Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Agostinho Rodrigues - O antes e o após eleições

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 04.07.11

 

 Como sempre, mais uma vez, a lixar os demais. No antes anunciavam PEKS, no atual, anunciam cortes no subsídio de NATAL, como sendo um imposto ou coima que, cada cidadão, desde que aufira vencimento superior ao ordenado mínimo, é-lhe aplicada a respectiva taxa. Ora, pensa o Sr. Dr. Passos Coelho, 1º. Ministro de Portugal e a sua comitiva Ministerial, que, desta forma, será feita justiça social. Erradamente. E, como cidadão, estou em total desacordo com a medida anunciada às gentes que mais têm sido penalizadas ao longo destes tempos não muito longínquos. 1- Não foram as pessoas como eu e outras como eu que contribuíram para a desgraça deste País, para agora virem ser penalizadas com tais medidas. 2- Tenho muitas dúvidas que os euros retirados do bolso do “POVO”, cheguem para endireitar a balança de pagamentos a efectuar à “TROIKA”. O dos funcionários públicos e pensionistas, desses não há dúvidas. Agora resta saber como é que vão ser feitos os descontos dos trabalhadores das grandes e pequenas Empresas e como vão chegar aos cofres do Estado. É que, com certas Empresas e alguns dos seus administradores, é mais um abalo para se acomodarem com uns milhões à custa do desgraçado para a seguir serem despedidos por falência técnica e terem que se sujeitar a ir para a porta do “BANCO ALIMENTAR” se a fome quiser matar. 4- Gostava de saber como é que o Governo vai executar a cobrança do tal imposto a todos aqueles que não têm vencimentos estipulados, mas que são portadores de bens próprios, para não dizer de pequenas ou grandes fortunas? Ou será que são sempre os mesmos a pagarem a crise em que certos governantes nos meteram e continuam a viver no mais alto luxo exorbitante desta sociedade em que vivemos. 5- No meu entender e lógica de pensar, acho que não é desta forma que o Sr. 1º. Ministro, Dr. Passos Coelho e sua comitiva Governamental tomam medidas mais adequadas. Acho que existem outras formas de irem recuperar dinheiro às mãos daqueles que se abotoaram com grandes subsídios para o desenvolvimento do País e o gastaram em seu proveito próprio sem nada fazerem em benefício dos outros, ficando impunes da justiça e a rirem-se de todos nós. 6- A ser preciso tomar medidas deste género, que fosse feito em primeiro de tudo um eventário de bens a todos os cidadãos deste País. Depois desse feito, então sim, aplicar a tal taxa em conformidade com os bens de cada um. Desta forma e como as coisas estão a ser programadas é o mesmo que dar abalo aos Chico Espertos para mais uma vez se abotoarem à custa de quem trabalha ou trabalhou para este Portugal que, cada vez está a ver os seus rendimentos mais reduzidos por má gestão daqueles que nos têm governado. 7- Por último e para que não restassem dúvidas. Deviam ser feitos inquéritos rigorosos a todos aqueles que desempenharam cargos como sendo Presidentes de Junta, Câmaras, Secretários, Ministros ou outros que vieram do nada e, hoje em dia apresentam-se com pequenas fortunas, fora o que não está à vista. Saber-se porquê e como tudo isso foi adquirido e com que dinheiro. É que há um provérbio que diz, quem cabras não têm e cabritos vende, de algum lado lhe vem. É certo que já muitos foram desmascarados. Mas também é certo que poucos foram aqueles que foram parar à prisão e, inclusivamente, alguns dos desmascarados, continuam a desempenhar esses cargos como se nada tivesse acontecido, continuando a amanharem-se à custa de todos nós. Gostava de ver o Sr. Dr. Passos Coelho e o seu Governo a tomarem medidas do género e, a ser comprovados, serem-lhes confiscados todos os bens que foram adquiridos ilicitamente e, como não podia deixar de ser, vê-los com os costelados na pildra, onde muitos já deviam estar há muito tempo. Hoje dia 03-07-11, está um dia fresco para não dizer frio. Espero que em Parada, hoje o dia esteja bonito e que a Festa em honra do Padroeiro (S.PEDRO), seja um dia de alegria e felicidade para todos os Paradenses. Um abraço amigo a todos. Agostinho Rodrigues

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:04

A Festa de S. Pedro de 2011- Primeiro balanço

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 04.07.11
A Festa de S. Pedro, este ano, a nível organizativo teve uma originalidade:  o facto de os mordomos serem na sua quase totalidade da mesma família - a família Moreira Dias. O António Gonçalves (o filho mais velho da Tia Gentil e João Rijoto) foi, por isso, o único elemento extra-família da equipa de mordomos.
Ao Grupo musical que animou a noite de Sábado tiro, sem favor algum,  o meu chapéu: Foram dinâmicos, tocaram e cantaram bem, a música era excelente para dançar, as bailarinas enchiam o palco de sensualidade Parabéns a quem  escolheu este conjunto. ( O de Domingo não pude ver em acção).
Mais uma vez, as instalações sonoras funcionaram na perfeição. Parabéns também a quem teve o bom senso de convidar pela terceira vez a empresa responsável.
De salientar a novidade e bom gosto do António Gonçalves em colocar um magnífico painel com o retrato gigante do padroeiro ( S. Pedro)  à entrada da rua que liga ao recinto.
Novidade, novidade, foi o fim do folhetim "casa de banho":
Este ano já havia casa de banho em S. Pedro! Se não estou em erro, uma ideia original do João Machado Ribeiro, adaptada - não muito à letra -  pelo Presidente da Junta, Nelson Dias. Devo dizer que, neste caso, tenho dúvidas a quem devo dar os parabéns. Por isso, dirijo-os aos dois, na quota de mérito de cada um.
Quanto à corrida de cavalos, desculpe lá quem é fã, mas não aprecio aquela forma de correr ao pé-coxinho a que chamam "trote". Gostaria bem mais de assistir a uma corrida com os cavalos a darem o litro, a galope.  Para além de achar que não é tradição festiva local.
E é tudo por hoje sobre "S. Pedro".
                                                 Francisco Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:20

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds