Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Pesquisar

 

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


UMA OPINIÃO PESSOAL, NO RESCALDO DA FESTA DE S. PEDRO

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.07.10

Parabéns à comissão de festas. Houve novidade, cumpriu-se a tradição, o saldo foi positivo.

Um reparo: Não houve, que eu saiba, qualquer melhoria ao nível de obras com o dinheiro da festa.

Penso que seria benéfico optar por uma comissão qinquenal ( que fizesse a festa durante cinco anos ) que se oferecesse para o efeito.

Assim, poder-se ia projectar com maior eficácia a festa do ano seguinte, e com tempo.

Para além de, com um ou mais planos de festa na mão, ser mais fácil a adesão da população no sentido de melhorar a sua oferta.

Assim, continuará tudo a ser feito em cima da hora com as consequ~encias que todos conhecem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:56

OS IRMÃOS SOUSA E COSTA, DO PONTIDO

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.07.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:37

AO POETA CHICO XÊTA

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.07.10

 

Chico Xêta era poeta

Lindos versos escreveu

A notícia veio lesta:

"O Chico Xeta morreu".

 

Acabou a poesia

Sobre a Vila de Aguiar

Que Chico Xêta fazia

Com mestria invulgar

 

Chico Xeta era poeta

Lindos Versos escreveu

A notícia veio lesta:

"O Chico Xêta morreu".

 

O Chico Xêta deixou

Uma obra exemplar

Que o Mensagens publicou

Gravando-a para durar

 

Chico Xêta, o iconoclasta

Lindos versos escreveu

Que notícia tão madrasta!

O Chico Xêta morreu!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:23

O QUE NÓS APRENDEMOS NOS BLOGUES! NO "BLASFÉMIAS", POR EXEMPLO

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.07.10

Nós que até temos na aldeia algum benefício da exploração das eólicas, talvez nos interesse saber o que o Estado paga para subsidiar esta fonte de energia. O que reforça a ideia de que o dinheiro que se recebe das Eólicas é um bem comum/público, e como tal deve ser tratado, devendo evitar-se sempre,com todo o rigor, e a todo o custo, que esse dinheiro beneficie apenas alguns.

 

Governo admite acabar com subsídios às renováveis

O fim das tarifas subsidiadas para a produção de energia renovável, que este ano deverão custar perto de 500 milhões de euros ao País, é um cenário admitido num documento que será enviado para Bruxelas.

 

 

Não há político do PS que não tente vender as eólicas como uma forma de combater o endividamento. Há até políticos de direita fascinados com esta aldrabice. Para isso pagamos por ano 500 milhões de euros, um valor parecido com o que o Estado paga pelas SCUTs. Estes 500 milhões é o valor que o consumidor/contribuinte paga acima do valor de mercado da energia. A estes 500 milhões deve somar-se as dívidas que os concessionários contraem para comprar equipamentos à Vestas, à Siemens e à Gamesa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:27

HOMENAGEM À TIA OLÍVIA

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.07.10

Da tia Olívia, vizinha da casa dos meus pais, não esqueço a hospitalidade, a simplicidade e a bondade.

Não esqueço a sua hospitalidade porque franqueva  as  portas da sua casa com simpatia e amizade. Nunca mais esqueci nem esquecerei os serões de televisão que a tia Olívia e o Sr João me proporcionaram ( a mim e ao Clemente, que me acompanhava ), nos finais dos  anos sessenta e princípios de setenta. Foi na sua casa que vi o cantor Paulo de Carvalho ganhar o festival da canção com  "E Depois do Adeus"; foi também na sua casa que eu tive oportunidade de ver actuar a dupla irresistível de actores que fazia de Sr Contente e Sr Feliz ( Nicolau Breiner, actor já consagrado, e Herman José, que despontava ); e tinha sido em sua casa que ouvi uma ou outra "conversa em família", famosos monólogos políticos da autoria de  Marcelo Caetano.

 

A bonomia simples da tia Olívia era sempre acompanhada de um sorriso que lhe iluminava o rosto magro.

Estou certo que a tia Olívia, natural de Tazém, que deixou uma família numerosa e honrada, seja em Parada ( António José e Agostinha ), seja em Lisboa ( o Domingos ), seja  pela  europa além ( Noribal, Fátima, Lurdes ), terá o Céu à sua espera, porque sem duvida o merece.

Oxalá assim seja.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:32

FALECEU A DONA OLÍVIA DOS REIS, ESPOSA DO SR JOÃO BAPTISTA DOS REIS

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.07.10



É para comunicar que faleceu hoje dia 20 de Julho a D. Olivia dos Reis, esposa de Sr. João Batista dos Reis.

 

 

Manuel Almeida

Vidago Palace Hotel & Spa - a G.L.A Hotel - Pre-Opening Office

 

http//:www.vidagopalace.com

http//:www.glahotels.com

Tel +351 276 990 900 Fax +351 276 990 912

 

In the Summer 2010, the Vidago Palace Hotel will reopen and take its place as one of the great historical European Resorts.

 


 

 

untitled

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:32

UM COLUNISTA ADMIRÁVEL DE NOME JOÃO MIGUEL TAVARES

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.07.10

Cheguei a pensar que era familiar de Miguel Sousa Tavares, o amigo de Sócrates, mas não. E ainda bem. É que este MIGUEL escreve melhor, e é mais independente, genuíno, e ...

Leiam o que o melhor TAVARES ( JMT) diz do PIOR (MST), neste texto que já tem uns pelitos no rosto, mas que continua actual, em minha opinião:

Para o Miguel Sousa Tavares, com amor

Para o Miguel Sousa Tavares, com amor

por João Miguel Tavares28 Abril 2009 50 comentários


Miguel Sousa Tavares descobriu no íntimo de si a inocência de José Sócrates e há 15 dias resolveu partilhá-la connosco num artigo do Expresso. Nada contra. Expor convicções com base em "achamentos" e estados de alma não me parece o método ideal para debater assuntos no espaço público, mas como se sabe MST topa tudo a léguas e tem as suas intuições em enorme conta. No último sábado, MST voltou a partilhar connosco que no íntimo mais íntimo de si tem a certeza de que José Sócrates é inocente. Mas com uma novidade: resolveu implicar comigo.

Escreveu ele: "Há um tipo - que tem o mesmo apelido do que eu e que escreve semanalmente no DN, onde se especializou na ofensa fácil - que escreveu que Sócrates falar de moral é o mesmo que Cicciolina falar de virtude, ou coisa que o valha." E depois continuava, mostrando toda a sua compreensão para com o processo que o primeiro-ministro me colocou, e concluindo com o clássico: "Liberdade? De imprensa? Ora, vão pastar caracóis para o Sara! Eles sabem lá o que é a liberdade! Sabem lá o que isso custa a ganhar!" Seguiam--se mais duas frases que também acabavam com pontos de exclamação, perfazendo um total de cinco pontos de exclamação consecutivos, coisa não vista na imprensa portuguesa desde o Verão de 75. Eu ainda fui à enciclopédia ver se MST tinha sido um dos capitães de Abril, mas o único Sousa Tavares que encontrei por lá chamava-se Francisco.

Contudo, não é por isso que critico MST. À medida que se envelhece pregar contra a "libertinagem" torna-se uma tentação irresistível. Há que ser compreensivo. Já aquele "ou coisa que o valha" custa-me mais a aceitar. MST parece o Mário Soares do jornalismo: popular, voluntarista e opinativo, mas sem qualquer paciência para estudar os dossiês. "Ou coisa que o valha"? Caro MST: o que eu realmente escrevi está por toda a net (digite "google.pt", preencha a caixinha branca e carregue no enter) e já me fartei de explicar que a pobre Cicciolina nem sequer consta da queixa. Se for com este rigor que perscruta o seu íntimo, temo pela inocência de José Sócrates.

Ao invés, se fizesse o trabalho de casa, certamente perceberia que entre si e aqui o tipo especialista "em ofensa fácil" não há assim tantas diferenças sobre o entendimento do caso Freeport, tirando a parte das suas "convicções pessoais". Mas sabe como é: eu não conheço o primeiro-ministro, janto poucas vezes fora de casa e não tenho companheiros de caça. Parecendo que não, isso ajuda a não ter tantas "convicções pessoais". E quanto a ir pastar caracóis para o Sara, seria um óptimo programa não fosse correr o risco de dar de caras consigo numa daquelas expedições pelo deserto. Por mais estranho que lhe possa parecer, nós dois juntos numa duna não é um dos sonhos da minha vida.


por João Miguel Tavares28 Abril 200950 comentários

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 11:20


Comentários recentes




GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds