opinião, perante uma das mais belas aldeias serranas de Portugal. Basta notar como esta gente soube, tão bem, aproveitar o dorso longitudinal de um belo outeiro, para edificar as suas casinhas, á volta da intemporalidade acolhedora, unificadora e espiritual da sua Igreja.

Já aqui escrevi sobre a anónima criatura que, desde a longínqua localidade de ÁLVARO, no Distrito de CASTELO BRANCO, nos vem visitar. Nós agradecemos a visita. Mas estranhamos o persistente anonimato. Nenum comentário?! Bom ou mau... ~( embora os maus, ou vêm servidos de alguma lógica, ou têm resposta à medida...). Mas voltamos a insistir no APELO: Um blog, embora tenha a certeza de quantos o visitam, também aprecia saber QUEM O VISITA. E este BLOG até terá uma especial RUBRICA desde que os leitores assim o queiram. Chamar-se-á " OPINIÕES FORASTEIRAS", que publicará sem problemas ( apenas obrigando ao escrutínio do BOM SENSO).

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:52

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds