Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Pesquisar

 

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


A Federação assume? Estamos cozidos...

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 15.03.12

‘Totonegócio’: FPF poderá assumir dívida de 33 milhões

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) poderá assumir a dívida de 33 milhões de euros reclamada pelo Estado, relativa ao denominado ‘Totonegócio’, disse nesta quinta-feira à Lusa fonte da direcção federativa

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:21

A nível salarial, Portugal tem resmas de primeiros ministros

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 15.03.12

 

Presidentes do INE e Segurança Social com salários iguais ao de Passos

Os presidentes do Instituto Nacional de Estatística, de Aviação Civil e três outros organismos ligados à Segurança Social vão ter um salário igual ao do primeiro-ministro, segundo as regras de classificação dos institutos públicos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:06

Ele há cada cromo na nossa política...Vejam que vale a pena para perceber certas coisas...

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 15.03.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:50

Agostinho Rodrigues - Mais uma aventura

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 15.03.12

         

 “ AVENTURA DE 4 JOVENS DE PARADA NO ASSALTO ÀS NOGUEIRAS DO CASTELO”

 

Já lá vão mais de 52 anos. Certo dia, 4 jovens da aldeia de Parada, de seus nomes, José Moreira, José Manuel, Agostinho e Firmino da Sr. Irene, em conversa uns com os outros, decidiram ir até ao Castelo, pela calada da noite, apanhar umas nozes das tão preciosas nogueiras, todas abertinhas, mesmo à espera de quem lhe deitasse a mão.

Se bem o pensaram – melhor o fizeram. Vai daí, depois da ceia, ficou combinado reunirem-se na Cruz-Carreira. Quando nos juntamos todos – pusemos os pés a caminho do Castelo, embora um pouco receosos por ser de noite - apesar de estar um belo luar que nos alumiava perfeitamente bem. Lá fomos andando e conversando até às proximidades da aldeia do Castelo, mais concretamente ao sítio onde existiam as grandes nogueiras carregadas com o belo fruto.

Chegados ao local, aguardamos um pouco até que os ditos fiéis amigos do homem se calassem um pouco da algazarra que faziam. Talvez por pressentirem intrusos nas proximidades. Acalmados os ânimos dos bichos, havia que iniciar com a maior brevidade possível  a tarefa a que nos tínhamos proposto. Quem havia de subir para varejar o dito fruto. O José Moreira. Como uma vez tinha subido ao mastro de S. Pedro, de onde retirou um garrafão de vinho e o bacalhau do mesmo - ganhou fama de ser um bom trepador. Por isso, logo se prontificou a subir. A seguir foi o Firmino. Eu e o José Manuel, ficamos com a missão de observar, para no caso de aparecer alguém, não sermos apanhados de surpresa.

O Zé e o Firmino, uma vez em cima das nogueiras, abanavam e varejavam com tanta força, que as nozes caíam no solo com uma rapidez que só visto. Entretanto, lá no Castelo, os cães continuavam a cumprir o seu dever como bons guardiões dos bens dos seus donos, ladrando cada vez com mais intensidade. Nós, ao apercebermo-nos que os cães estavam a fazer muito barulho, gritamos para o Zé e Firmino para que ficassem em silêncio a ver se ouvíamos passos para darmos à sola o mais rápido possível. Como não ouvimos e nem pressentimos nada, dissemos para eles descerem, porque já existiam no chão nozes que chegassem para encher o saco. Uma vez no chão, toca de apanhar as ditas nozes o mais rápido possível antes que se fizesse tarde. Terminado o serviço, lá viemos nós de regresso a Parada todos vaidosos com a aventura como se tivéssemos alcançado uma grande proeza.

No dia seguinte, era domingo. Aos domingos à tarde, quando não havia bailarico, era hábito da rapaziada juntar-se nas tascas do Sr. Alfredo ou Sr. Coutinho, a jogar à sueca ou à malha. Como não podia deixar de ser, também aparecemos por lá, com os bolsos cheios de nozes, levando os mais velhos a duvidar de que algo tínhamos aprontado. Começou então um bombardeio de perguntas que nos levou à confissão do sucedido. Descosemo-nos completamente contando a nossa aventura.

O resultado de tudo isso foi termos ouvido um grande sermão dos nossos familiares e das pessoas mais velhas que, bem vistas as coisas, tinham toda a razão. A juventude, sempre fez e fará coisas que nem ao diabo lembra e, nós, naquela altura, também éramos um pouco endiabrados.

Termino com um grande abraço para todos os Paradenses e amigos do Blogue de Parada de Aguiar.

 

Agostinho Rodrigues

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:29

Luxo ou lixo?

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 15.03.12


Diz a imprensa que Ronaldo usa brincos no valor de 10.000,00 euros. "O que é um luxo!",  acrescenta.

Ou seja, traduzindo em economês, o luxo de Ronaldo são 5.000,00 euros em cada orelha.

Francamente, não estou nada de acordo. Acho a imprensa bastante exagerada neste capítulo.

Um par de brincos de dez mil euros não me parece  luxo por aí além no reino do futebol. Parce-me... lixo.

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:26

A deriva das escutas

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 15.03.12

Aveiro decide destruição das escutas de Sócrates na Face Oculta

O Tribunal Constitucional indeferiu, esta quinta-feira, o recurso de Paulo Penedos contra a destruição das escutas que envolvem José Sócrates na Face Oculta mas devolve uma decisão da questão ao tribunal de Aveiro, onde o caso está a ser julgado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:13

Por ser paradense, visita do blog, e portista militante, merece o nosso destaque

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 15.03.12

Humberto Monteiro e família, na sua casa de Parada de Aguiar

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:04


Comentários recentes




GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds