Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Fevereiro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


A Lição africana

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.02.11

Os acontecimentos da Tunísia e do Egipto são a prova evidente que é o povo o último reduto da democracia. Não fossem as massas anónimas, nos dois países,  virem à rua expressar a sua revolta. Não fosse o povo fazer-se ouvir e respeitar,  obrigando os "abutres" do poder, usurpador e corrupto, a abandonar a presa amordaçada, e todos  continuariam a viver  numa paz podre aparentemente sã, ilusoriamente  inevitável.

E  à volta dos chefes, e seus sucessores, os familiares e mais próximos (e seus sucessores) refastelariam o corpo e a alma, vivendo faustosamente, sem o mais leve estremecimento,  a celestial existência.

 

Quem acha que o que se está a passar nestes dois países são assuntos exóticos, que nada têm a ver connosco, está redondamente equivocado. Os problemas deles não deixam de ser os nossos próprios problemas,  apesar de culturas  tão divergentes.

E isto porquê?

Porque há coincidências óbvias:

O abuso de poder é lá e cá uma constante; a má distribuição da riqueza,  uma teimosia; a corrupção, um vício.

Lá como cá existe a riqueza extrema de um lado, e a extrema pobreza do outro; há os que trabalham e pagam impostos, e os que não pagam impostos e não trabalham; os poderosos e protegidos, e os fracos e abandonados.

 

Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:55

Trás-Os-Montes, nome imaculado, não devia manchar-se com "Isto"

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.02.11

 

Fraudes com medicamentos

Trás-os-Montes

Investigação às fraudes com medicamentos alargada a Trás-os-Montes

As autoridades vão alargar a todo o País a investigação às fraudes com medicamentos, principalmente na zona Norte de Trás-os-Montes. Há suspeitas de burlas que envolvem médicos, laboratórios, farmacêuticos e distribuidores. 

São vários os processos de investigação em curso. 
Farmácias, laboratórios, médicos e distribuidoras de medicamentos estão na mira das autoridades. 

As regiões de Trás-os-Montes e Minho serão as mais afectadas pelas irregularidades. 

As suspeitas resultam, na sua maioria, da conferência de facturas das farmácias que agora é feita numa central e que antes era realizada por cada Administração Regional de Saúde. 
No ano passado, a ministra da Saúde dava conta do resultado de algumas dessas investigações. 

Por exemplo, farmácias - que de um mês para o outro - aumentam muito a facturação é um sinal de que algo aconteceu. Outro exemplo, é o número de embalagens de um determinado medicamento para um determinado doente que num mês ultrapassa aquilo que seria tecnicamente a orientação clínica que o paciente deveria ter para tratar a sua patologia.

Desde finais de 2008 que o Ministério da Saúde pediu fiscalização apertada aos custos dos medicamentos. 

A Inspecção-Geral das Actividades em Saúde avançou para diversos inquéritos a alegadas irregularidades relacionadas com o medicamento. Pincipalmente, com aqueles que têm as maiores comparticipações do Estado. 

Muitos desses inquéritos acabaram por ser encaminhados para o Ministério Público e para a Polícia Judiciária (PJ).

Um dos casos participado pelo pelo próprio ministério foi conhecido na semana passada quando foram efectuadas 11 buscas a farmácias e a uma distribuidora. 

A operação “Esquizofarma” resultou na detenção de oito pessoas. Farmacêuticos e responsáveis pela distruibuição de medicamentos. Suspeitos de falsificação de documento e burla qualificada. 

Em causa está um medicamento para tratar a esquizofrenia, comparticipado a 100% pelo Estado. 

Foram encontradas receitas prescritas por médicos com cédulas profissionais que não correspondiam às verdadeiras. E receitas em que o mesmo médico tinha especialidades diferentes. 

Os arguidos terão montado um esquema para receber o valor das compraticipações sem que os pacientes tenham recebido os medicamentos. 

Depois de ouvidos no Tribunal Central de Instrução Criminal, os oito suspeitos saíram em liberdade já na qualidade de arguidos

 

Diário de Trás-Os-Montes

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:39

PDM de Vila Pouca de Aguiar em Discussão Pública

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.02.11

Vila Pouca de Aguiar

 

PDM vai entrar em fase de discussão pública

 

foto
A proposta de revisão do Plano Director Municipal (PDM) de Vila Pouca de Aguiar vai entrar em discussão Pública. A decisão foi aprovada na passada reunião de Câmara e deverá em breve ser publicada em Diário da República.

 

Depois, a proposta será colocada à apreciação da população por um período de 40 dias. De acordo com o gabinete da Câmara aguiarense, estão previstas várias sessões de esclarecimento junto das populações locais.

A revisão do PDM, o documento que define as regras do uso do solo, foi elaborada pelo Grupo de Estudos Territoriais da UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e, segundo a autarquia, mereceu o parecer favorável de todas as entidades que integraram a Comissão de Acompanhamento.

 

Semanário Transmontano

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:35

Domingos Dias, más notícias para o "Prazer da Memória"

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.02.11

Além de ficarmos a saber, pela boca do próprio, que é "um grande " teimoso, constatamos também, contrariados, que não haverá dinheiro para as Associações Culturais. Logo agora que a nossa Associação se preparava para ter a sua quota parte no bolo associativo...

Cunha Ribeiro

 


“Às vezes a teimosia também é necessária para conseguir um objectivo”

Com o início de 2011 há um novo impulso para a concretização de objectivos. Vila Pouca de Aguiar não pára e soubemos, através do autarca que comanda os destinos do município,Domingos Dias, o que o novo ano trará, apesar da tão propalada crise e contenção, aos aguiarenses.

Tem a inevitável a esta altura do ano é o Plano e Orçamento para 2011. Em Vila Pouca de Aguiar, quais vão ser áreas onde se notará maior contenção?

A contenção orçamental é geral. Os cortes que o Governo fez foram cortes cegos e cortou às entidades que menos deveria, que são as autarquias porque são o grande garante de desenvolvimento a nível local, regional e sem dinheiro para as autarquias não há apoio às pequenas e médias empresas, que impulsionam as actividades locais.

Estes cortes, o aumento do IVA, a diminuição dos salários, também de uma forma cega, levam a que hajam cortes nos investimentos das autarquias. O orçamento da câmara de Vila Pouca não fugiu a essa regra. Retardamos alguns investimentos, não pondo nenhum de lado, com a consciência de que vão ser menos activos na sua execução.

Por outro lado, acabam sempre por ser prejudicadas as associações culturais e desportivas, porque apesar de serem indispensáveis para o bem-estar geral, não fazem parte daquilo que são as actividades económicas produtivas. Acabamos por cortar nesta vertente, embora tenhamos muita pena de o fazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:17

Carlos Alexandre, um Juiz sem Medo

por cunha ribeiro, Terça-feira, 01.02.11

 

‘Superjuiz’ recusa ordem do Supremo

Noronha Nascimento e Carlos Alexandre numa guerra de palavras por causa das escutas de José Sócrates.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:24

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds