Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Portugal era um ovo

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.09.11

 

" Portugal é um ovo, a Espanha uma peneira, e a França uma eira" é um magnífico ditado popular que compara os três países da Europa mais ocidental de uma forma castiça.

 Todavia, penso que está desactualizado. Hoje em dia Portugal tem mais a ver com uma PENEIRA, tal é a quantidade de buracos que lhe fizeram.

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:52

O DIA DE AMANHÃ

por Francisco Gomes, Terça-feira, 20.09.11

 

O ser humano de um modo geral, quando é criança e adolescente, está ansioso para ser adulto, para poder fazer tudo na vida. Depois  que já viveu bastante, quer voltar a ser criança, como se isso fosse possível.

 Em vida, trabalha, produz, ganha dinheiro, guarda e para isso chega a comprometer a saúde. Depois, vem as doenças, ele sofre, gasta  o dinheiro que guardou e não consegue mais recuperar a saúde.

 Geralmente, vive de recordações do passado, constantemente preocupado com o futuro e morre sem conseguir  viver o presente.

 Não há razão e nem motivo para viver apreensivo. Porque se preocupar com o dia de amanhã, com a roupa que vai vestir, com aquilo que precisa comer, com os compromissos que deve cumprir. O dia de amanhã, se chegar, será como que um presente para cada criatura, portanto, um presente, nunca vem carregado de incertezas e nem preocupações.

 A roupa para vestir, o essencial para comer, e o dinheiro para saldar nossos compromissos,   tudo chegará na hora prevista, sem atropelos e preocupações.

Precisamos ter confiança, pois  é o necessário para a nossa tranquilidade e tudo o que precisarmos, com certeza, chegará a contento. O dia de amanhã jamais virá para prejudicar quem quer  que seja, mas virá trazer alegria, felicidade e Paz.

Com muito amor, Abraços para todos

 

 Agostinho Gomes  Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:21

"Americanas" em Parada do Corgo

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.09.11

 

Se houver algum paradense de meia idade que nunca tenha sentido os canganhos das morangueiras arranhar-lhes os tornozelos, no fundo gelado de um pequeno tanque de pedra, não diga que conhece a cultura prática da nossa aldeia.

Pelas vindimas, no declive do sol outonal, havia sempre um lagar cheio de uvas à espera mim. Ou melhor, de nós. 

 As noites frias de Outono convidavam os corpos para o aconchego da lareira, e arrepiava só de pensar que, em vez do serão à volta do estrafegueiro, íamos despir as calças, e entrar de pernas ao léu até às nádegas, na "geladeira".

 Aquilo era um suplício, digno de figurar na lista de castigos da PIDE. Nus dos pés às cuecas, subíamos para a sobreparede do "congelador", enchíamos os pulmões de ar, forçando a concentração para enfrentar o castigo. A seguir, fechávamos os olhos, e num movimento seco e determinado, lançáva-mo-nos no amontoado de americanas, deixando que a gravidade forçasse a penetração.Em segundos ficávamos com as ditas quase a tocar no "clarim".

 Seguia-se a dança. O sobe e desce de joelhos e pernas, quase a marchar, até que o líquido espumoso soltasse do ventre do bago, e se espalhasse pelo lagar.

 Lembro-me, como se fosse ontem, de todos os lagares de Parada por onde passei. Do fundo para o cimo da aldeia, eis a lista: Adelaide Segurelha, onde hoje existe o café da Lígia; Alfredo Ribeiro, num pequeno casebre encostado à casa que hoje é do Manuel Almeida; Carlos Sapateiro, ao fundo do quinteiro, onde o Zé Sapateiro, irmão da Maria, guardava o carro de bois; António Augusto, onde guardavam a lenha; João Guarda, na casa que hoje é do Aníbal Cunha, junto à capela; Manuel Fiscal, na pequena casa de telha antiga, do lado oposto da casa nova; João Machado, na loja, debaixo da casa.

 Ah! ainda há outro, bem no cimo do povo, mas esse fica para a próxima, pois está ligado a uma pequena história que irei contar.

 

Cunha Ribeiro

 

 ( continua)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:57

A solução para a Madeira

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.09.11

 

 Prometer a Ronaldo o Trono, que agora é de Jardim, logo que se reforme da bola. Em compensação paga a dívida da Madeira em prestações anuais "suaves" de 50% do vencimento, prémios, e lucros em publicidade. ( É capaz de chegar...)

 

 É uma ideia disparatada? E as de Jardim, são o quê?

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:20

Dar Baile

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.09.11

 

 Alguém ouviu Cavaco falar do BAILINHO DA MADEIRA que o Sr JARDIM lhe, e nos, andou a dar?

 

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:58

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds