Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .



página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


E EU ACHO ( -O) ANORMAL, MAS QUE SE HÁ-DE FAZER?

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 06.05.10

Constâncio "acharia normal" adiar grandes obras públicas (DE) Reunião/BCE

Constâncio "acharia normal" adiar grandes obras públicas (DE)

O governador do Banco de Portugal disse hoje que "acharia normal" se o Governo anunciasse o adiamento do TGV e do novo aeroporto.

 

 

Agora imaginem outras perguntas a Constâncio e as respectivas respostas:

 

 

 1ª.  Que acha o Sr Dr da insistência de Sócrates em continuar com a construção do T.G.V.?

 

        - Acho normal.

 

2ª.   Mas o Sr não disse há pouco o contrário do que acaba de dizer?

 

        - Disse? Olhe,  se disse, é normal.

 

2ª.  E também acha normal que os funcionários públicos e a classe média em geral tenham de só eles pagar a crise?

 

        - Sim, acho perfeitamente normal.

 

3ª. E se o Sr Dr também pertencesse à classe média ainda acharia normal?

 

         - Claro. Se fosse da classe méd... . desculpe, mas não faço suposições, como é normal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:02

O ADULTÉRIO

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 06.05.10

 

Embora o título o sugira, não vou aqui falar da vida íntima de Sócrates. Não posso, não quero, nem devo. ( E nem saberia de nada caso o quisesse fazer ).

Os pecados são matéria religiosa, logo do foro sacerdotal, e não do político.

O que me interessa aqui discutir é o adultério político de Sócrates em relação à “Sra Dona Rosa”.

A “Dona Rosa” é uma  senhora  de meia idade, respeitável , embora mude de “marido” com certa frequência.  Já foi “casada” com M. Soares, o qual lhe “faltou ao respeito” algumas vezes. Mas foram coisas sem grande importância. Foi mais feliz com A. Guterres, mas como este era mole demais, a restante família abusou, e fez com que a honrada Senhora requeresse o divórcio (que foi amigável…). A seguir teve uma espécie de “flirt” com Ferro Rodrigues, mas uma confusão com “miúdos”, levou-os à separação imediata. Finalmente, quis experimentar um “Adónis”, e deixou-se seduzir por J. Sócrates, pelo qual, aliás, se apaixonou e com o qual acabou por casar ( com imensa gente na boda!)..

E é com Sócrates que “Ela”, a dita “Senhora”,  vive neste momento.

A “Dona Rosa”, devo informar o leitor, é uma alcunha política que me apeteceu de arranjar ao  “P. S.”, por este se deixar trair vezes demais.

Na verdade, a “Dona Rosa”, cega pela sua paixão, não se tem dado conta das sucessivas traições políticas do actual companheiro. Muito embora essas traições já nem se possam contar pelos dedos das mãos.

Algumas são mesmo daquelas que não merecem perdão.

Senão vejamos:

A ideologia política da “Dona Rosa” assenta em vários princípios que Sócrates tem violado sem o mais leve arrependimento.

Um desses princípios é o da igualdade. Designadamente o do respeito pela igualdade de oportunidades de todos os cidadãos.

E que faz Sócrates?

Escolhe os cidadãos incompetentes para os cargos mais importantes, e dos competentes nem quer ouvir falar.  Dá diplomas aos que não estudam ( veja-se o sistema de ensino “novas oportunidades”); e  para os  que estudam não tem diploma ( veja-se os cursos de medicina e das magistraturas a formar gente a conta gotas, quando Portugal tem défice de médicos e de juízes).

Outro princípio, a que Sócrates dá murros e pontapés sem descanso, é o da luta contra a diferença de classes, quando essa diferença é socialmente absurda e injusta .

E Sócrates que faz?

Arrasa o nível de vida da classe média, tributando-a cada vez mais, enquanto lhe congela os salários;  mas aos ricos deixa que enriqueçam cada vez mais, seja porque os não tributa como devia ( vejam-se os Bancos), seja porque lhes não congela qualquer salário.

Mas apesar disso, há muita gente que não quer que isto mude.

Ora essa gente, a meu ver, ou anda anestesiada  com a política megalómana de Sócrates, ou tal como ele, gosta de praticar  “adultério político”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:18

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds