Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Citação da semana

por cunha ribeiro, Domingo, 18.09.11

 

 " Uma aldeia sem livros é  uma comunidade sem alma"

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:17

Da Inquisição ao Socratismo

por cunha ribeiro, Domingo, 18.09.11

 

 O trabalho de António José Seguro para se livrar do Socratismo será, seguramente, mais difícil do que o da Igreja Católica para se libertar do estigma da Inquisição.

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:19

As anedotas do Blog MYM, da Mena

por cunha ribeiro, Domingo, 18.09.11

ESTA É HILARIANTE:


Um pai, cansado das trapaças do filho, compra um robot, detector de mentiras, que dá chapadas nas pessoas quando estas mentem.
- «Filho, onde estiveste hoje?»
- «Na escola pai!» - Pimba, O robot dá uma chapada ao filho!
– «Ok, prontos, vi um DVD em casa do Zé, pai!»

- «Que DVD?»
- «Ó pai, o Toy Story, caneco!» - Pimba, o robot dá outro sopapo no filho.
– «Ok, o DVD era porno.» - Choraminga o filho.

- «O quê?! Quando tinha a tua idade não sabia o que eram essas porcarias, 'tás a ouvir?» - invectiva o pai. Pimba, o robot dá uma lamparina no pai!
A mãe ri-se perdidamente e diz:
- «Ele é mesmo teu filho!» - Pimba, o robot prega uma solha na mãe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:56

Fátima Monteiro - A Família do Ti Acácio

por cunha ribeiro, Domingo, 18.09.11
 A Fátima Monteiro continua a ter uma participação no nosso Blog digna de nota. Apercebendo-se da minha incapacidade para chegar às origens de uma  familiar da nossa associada, Guiomar, a Fátima socorreu-me dizendo o seguinte:
  
É verdade que a Luísa é de  Parada.  É uma das filhas do Sr. Acácio e da Sra. Leopoldina. Eram quatro irmãos, pelo menos que me lembre . 
Maria Guiomar,  o Joaquim,  a Glória,  e a Luísa .
A Luísa era uma rapariga muito  bonita  , tinha uns cabelos louros  compridos, e muito bem feita de corpo ,foi para Lisboa e esteve  anos sem cá vir. Ouvi dizer que veio cá já há bastante tempo. 
A Glória também  foi para Lisboa nunca mais a vi cá. 
O Joaquim foi quase criado em casa do Sr José penato. Era criado lá de casa. Depois foi para França casou com uma moça de Cabeceiras , mas morreu muito novo em França .
O Sr Acácio era um homem que usava  sempre  um chapéu com três bicos,  uns socos, e andava sempre com o sacho às costas.
Vivia ao pé do S. Augusto Ferreiro.
  
Ora, graças à Fátima Monteiro, fez-se luz na minha memória. Pois, eu nunca me esqueci do Sr Acácio. Ora releiam o que já aqui escrevi, logo no início do Blog, sobre este nosso conterrâneo:

 
MEMÓRIAS DE INFÂNCIA

 

O DOUTOR ACÁCIO
 
Em Parada de Aguiar só houve, até hoje,um doutor "digno desse nome":  Chamava-se Acácio, ou melhor,  Dr Acácio.
Morava bem perto do Ti Augusto Ferreiro.
 
Não sei o que o homem fazia no seu dia a dia. Só sei que um "belo" dia, teria eu cinco ou seis anos, me levaram a casa dele, com uma infecção no pulso do braço esquerdo.  Meio ao engano, lá fui, ao colo da minha mãe.
Subimos as escadas que davam acesso à casa do Ti Acácio e da Sra Leopoldina, sua mulher.  Entrámos. E já não me lembro se me sentaram, se me deitaram, ou se me fizeram a coisa de pé.
O que eu me lembro é de ver um garfo de ferro em brasa, nas mãos do Dr. Acácio, que se aproximava de mim com aquilo.
Talvez sossegado pela certeza protectora do amor maternal ( as nossas mães são castelos na nossa infância, onde nos refugiamos, esquecendo todos os perigos e medos.), estendi o meu pulso esquerdo ao Sr. “doutor” ( que, se a minha mãe me lá tinha levado, tinha que ser competente…), e num pequeno segundo, enquanto soltei um berro que deve ter feito parar a forja do Ti Augusto, o mal foi todo queimado até à raiz.
Ainda hoje cá está o “ carimbo” que me fará recordar para sempre aquele homem magro e habilidoso de Parada de Aguiar, que sabia dar aos garfos de ferro uma dupla utilidade:
Umas vezes ajudavam-no nas refeições ; outras vezes curavam infecções.
  
Pois bem, mas o que é interessante, é que estes dois textos se  interligam com o que vem a seguir, o qual despoletou tudo isto. Trata-se de uma referência à nossa terra, através da ligação desta à sua sogra que é, afinal, uma das filhas do Ti Acácio. Eis o dito texto, escrito pelo genro da tal  Luísa, irmã da Guiomar:

Olá. A minha Sogra chama-se Maria Luísa...
Rúben de Almeida
Olá. A minha Sogra chama-se Maria Luísa Portelinha Camacho! Ela é irmã da D. Guiomar e cunhada do Sr Anibal, de Parada! Abraço

 

 

 
Nota: Talvez surjam mais surpresas com esta família. Caso haja eco do que aqui fica lá por Lisboa.

Francisco Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:00

Destinos gémeos, ou quase - O Cruzeiro de Parada do Corgo e as Torres de Nova Iorque

por cunha ribeiro, Domingo, 18.09.11

 O Cruzeiro de Parada do Corgo, com a bonita idade de quase cem anos, tem uma boa história para contar aos paradenses mais jovens.

 Nasceu à beira da estrada, numa curva que sobe a pique até à aldeia. E quando já tinha raízes, arrancaram-no do berço, deslocando-o uns metros para a retaguarda.

 Porém, depois de se ter adaptado ao lugar, surgiu-lhe pela frente um "terrorista" - uma espécie de Bin Laden-  de Famalicão, que, aproveitando a força motriz da camioneta do seu patrão (comerciante de batatas) derrubou o cruzeiro e levou parte dele consigo.

 Mas o povo não vacilou. Restaurou o Cruzeiro, na parte que lhe faltava, e voltou a erguê-lo no mesmo lugar.

 Arriscando o exagero da comparação, poder-se-á dizer que o Cruzeiro de Parada do Corgo teve um destino, que à sua dimensão, foi precursor do das Torres Gémeas, em Nova Iorque. Felizmente neste "atentado" da Cruz não morreram pessoas como em Nova Iorque.

 

Francisco Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:50

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds