Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


EM CAUSA PROPRIA

por cunha ribeiro, Terça-feira, 29.12.09

 

A REGIÃO DO DOURO, SOBRETUDO O VALE ENCOVADO DA RÉGUA, É UM DOS SÍTIOS DA TERRA LIGADOS À MINHA EXISTÊNCIA ( E À DE MUITOS OUTROS AGUIARENSES...).

 POR ISSO AQUI ESTOU A COLABORAR NUM JORNAL DE QUE GOSTEI À PRIMEIRA VISTA...

 

O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
 
 

SECÇÃO: Opinião

A legitimidade ilegítima

Mais tarde ou mais cedo todos irão perceber a “ irrelevância governativa” em que estamos metidos.

foto
O Sr Presidente da República já demonstrou possuir uma gritante ausência de tacto político. Pensa, pondera, calcula…; a seguir, repensa, repondera, recalcula…; depois, volta a pensar, a ponderar, a calcular… E ao fim de tanto usar o seu raciocínio, deixa correr o marfim, escusando-se a tomar posição, “para, alegadamente, não o acusarem de intrometido…”.
Fosse Cavaco um Presidente que equilibrasse a ponderação com a decisão, o pensamento com a acção, e já há muito teria provocado a queda do governo de Sócrates.
Razões? Tinha um rosário delas. Mas mais que haver muitas ( que as há ) elas têm sido, sobretudo, substantivas. Ou seja, são daquelas razões que não deviam deixar qualquer dúvida a pairar no cérebro de um Presidente. Tratando-se, claro está, de um Presidente seriamente preocupado com o futuro do seu país.
O pior é que, na ausência de um Presidente mais interventivo, temos uma opinião pública que parece anestesiada. E quanto à opinião publicada, deixou-se, em grande parte, cair na rede do peixe graúdo. O que sobra são umas vozes soltas, desarticuladas, e, na sua maioria, a medir as palavras pelas consequências daquilo que diz, na sua própria vidinha.
Choca-me imenso não ouvir ninguém comparar o gesto político de Jorge Sampaio, ao forçar a queda de Santana Lopes, com a ausência dele neste caso concreto.
O raciocínio lógico, pela comparação, parece-me um bom e esclarecedor raciocínio. E há muito que este me anda a “ fazer remoinho” no cérebro.
É que me assaltam, com uma frequência inusitada, uma sequência de perguntas que ainda não tiveram resposta de ninguém ( nem mesmo do “iluminado” Pacheco Pereira…)
Santana Lopes foi “despedido” porquê? Aumentou o défice externo? Permitiu que o desemprego disparasse? Fez alguma reforma sem nexo no sector do Ensino? Era suspeito de ter cometido algum crime?
Parece que nada disto aconteceu com Santana Lopes!...
Dir-me-ão: “Mas Santana Lopes era muito de andar pelas festas… E tal…; e não foi capaz disto e daquilo… E por aí fora. ( Só faltando dizer que ganhou duas Câmaras no totoloto…).
( Não, eu não sou santanista…Sou racionalista… Sigo as teses que defendem a escolha do “menor dos males…”.
Ora Santana Lopes sempre seria esse tal mal menor que obrigaram a sair do governo para entrar o tal “mal pior”…
Vejamos por que razão digo isto:
Santana Lopes estava ou não a governar o país?
Será que andava a roubar? A corromper? A ser corrompido? A preparar reformas atabalhoadas na saúde ou na educação?
E se falarmos em legitimidade política, vejam bem os caminhos da lógica:
Santana Lopes não governava em coligação maioritária com o CDS? Assistiram a algum confronto político entre ambos de forma a pôr em causa a governabilidade do país?
Vejamos agora este governo P.S.:
Governa em minoria parlamentar; vai ter um confronto político e legislativo muito sério com a oposição multipartidária. O que pode levar ( e levará, muito em breve) à ingovernabilidade do nosso país.
Pelo exposto, ( mas não apenas por isso), o Presidente da República, (embora, tardiamente, caso o fizesse) deveria “acabar” com este governo, para não se andar a “patinar” ainda mais tempo, com consequências imprevisíveis para o futuro do nosso país.

Francisco da Cunha Ribeiro, Professor e Advogado
c/- Diplôme de Langue et Culture Française ( Sorbonne, Paris)
- Diplôme Supérieur d`Études Françaises Modernes ( Alliance Française de Paris)
- Licenciatura em Linguas e Literaturas Modernas, variante Português/ Francês, pela Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro;
- Licenciatura em Direito, pela Universidade Católica do Porto.
 
 
 

 
 
 
 
 
 



 


 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:57

ACTUALIZANDO A LISTA DAS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DA ASSOCIAÇÃO " O PRAZER DA MEMÓRIA"

por cunha ribeiro, Terça-feira, 29.12.09

APROVEITAMOS PARA DESEJAR A TODOS  UM ANO DE 2010 À MEDIDA DOS SEUS SONHOS:

Réveillon Sidney

ASSOCIAÇÃO "O PRAZER DA MEMÓRIA"
ASSOCIADOS JÁ INSCRITOS :
1. José B. Gomes
2. Deolinda Pires da Cunha
3. João Manuel Pinto
4. Cândida R. Dias
5. Aprígio Pereira Teixeira
6. Maria Alice M. Sousa
7. João B. M. Ribeiro
8. Edma Ribeiro
9. António Joaquim Pereira Dias
10. Maria Fernanda Pereira Cardoso Dias
11. Francisco da Cunha Ribeiro
12. Célia Ribeiro
13. António Cândido A. Cunha
14. Agostinha Cunha
15. Francisco A. Costa
16. Maria Odete Fernandes
17. Mário Vilas de Azevedo
18. Maria de Jesus G. Costa
19. Manuel P. Pereira
20.  Cátia Pinto
piscinao1.jpg
21. Manuel dos Reis
22. Deolinda dos Reis
23. Manuel Pinto
24. Emília Pinto
25. José Correia de Campos
26. Cândida dos Anjos Santos Dias
27. Armindo Alves da Costa
28. Ilído Guedes dos SAntos
29. Ana F. A. Guedes dos Santos
30.    Carina Dias Gonçalves Esteves
copa1-fogos.jpg
31. Ana Sofia Dias Gonçalves Ferreira
32. Jaime Silva Costa
33.   Teresa Augusta Alves da Cunha
34. Manuel Joaquim Ribeiro
35.  Adelaide Cristina Cunha Ribeiro
36. Belarmino Correia de Campos
37.  Maria de Fátima Reis Monteiro
38.  Alfredo Correia da Costa Santos
39. Francisco José PereiraTeixeira
40. José Portelinha

41. Agostinho Rodrigues
42. Manuela Gomes
43. Fernanda Gomes Dias
44. Idalina Gomes Dias
45. Inês Cunha
47. Cristina Cunha
48. José Luís
49. Maria da Conceição Dias
50. Manuel Almeida
51. Manuel Agostinho Campos


Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:25

OS NOMEADOS

por cunha ribeiro, Terça-feira, 29.12.09


Jesus Cristo, todos o sabem, não pediu o currículo a nenhum daqueles que nomeou seus apóstolos. Nem ia pedir, pois nenhum deles tinha diploma, e quanto a carreira profissional, apenas sabiam pescar ou caçar. Entre os apóstolos “nomeados” por Cristo, destacam-se dois: S. João e S. Pedro. ( Até pelas romarias e festas em sua honra…).
Os apóstolos são, pois, os “nomeados” de Cristo.
Como na altura não havia nada que se parecesse com “sistemas educativos”, nem com “universidades”, nem se passavam “diplomas”,  escolhiam-se os candidatos, como hoje em dia se nomeiam -“a olho”.
Foi o que fez Jesus Cristo: olhou para Pedro,

céu”. (Mt.16 13-20).

 
viu aquela respeitável barba branca a cair-lhe do queixo, e…, toca a nomeá-lo logo para o cargo que lhe pareceu o mais adequado: o de “Porteiro do Céu”. ( Lugar muito difícil de ocupar, porquanto os piores criminosos,
 
habituados a fazerem-se passar por anjinhos, fazem tudo – diz-se que até levam armas de fogo - para que lhe abram a Porta…).
 Mas, hoje em dia, já existem uns “sistemas” chamados “educativos”, “escolas” a que chamam “universidades”, e até certificados classificados como “diplomas” ...
Por isso, já não seria necessário escolher ninguém recorrendo ao “olhómetro”. Recomendar-se-ia, obviamente, o critério mais objectivo, e mais justo – uma análise cuidada ( não uma simples olhadela) ao “curriculum vitae”.
Porém… Dois mil e nove anos depois de Cristo, ainda há muito boa gente que tem o poder de “nomear” ignorando diplomas, certificados, trajectos profissionais, ou seja, as verdadeiras competências dos candidatos. Os “nomeadores”, esses, estão-se mesmo nas tintas se o candidato não sabe ler, escrever ou contar. Aliás, dizem as más línguas que os “nomeadores” preferem nomear, não direi analfabetos, porque parece que estão em vias de extinção,  mas candidatos mal preparados e obedientes para não tresmalharem demais, ou não desobedecerem de todo. E, se porventura, o cargo que vão exercer exige diploma, esperam que o “pré-escolhido” o tire depressa (ou compre – que ainda é mais rápido…), e, só depois, abre o “concurso” para o nomear.
Ora, pelos sinais, este processo (da nomeação) nunca irá, infelizmente, acabar. ( Embora se perceba que é uma forma especialmente propícia à entrega de chefias e cargos de responsabilidade aos não competentes…). A sensação que se tem é que só vai existindo para manter de pé a estrutura feudal do “Senhor do anel” e do “Servo da Gleba”…).
A verdade é que há, de facto, uma espécie de gente que só alcança um lugar de destaque, quando alguém o/a nomeia para determinado lugar.
Os “nomeados” podem adquirir esse estatuto de diversas maneiras. Umas vezes vivem na mesma rua de quem os nomeia; outras vezes moram no mesmo prédio; ou então, frequentam, há anos, a mesma pastelaria…
Assim, por exemplo, quando o novo chefe da Direcção Regional da Fazenda do Sudoeste ( o sr Dr. Celestino), quer substituir o sr Belarmino,  chefe da respectiva Delegação Distrital, é, justamente, isso que faz: Substitui o sr. Belarmino  (que havia sido nomeado pelo sr. Dr. Antonino) e nomeia para esse lugar o sr Diamantino.
E por que razão ele (o sr. Dr. Celestino) nomeou inutilmente o sr. Diamantino, para o lugar do sr. Belarmino, mesmo sabendo que este último era e é mais competente?
Há duas respostas possíveis:
A verdadeira, é porque o sr. Dr. C. e o sr.D. moram na mesma rua, e os pais, amigos de infância, e ex-colegas na tropa, continuam a aprofundar a amizade, indo juntos à “caça”, cuja “colheita”fica, quase sempre, toda em casa do sr. Dr.
A falsa, é porque o sr. D, avisado pelo sr dr. C para o efeito, tirou um curso intensivo na “Universidade Moderna das  Novas Oportunidades em Fazenda Pública”, passando a ser  o candidato mais habilitado para ocupar o lugar, e, portanto, o nomeado.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:15

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds