Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Associações de ideias

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12

 

 Não sou detective. Mas há associações de ideias estranhas... Predador sexual... Paris...

Bem. É melhor parar por aqui, senão...

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:58

O Blog " Correntes" em primeiro lugar no sector EDUCAÇÃO - Parabéns, Paulo Prudêncio!

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:00

Aldeias de sonho

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:52

O Manuel Almeida pediu...

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12
Uma reportagem publicada no passado fim-de-semana pelo Expresso sobre a vida privada de José Sócrates em Paris fez disparar as reacções dos que, em Lisboa, o acompanharam mais de perto durante os anos de liderança do PS e do Governo.

Nos dias imediatos, foram vários os que saíram em defesa do ex-primeiro-ministro nas redes sociais, alguns mesmo com recados directos à actual liderança – tornando ainda mais visível o descontentamento da linha socrática com a condução política de António José Seguro.

Augusto Santos Silva foi o primeiro a reagir: «Tenho pena, tenho sinceramente pena, do jornalista que se propôs, ou se prestou, ou foi mandado fazer e aceitou fazer este ‘trabalho’» Em apenas um dia, o ex-ministro coleccionou ‘likes’ (gosto) ao comentário.

Mais incisivo ainda, Renato Sampaio – amigo pessoal de Sócrates – mostrou que a alma do antigo líder está viva em Lisboa e que tem quem lute pela sua imagem. «Hoje vi um ataque vil e infame a um amigo. Sinto-me ofendido quando ofendem um amigo que considero», escreveu o deputado socialista, acrescentando que «não é tolerável que se coloque em causa a honorabilidade de alguém que se não conhece ou se lancem insinuações torpes».

Mas não ficou por aqui – e resolveu deixar, na íntegra, o depoimento que fez quando José Sócrates se candidatou pela primeira vez a líder do PS. O recado para Seguro é indirecto («apoio José Sócrates porque o PS terá que se apresentar aos portugueses como uma oposição enérgica e responsável, combativa e determinada»). Mas num comentário a reacções que recebeu, o recado ficou claro. «Sabemos que esta direita tem medo ‘do brilho das luzes’ que vem de Paris! Mas também há um ‘certo PS’ que vive ofuscado e ressabiado ‘com o fantasma de Paris’».

A indignação de Renato Sampaio teve direito a 150 ‘like’ e cerca de 50 comentários. Entre eles, actuais deputados do PS e ex-governantes, de Isabel Santos a Hortense Martins, passando por Maria Manuel Leitão Marques. E a onda prosseguiu – com André Figueiredo (chefe de gabinete de Sócrates no PS) a escrever vários textos lembrando frases do ex-PM, José Lello a irritar-se com um colunista do Público que criticou Sócrates («Por amor de Deus, deixem o homem em paz!»).

Nas hostes socialistas, há mesmo quem já fale do regresso de Sócrates à vida política nacional, até mesmo colocando a hipótese de uma candidatura à liderança lá para 2013. É claro que poucos levam esta tese a sério, mas ninguém ignora os sinais de que o socratismo está bem vivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:23

Manuel Almeida reage ao meu artigo " Emigrante de Luxo"

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12



Manuel Almeida, deixou um comentário ao post Emigrante de Luxo às 15:05, 2012-01-29.

Comentário:
Caro amigo agradeço que publiques na intrega do Jornal sol realizada pelos jornalistas, David Dinis e Susete Francisco Uma reportagem publicada no passado fim-de-semana pelo Expresso sobre a vida privada de José Sócrates em Paris fez disparar as reacções dos que, em Lisboa, o acompanharam mais de perto durante os anos de liderança do PS e do Governo. Nos dias imediatos, foram vários os que saíram em defesa do ex-primeiro-ministro nas redes sociais, alguns mesmo com recados directos à actual liderança – tornando ainda mais visível o descontentamento da linha socrática com a condução política de António José Seguro. Augusto Santos Silva foi o primeiro a reagir: «Tenho pena, tenho sinceramente pena, do jornalista que se propôs, ou se prestou, ou foi mandado fazer e aceitou fazer este ‘trabalho’» Em apenas um dia, o ex-ministro coleccionou ‘likes’ (gosto) ao comentário. Mais incisivo ainda, Renato Sampaio – amigo pessoal de Sócrates – mostrou que a alma do antigo líder está viva em Lisboa e que tem quem lute pela sua imagem. «Hoje vi um ataque vil e infame a um amigo. Sinto-me ofendido quando ofendem um amigo que considero», escreveu o deputado socialista, acrescentando que «não é tolerável que se coloque em causa a honorabilidade de alguém que se não conhece ou se lancem insinuações torpes». Mas não ficou por aqui – e resolveu deixar, na íntegra, o depoimento que fez quando José Sócrates se candidatou pela primeira vez a líder do PS. O recado para Seguro é indirecto («apoio José Sócrates porque o PS terá que se apresentar aos portugueses como uma oposição enérgica e responsável, combativa e determinada»). Mas num comentário a reacções que recebeu, o recado ficou claro. «Sabemos que esta direita tem medo ‘do brilho das luzes’ que vem de Paris! Mas também há um ‘certo PS’ que vive ofuscado e ressabiado ‘com o fantasma de Paris’». A indignação de Renato Sampaio teve direito a 150 ‘like’ e cerca de 50 comentários. Entre eles, actuais deputados do PS e ex-governantes, de Isabel Santos a Hortense Martins, passando por Maria Manuel Leitão Marques. E a onda prosseguiu – com André Figueiredo (chefe de gabinete de Sócrates no PS) a escrever vários textos lembrando frases do ex-PM, José Lello a irritar-se com um colunista do Público que criticou Sócrates («Por amor de Deus, deixem o homem em paz!»). Nas hostes socialistas, há mesmo quem já fale do regresso de Sócrates à vida política nacional, até mesmo colocando a hipótese de uma candidatura à liderança lá para 2013. É claro que poucos levam esta tese a sério, mas ninguém ignora os sinais de que o socratismo está bem vivo ou seja já há quem tenha saudades de Socrates e daqui a 3 anos se quiser voltara a ganhar se,Portugal ainda existir, pelo andar da carruagem seremos uma colonia da Alemanha que é para isso que o Passos Coelho trabalha arduamente. Saudações

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:36

Emigrante de Luxo

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12

 

  O Expresso foi à procura de Sócrates. Não foi difícil de encontrar.  Quem conhece Paris - e o Expresso conhece - assim como os gostos requintados de Sócrates - e o Expresso conhece-os ainda melhor - sabia que o homem nunca poderia viver fora da zona limite do bairro mais xique da cidade luz - o "seizième arrondissement". Para quem por lá andou, sabe muito bem do que estou a falar: prédios magníficos, servidos por amplas avenidas, onde crescem e florescem majestosas árvores de grande porte. Bem perto, um dos principais pulmões de Paris - o Bois de Boulogne; o famoso Palais des Congrès, o hotel Concorde Lafayette, os Champs Élysées, o Arco de Triunfo, e o bairro mais nobre adjacente à cidade, onde Eça de Queirós residiu - Neweully Sur Seine.

  Claro que ninguém esperaria que o Expresso revelasse ter encontrado o Ex-Primeiro Ministro a despejar as "poubelles" da burguesia parisiense; ou a podar as árvores da Avenue Foch. 

  Também não esperariam que o tivesse surpreendido a tomar café no  "tabac" onde os operários do "chantier" vão todos os dias.

  Como o nosso homem gosta de praticar jogging, onde o podiam encontrar? Obviamente,  no Bosque ( "bois de Boulogne"). Como tem  gostos culinários de fino requinte, onde o iriam descobrir? Na "Brasserie Lipp", ou no "café Flore", lugares dignos de príncipes e de princesas; E como é ( sempre foi) um estudante exemplar, que escola frequentaria o grande intelectual sem canudo? Isso: a maior escola deciência política de França - o Instituto de Estudos Políticos de Paris.

   Caros amigos emigrantes-a-sério: Querem um autógrafo deste homem invulgar?

    Passeiem por estes sítios belos, nobres, e requintados, só ao alcance de quem não trabalha, por lhe ter saído o "Euromilhões".

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:41

Três Minas - o centro das atenções do Concelho de Aguiar

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12

 Não me levem a mal os "tresminenses" ( será assim que se diz?), mas a sensação que tenho é a de haver dois "umbigos" no Concelho aguiarense: um na própria sede, outro em Tresminas...É que puxando a brasa à sardinha dos paradenses, se olharem para a montanha de Parada do Corgo, ali também os incêndios devastaram quase tudo o que havia com o verde estatuto de árvore.

 CR


 Zona devastada por incêndios recebe 3400 sobreiros

Zona devastada por incêndios recebe 3400 sobreiros

Com o apoio da Quercus, os colaboradores da Corticeira Amorim vão plantar 3400 sobreiros, no próximo dia 28 de Janeiro, numa área devastada por incêndios florestais, em Três Minas, Vila Pouca de Aguiar. Um dos objetivos é criar uma barreira contra o avanço de incêndios.

Os 3400 sobreiros simbolizam o número de colaboradores que a Corticeira Amorim tem espalhados pelo mundo, sendo esta uma ação que pretende envolver diretamente esta comunidade de trabalhadores na preservação da floresta portuguesa, aumentando desta forma a área florestal de sobreiro, considerado recentemente a Árvore Nacional de Portugal.

Em comunicado, a Corticeira explica que a ação se insere no Programa de Sustentabilidade da Empresa, denominado Escolha Natural, e é realizada no âmbito do Projeto Floresta Comum, da QUERCUS, que visa assegurar a preservação da floresta autóctone portuguesa.

Barreira contra avanço de incêndios

 A plantação de sobreiros nesta zona de Vila Pouca de Aguiar ajudará a criar, no futuro, uma barreira ao avanço de incêndios uma vez que a criação de áreas florestais com espécies autóctones, como o sobreiro, com características de resistência ao fogo, é uma das estratégias recomendadas para a preservação de fogos florestais nas zonas Norte e Centro de Portugal (que apresentam maior incidência de incêndios).

Esta ação de reflorestação foi iniciada há um ano, em que foram semeadas mais de 700 bolotas no solo pelos colaboradores da Corticeira Amorim, com o apoio QUERCUS.




Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:58

"Hoje não vou falar ..."

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12

 

 Hoje não vou falar na manhosice política do sr Lello. Não vou aqui fazer eco jornalístico da astúcia que o caracteriza, ao esconder uma conta milionária do BCP, infringindo o dever legal de a declarar, argumentando, com lata socrática, que desconhecia a lei que a isso o obriga;

 Também não quero falar sobre aquele senhor vereador do CDS, declarado insolvente (falido) desde 2008, e que, ao arrepio da lei, se candidatou à Câmara do Porto,  foi eleito, e aí exerceu as suas funções, ilegalmente, até hoje;

 Hoje vou apenas dizer aos socialistas que se desgostam com o que eu escrevo, que aqui não se criticam partidos políticos ( P.S., PSD, CDS, etc). Aqui criticam-se pessoas que não honram esses partidos, e que, por não os honrarem, os vão minando, e destruindo.

 

CR

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:05

Uma boa ideia do novo líder do P.S.

por cunha ribeiro, Domingo, 29.01.12


 Seguro passa a registar promessas no site do PS

Seguro diz ser necessário “reconciliar as pessoas com a política”Seguro diz ser necessário “reconciliar as pessoas com a política” (Enric Vives-Rubio)
 O secretário-geral do PS, António José Seguro, anunciou hoje que o site do seu partido vai registar todas as promessas que for fazendo enquanto líder da oposição.

“Faço-o para que fique claro a exigência que coloco quando apresento uma promessa”, disse o líder socialista, sublinhando que é preciso “dar exemplos para reconciliar as pessoas com a política”.

Falando na Câmara Municipal de Montalegre, antes de visitar a feira do fumeiro da localidade, Seguro disse que uma das promessas a registar no site é a de criar mecanismos para que os territórios onde existem recursos usados em benefício económico de outros tenham direito, automaticamente, a uma parte dos proventos.

A promessa surgiu depois de o autarca local, Fernando Rodrigues (PS), ter referido que a produção de energia no concelho gera impostos de 40 milhões de euros (em sede de IVA), sem as correspondentes contrapartidas.

“Nem sequer tem uma estrada digna para Chaves ou Braga”, lamentou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:15

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds