Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .



página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


PESSOAS DA NOSSA MEMÓRIA: O JOSÉ AUGUSTO, O ANÍBAL E O PEDRO

por cunha ribeiro, Sábado, 15.05.10

 

 Em Parada há uma pequena casa  que já teve o nome antigo da aldeia ( Parada do Corgo ) escrito a letras gordas.

Essa casa era o sítio onde havia uma sala de espera para as pessoas que viajavam de comboio aguardarem pela sua chegada.

 Falo do Apeadeiro.

 Aquele apeadeiro deve ter muitas histórias para contar.  Viu reencontros cheios de emoção e alegria. Presenciou chegadas felizes e despedidas dramáticas. Viu lágrimas a escorrerem nas faces de mães a assistir, impotentes, à partida dos filhos para o Ultramar. Viu o fumo negro dos comboios que iam e vinham no seu percurso diário entre as cidades da Régua e de Chaves.

 Ouviu o barulho de  dezenas de rodas  a esmagar o ferro dos trilhos da linha; sentiu o furor metálico das  máquinas negras a puxar carruagens cheias de gente, ou  mercadoria; os  silvos estridentes de muitas partidas; e os avisos longínquos de muitas chegadas.

 A minha memória  consegue  lembrar-se de duas famílias que ali viveram. A primeira, uma família mínima de três elementos: o pai, a mãe e um filho.  Chamava-se Aníbal, o filho, e era da minha idade.

 O Aníbal era um rapaz que andava sempre muito bem arreado. Os pais deviam ter muito gosto naquele rapaz. Eu admirava o Aníbal, com uma admiração próxima de uma  inveja quase inocente.  Não só por isso - por vestir bem - mas também por não precisar de andar sujo ou roto atrás das vacas ou das ovelhas, ou a lavrar os campos.

 O Aníbal e os seus pais devem ter abandonado o "seu" Apeadeiro nos finais da década de sessenta.

 Foi quando chegou (para os substituir) a família do Sr Armindo ( se o nome não me está a falhar). Creio que esta família tinha três filhos. Mas dos que melhor me recordo são:  o Pedro, que se mantém fiel ao lugar onde viveu a infância, sendo, hoje, o único residente na casa do Apeadeiro; e a irmã que, segundo parece, vive em Vila Real, onde exerce a profissão de Polícia.

 

 O Apeadeiro, como se vê, tem muitas histórias para contar. Mas as mais trágicas dizem respeito a duas pessoas da aldeia: O José Augusto e o Chico Benedito.

 Da história infeliz do Chico Benedito, já este Blog se ocupou.

 Do dia trágico em que o José Augusto, filho do Ti Coutinho e irmão da Lela e da Lurdes,foi colhido pelo comboio na passagem de nível direi aquilo que a minha memória, ainda adolescente, se lembra:

O José Augusto era um jovem de grande estatura, bem constituído, cheio de vida. Quis o destino que, na passagem de nível, perto do Apeadeiro, ele tivesse um encontro fatal com a morte. Saía, ou entrava, de motorizada. E, justamente, no minuto e segundo precisos em que o comboio entra na faixa da estrada, ia o José Augusto a passar, levando consigo o Belarmino, na rectaguarda. O choque com o comboio foi assassino, e o José Augusto parou ali de viver.

 O Belarmino foi mais feliz, e salvou-se.

 O Apeadeiro de Parada foi nessa tarde de Domingo ( se não me falha a memória) testemunha da morte trágica de um jovem que era novo de mais para morrer.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:17

MOTIVAÇÕES PARA O TRABALHO: O EXEMPLO DO "ACÁCIO"

por cunha ribeiro, Sábado, 15.05.10

 

A MOTIVAÇÃO DO ACÁCIO

 

O Acácio não é graxa, não espera elogios, não rouba as ideias dos outros.

Se alguém precisa de ajuda, lá vem o Acácio, sorridente, ajudar. O Acácio parece surgir do nada, logo que é necessário.

O Acácio ajuda e não cobra depois. E gosta de ser anónimo.

O Acácio tem um trabalho pouco ou nada interessante, não tem um cargo ou função de destaque.

Nos dias em que a empresa faz uma festa para o pessoal, lá está o Acácio à volta do grelhador a fazer o churrasco.

Se quer alguém para ajudar, chame o Acácio. Ele vai ajudá-lo e estará consigo o tempo que for necessário.

Há quem ache o Acácio um insignificante que deixa que os outros se aproveitem do seu trabalho e esforço.

Há mesmo quem o aconselhe a não ser tão totó. Mas o Acácio não liga. Continua firme, igual a si mesmo.

O Acácio quase nunca falta ao trabalho. É que, em casa, não sabe o que há-de fazer. Cá fora aborrece-se. Não gosta de ler, nem jogar. Só gosta de trabalhar.

O seu serviço está sempre em dia.

Falta dizer que o Acácio é muito tímido. E no emprego, se a sua mulher trabalhar ao lado do Acácio, pode estar descansado que não haverá qualquer assédio.

É que o Acácio reprime os desejos mais íntimos que tem, concentrando-se, apenas e só, no seu trabalho.

Há, infelizmente, muito poucos Acácios em Portugal, por isso é que o país está como está.

Mas os não Acácios até têm razão: se fossem todos Acácios, talvez eles também o fossem, sem problema nenhum.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:19

SETECENTAS E SESSENTA E QUATRO VISITAS!

por cunha ribeiro, Sábado, 15.05.10

Hoje, o nosso Blog atingiu um record nunca visto (nesta casa, pelo menos): foram SETECENTAS E SESSENTA E QUATRO VISITAS.

 

E qual terá sido a razão para tanta curiosidade pelo nosso bloguinho?

 Foi o post onde falo daquela menina de Mirandela que se desnudou para a revista dos "intelectuais" do sexo que se chama "PLAYBOY".

 O que prova o grande atractivo que continua a ser o "SEXO", aqui, e em toda a parte.

 ( Por acaso devo dizer que ninguém nos visitou, lá pelos lados de Fátima...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:06

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds