Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Um excelente cozinheiro

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11

 Diz a sogra de Miguel Sousa Tavares que ele é um excelente genro e cozinha muito bem. Se cozinhar com o escreve...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:52

Embora seja o crime menor...

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11

 

Rui Verde em entrevista ao CM

"Tenho esperança que haja julgamento sobre licenciatura de Sócrates"

Rui Verde quer que os originais do processo de José Sócrates na Universidade Independente (UnI) sejam prova num julgamento sobre a licenciatura do ex-primeiro-ministro. Em entrevista ao CM, o ex-vice-reitor da Independente revela como a política está ligada ao Ensino Superior Privado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:46

Se isto é lutar contra alguma coisa, não me importo de estar do lado da coisa

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:13

PSD e CDS - um entendimento perfeito na distribuição dos tachos

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11

 

PSD e CDS enxameiam Segurança Social com os seus Boys e Girls

 
 

Há alguns meses, Pedro Mota Soares, jovem líder parlamentar do CDS, exibia na Assembleia da República um powerpoint que comprovava a instrumentalização e partidarização da Segurança Social pelo PS, então no Governo.
Hoje, Pedro Mota Soares é Ministro da Segurança Social e não tem qualquer powerpoint para mostrar. Mas os factos falam por si.
A nova Presidente do Instituto de Segurança Social, com a saída de Edmundo Martinho, é Mariana Ribeiro Ferreira Costa Cabral, orgulhosa esposa de um descendente de D. Afonso Henriques e filha do jornalista António Ribeiro Ferreira, o tal que queria partir a espinha aos sindicatos e que era um grande admirador dessa «senhora adorável» que se chama arguida Maria de Lurdes Rodrigues. Não tem a experiência necessária para um cargo desta envergadura, apesar de ter passado pela Acção Social na Vereação de Cascais, mas tem o indispensável cartãozinho do CDS-PP, Partido do qual é Vice-Presidente.
Mas há mais. Luís Monteiro, Vogal do Conselho Directivo, foi assessor parlamentar do PSD; Miguel Coelho e Joaquim Caeiro, outros dois vogais, foram assessores parlamentares do CDS.
Nos Centros Distritais da Segurança Social, é o que já sabemos e que há bem pouco tempo foi denunciado pelo PS – Partido que, como se sabe, nunca faz este tipo de coisas. Os Centros de Coimbra, Bragança, Viseu e o Porto, pelo menos, já começaram a infestar a Administração Central com apaniguados seus.
Quanto ao Porto, estamos em presença de um caso deveras interessante. O centrista Sampaio Pimentel, ex-vereador da Câmara do Porto na área da Protecção Civil, é o novo Presidente do Centro Distrital. O facto de nada perceber do assunto não deve ser, para quem o nomeou, muito importante. Para coadjuvá-lo, foi nomeada Ana Venâncio, vereadora do PSD e antiga colega de Marco António Costa na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia. Uma curiosa arquitectura política que leva a que um membro da confiança de Pedro Mota Soares seja sempre marcado em cima por alguém ligado a Marco António.
Ainda no Centro Distrital do Porto, a rebaldaria continua com os assessores da Presidência. Sabe-se que vão ser nomeados 4, sendo que 2 dos nomes já são conhecidos: Maria Manuel, amiga de Sampaio Pimentel cujo maior feito profissional dos últimos anos tem sido o de se manter durante longos períodos em casa com atestado médico; e Ana Cancela, uma educadora de infância do Centro Infantil de Crestuma (de novo a predominância de Vila Nova de Gaia) cujos insuspeitos méritos na gestão e assesoria da «coisa pública» acabam de ser premiados com esta nomeação.
O mais curioso é que, ainda em finais de Agosto, o Governo anunciava com toda a pompa a extinção de 18 cargos de dirigentes distritais adjuntos da Segurança Social. Extinguem 18 directores-adjuntos, mas à razão de 4 assessores por Centro Distrital, vão nomear mais de 70. Excelente!
E como o exemplo vem de cima, aí temos Pedro Mota Soares, o putativo Ministro, a deslocar-se num Audi A7 de 86 mil euros para reuniões sobre pobreza e miséria, onde geralmente o vemos a perorar contra os beneficários do Rendimento Mínimo – sim, já sabemos que o contrato vem do Governo anterior e que não é possível rasgar contratos (só os contratos que o Estado tem com os Funcionários Públicos e demais contribuintes é que podem ser rasgados).
E como o exemplo vem, novamente, de cima, aí temos o verdadeiro Ministro, Marco António Costa, a reservar para si e para a sua assessora, trazida de Lisboa, metade do 15.º andar da rua António Patrício (Centro Distrital do Porto), num gabinete remodelado de onde se alcança uma vista esplendorosa sobre o Douro. Desta vez, pelo menos, não repetiu a façanha da sua anterior passagem pela Segurança Social.
E assim vamos, cantando e rindo, num dos principais ministérios da governação do país. Porque os tempos são difíceis e ninguém está imune aos sacrifícios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:37

Não sobrará nem uma arvorezinha para plantar no Viveiro de Parada, outrora tão cheio delas?

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11
 Vila Pouca de Aguiar | 24-11-2011  | Edição Nº 3205
Iniciativa envolve a Yves Rocher 
Quinze mil árvores plantadas no concelho
Este ano, no âmbito do projecto nacional “Criar Bosques”, vão ser plantadas cerca de quinze mil árvores de espécies autóctones, nas freguesias de Afonsim e Parada de Monteiros. É um projecto da Quercus com o patrocínio da Presidência da República e conta com a parceria da Yves Rocher, AguiarFloresta e Câmara Municipal. 

O concelho de Vila Pouca de Aguiar vai ficar mais “verde”. A iniciativa “Criar Bosques” vai promover a plantação de milhares de árvores dando sequência a um projecto iniciado em 2008. Carvalhos, vidoeiros, castanheiros e salgueiros serão colocados nas freguesias de Afonsim e Parada de Monteiros, zonas que foram afectadas por grandes incêndios florestais. O objectivo passa por fomentar e aumentar a área florestal. 
“Entre outras...  (*) 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:02

Será que os Baldios aguiarenses vão ter a honra de uma visita?

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11
Assembleia da República
Comissão de Agricultura vai visitar baldios em Trás-os-Montes

Foi com “muito agrado” que a Federação Nacional dos Baldios viu a abertura da Comissão da Agricultura para visitar alguns bons exemplos de gestão dos baldios pelos seus legítimos proprietários, as populações locais. O programa da visita, que deverá ser marcada já para o início de 2012, passará “obrigatoriamente” pela região transmontana.

No início do próximo ano, a Comissão de Agricultura da Assembleia da República vai, pela primeira vez, deslocar-se a Trás-os-Montes com uma agenda específica dedicada aos baldios, para verificar no terreno “a obra notável realizada em muitas aldeias” fruto da boa gestão dos territórios comunitários pelos Conselhos Directivos de Baldios locais.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:54

Um bom exemplo de gestão autárquica perto de si

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11
Regiões | Montalegre | 08-12-2011  | Edição Nº 3207
Na sede do concelho e em Salto
Iluminação natalícia elaborada pela Câmara
O Município de Montalegre não vai gastar dinheiro com as iluminações públicas de Natal. O facto da própria edilidade produzir as ornamentações e assegurar a sua colocação, permite à autarquia poupar milhares de euros durante esta quadra. Esta prática vem sendo mantida ao longos dos anos, o que constitui uma raridade a nível autárquico.

“Nas iluminações de Natal nunca gastei dinheiro”, fazemos tudo com a “prata da casa”. Esta é a receita do presidente da Câmara de Montalegre, Fernando Rodrigues, para evitar custos e assegurar sempre o toque natalício às vilas de Montalegre e Salto. “Temos algumas ornamentações que conservamos de um ano para o outro. Fazemos a manutenção eléctrica com alguns recursos humanos que temos da Câmara e reciclamos algum material”, acrescentou.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:39

Alguém sabia que Portugal possui uma Repartição de Finanças em Inglaterra?

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 09.12.11

 

 

No ano de 2008

Scolari pagou “todos os impostos em Inglaterra” 

O ex-selecionador português de futebol Luiz Felipe Scolari disse esta sexta-feira que pagou "todos os impostos referentes a 2008 em Inglaterra" e que se há algum erro deve-se a falta de comunicação ou a uma falha da FPF.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:39

ORIGEM DO NOME "PARADA"

por Francisco Gomes, Sexta-feira, 09.12.11

 

Quando me dei conta de quem eu era, a aldeia onde nasci e morava, chamava-se " Parada do Corgo". Um dia, não sei por que razão, trocaram o nome para "Parada de Aguiar". Ninguém foi consultado e nem tão pouco informado daquela mudança. A gente só veio a saber, no dia em que alguns homens, trepados num andaime, trocaram o nome no "Apeadeiro". No inicio foi muito difícil a gente se habituar com o novo nome. Mas do Corgo ou de Aguiar, não importa, o que de fato importa, é "Parada". Como surgiu esse nome?  Já várias pessoas expressaram sua opinião neste Blog. Teve uma, que não lembro o nome, que contou até uma lenda. " O Vale de Aguiar, era coberto de água. Um tal de Abade, que morava no Castelo, ia todos os dias, rezar missa em São Bento, usava uma lancha para fazer  a travessia. Um dia, a lancha ficou parada, isto é encalhada no lugar onde hoje fica a aldeia de Parada. Daí, surgiu o nome "Parada".

Resolvi também dar o meu palpite. Quando tinha os meus sete anos, pela aldeia passavam muitos "peregrinos"Eram homens vestidos como São Tiago, com grandes conchas penduradas nas roupas e uma Cabaça na ponta de uma vara. Estes peregrinos seguiam pela estrada, a caminho de São Tiago de Compostela na Espanha. Quando se deparavam com a placa "Parada', eles entravam e perguntavam onde era a "estalagem" para eles passarem a noite. Naquele tempo, a placa na estrada, dizia apenas "PARADA", não informava mais nada.

Talvez, a quantidade de Peregrinos, procurassem uma "parada" que deveria existir no percurso. Daí, houve necessidade de  se dar o nome de Corgo, para evitar esse engano.

Diz uma antiga lenda:  quando São Tiago, fora designado para pregar a "Palavra de Deus" na Península Ibérica , Jesus Cristo lhe prometera que todos os viventes, visitariam o seu Santuário. Quem não fosse em vida, certamente iria depois de morto. Quando em noites estreladas, observamos no espaço a Via Láctea, acreditamos ser a "Estrada de São Tiago".

 

 Abraços para todos.

 

Agostinho  Gomes   Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:29
editado por cunha ribeiro às 22:27

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds