Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Outubro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Totoloto municipal

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 26.10.11

 

Ganhou 16 milhões em menos de 10 minutos

É ler para crer: em menos de 10 minutos, um deputado da Assembleia Municipal de Matosinhos conseguiu uma mais valia de 16 milhões de euros em negócio de compra e venda de terreno.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:54

O Conselho de Estado perdeu uma boa oportunidade para se fazer respeitar

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 26.10.11

 

 O velho Conselho de Estado resolveu reunir. Na agenda talvez constasse o estado da nação.  E, em particular, o ciclone que se abateu sobre a função pública.

 Pois bem, seis horas depois do começo, terminou o conclave, sem fumo, nem fogo. Apenas fumaça.

 Seis horas reunidos para nos dizerem: "conversem!".

 Um Conselho de Estado devia ser a razão desse Estado. E do seu seio deveriam sair orientações, ou re-orientações que potenciassem eventuais  alterações às más decisões do governo.

 Sabemos o que Cavaco Silva pensa do corte dos subsídios apenas na função pública. Sabemos que era uma só voz ( embora se lhe tenha associado a de Mário Soares, numa surpreendente aliança política)- mas era a voz do órgão máximo do governo deste país. Porém, uma voz inoperante perante a convicção do governo em seguir em frente com uma iniquidade fiscal evidente.

 É neste clima de ansiedade política que o Conselho de Estado  reúne. É lógico que os portugueses acalentassem uma última esperança neste órgão consultivo supremo do seu país. Dali viria uma luz que poderia iluminar o caminho a seguir pelo governo. O qual faria bem recuar nesta ideia daninha de maltratar metade dos portugueses, numa ilusão reformista que não terá o fim que prevêem.

  O Conselho de Estado não aproveitou um momento histórico para se fazer respeitar. Por isso continuará a ser o órgão decorativo, inútil, e ineficaz que sempre foi.

 

CR

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:30

A classe docente foi agredida em Sesimbra

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 26.10.11

Pais agridem professora dentro de sala de aulas em Sesimbra

Expulsar o filho do casal é cenário “impensável", diz director do agrupamentoExpulsar o filho do casal é cenário “impensável", diz director do agrupamento (Daniel Rocha (arquivo))
 Uma professora da Escola Básica n.º 3 da Quinta do Conde, em Sesimbra, foi agredida dentro da sala de aula pelos pais de dois alunos, confirmou hoje à agência Lusa fonte da GNR.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:25

Mais um belo poema da nossa Fátima Monteiro

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 26.10.11

 

Meu coração inconstante

Anda a bater velozmente

Parece estar a lembrar-me

Para eu ser mais prudente.

 

Bem lhes digo que o amo

E que o não quero perder

Mas ele é tão persistente

Que teima sempre em correr.

 

Ambicioso e calado

Anda armado em valente

Sempre a bater apressado

Deve ser inconsciente.

 

Roguei-lhe que revelasse

O segredo que guardava

Logo me disse que sim

Porque tanto suspirava.

 

Esta caixinha que guardo

Tem um nome coração

Tem um recanto sagrado

Só quer viver de ilusão.

 

Tenho um desejo comigo

Que então te vou dizer

Só quero ser teu amigo

Mas teu amigo a valer.

 

Fizemos nós um acordo

Diz que tenho de cumprir

Só para lhe dar alegrias

E ele tem que resistir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:07

BATI CABEÇA

por Francisco Gomes, Quarta-feira, 26.10.11

 

É verdade que, os nossos pensamentos não são os pensamentos de Deus e os nossos caminhos, também não são os caminhos de Deus. Hoje eu tive a certeza disso. Pois dei uma cabeçada, daquelas que deixam a gente meio tonto o dia inteiro.

Eu achava que era muito paciente, também era muito humilde, tinha condições de enfrentar de cabeça erguida todos os obstáculos que aparecessem. No entanto, fiquei nervoso com muita facilidade, dei respostas ásperas às pessoas que se acercaram de mim para me fazerem perguntas, não consegui nem suportar o canto do canário na gaiola.

Eu achava que era suficientemente forte para resistir às tentações do orgulho, da vaidade e da mania de grandeza. No entanto, com todas as pessoas que falei, só eu quis falar, só quis contar as minhas vantagens e os meus prodígios, não dei a vez a ninguém de falar e não quis escutar ninguém.

Eu achava que era caridoso, que amava e ajudava os pobres e os necessitados. Porém, o primeiro que me pediu  um pedaço de pão para matar a fome, sem qualquer remorso de consciência, respondi que fosse trabalhar e deixasse de ser  vagabundo.

Eu achava que vivia o grande Mandamento de Deus, que amava o meu próximo como a mim mesmo. No entanto, xinguei aquele homem bêbado que dormia num canto da rua, disse meia dúzia de palavras obscenas àquele motorista que me ultrapassou pelo lado direito, dei respostas nervosas e arrogantes a pessoas que nada tinham a ver com o meu nervosismo e com os meus problemas.

Eu achava que tinha condições de perdoar tudo e a todos. No entanto, não consegui perdoar a criada de casa que esqueceu de cumprir uma ordem.

Achava que sabia tudo, que era a pessoa mais inteligente que existia. No entanto, descobri que não sei nada e que não sou nada. Sou apenas um mortal com qualidades e defeitos como qualquer pessoa.

 Hoje não consegui ver o bem em nenhuma pessoa, só vi os defeitos. Falei muito sobre os defeitos dos outros tão somente para esconder os meus. Cheguei à conclusão que não sou justo e nem reto como pensava.

Obrigado meu Deus, pois dei tantas cabeçadas. Ajuda-me a corrigir os meus defeitos, para que não ande a bater cabeça, pelas esquinas da vida.

O mundo está contaminado por quatro Vírus:

  • A Ambição pelo Poder 
  • A ganância de Ter
  • A vaidade de Ser 
  • A ânsia do Prazer.

 

Abraços a todos  

                  

Agostinho  Gomes   Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:37
editado por cunha ribeiro às 18:50

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds