Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Pesquisar

 

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


ABSOLUTAMENTE DE ACORDO COM FRANCISCO JOSÉ VIEGAS

por cunha ribeiro, Sábado, 24.07.10

Toponímia.

 

 

 

O nome das ruas é um assunto tremendo e as comissões de toponímia deviam ser mais escutadas e mais bem preparadas. E também devia ser estudada a quantidade de ruas que muda de nome consoante as mudanças na política. No Porto, o executivo da Câmara não atendeu uma proposta para atribuir o nome de José Saramago a uma rua da cidade (não sei qual). À partida, a decisão é má. Se Saramago fosse propriedade de um partido político, compreendia-se; mas trata-se do nosso Nobel da literatura, e provavelmente irá ficar na história com mais justiça do que qualquer um dos políticos vivos que já têm o nome inscrito na toponímia nacional. Requer-se um certo distanciamento. Não só de tempo. Também de juízo crítico. Eu também não gosto muito de Manuel Fernandes Tomás, mas é a vida.

 

F. J. Viegas

 

[Na coluna do Correio da Manhã.]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:59

MANUEL ALMEIDA ESCLARECE UM POUCO MAIS O ASSUNTO "CASA DO ADRO"

por cunha ribeiro, Sábado, 24.07.10

O Manuel Almeida está a demonstrar que o que se faz na aldeia com dinheiro do povo ( seja via Conselho Directivo, seja via Junta de Freguesia ) merece pelo menos ser debatido, ou explicado. E está a dar um contributo muito positivo para esse esclarecimento. Pena é que todos aqueles que sabem e podem esclarecer não o façam a não ser em conversas de rua ou de café. É que, fazendo-o aqui no BLOG fica o registo inequívoco do que se diz. O que é o melhor caminho para a VERDADE que penso, todos deverão desejar.

Apenas um pequeno reparo ao Manuel Almeida:

Não me parece bem a introdução que faz a alguns textos " Vou voltar a explicar...etc...", dando a ideia que já não valeria a pena esclarecer o que já estaria esclarecido.

Caro Manuel Almeida:  Há muita gente, entre os quais eu me incluo, que pouco sabem destes assuntos, e quererão certamente saber. Por isso, o que tens feito é tão importante.

E os paradenses saberão agradecer... Penso eu... ( mas não: "de que", como o outro...).

 

 

CASA DO ADRO

 

 

Caros  Paradenses:


Vou voltar a explicar aquilo que já foi mais que explicado e esclarecido.

Em relação a casa de S.Pedro  “Pois bem, a dita SEDE era, nem mas nem menos, a CASA de S. PEDRO que a Junta comprou” a casa foi comprada pelo conselho directivos dos baldios de Parada de Aguiar no ano de 1993 ou 1994  se não me falha a memória era eu Presidente do conselho directivo e Presidente da Assembleia de Freguesia.

Fazia parte do conselho directivo comigo o Serafim Pipa e o falecido Arnaldo, mais tarde o Sr. Domingos  da Almerinda e o Sr Armando cunhado do Arnaldo.

O negócio da Casa foi feito com o António Balouta que tinha uma procuração da Irmã Ermelinda (proprietários da casa) e o Sr. Fausto de Telões, custou 600/650 contos é compra foi feita para o Conselho directivo, que julgo, foi cedida no mesmo ano o direito a junta de freguesia sempre com a condição de na altura das festas ser utilizada pelas comissões, se não me engano esta em acta da assembleia de Freguesia de Soutelo de Aguiar esta decisão.

Quanto a dita rua " Rua do Bairro de Trás do Iteiro" se os paradanses se recordam era um caminho de gado, não me recordo quem procedeu ao alargamento mas recordo-me quem o calcetou ou mandou calcetar.

Esta rua tem uma toponímia decidida em Assembleia de Freguesia “+- 1995” está em acta “ Rua Dr. Abílio Ribeiro”, e foi feito um protocolo com a Câmara que cedeu os paralelos e o Conselho directivo pagou a mão-de-obra, se não me engano foram 750 contos, pagos ao Raul de Cidadelha e ao José António Rodrigues, um Paradense radicado em Lisboa.

Só não percebo como veu a baila um compromisso de 10.000 euros.

Alguma coisa esta errada, quem era Presidente do conselho directivo na altura da alteração do paralelo para o alcatrão era o Irmão do presidente da Junta o Ramiro Dias, nunca ouvi falar de tal negocio, mas de facto cheira-me a esturro.

Eu explico;

A junta de freguesia recebeu das eólicas 100.000 para gastar na aldeia, pelo que eu ouvi foi para alcatroar o Rua Dr. Abilio Ribeiro e o ardo de S.Pedro e construir um mamarracho no ardo de S. Pedro.

Mas pergunto, a Rua Dr. Abílio Ribeiro não devia ter sido feita pelo Arménio Gonçalves, já que foi ele que a destrui com a passagem do saneamento…. Foi feito o acerto de contas com ele, foram lhe descontados os metros de calceta que ele deveria fazer e não fez..

Quanto as promessas “ cada um tem o que merece” ….


Manuel  Almeida

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:08


Comentários recentes




GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds