Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


TUDO TEM SENTIDO

por Francisco Gomes, Sexta-feira, 16.03.12

 

Este nosso corpo maravilhoso, imagem e semelhança de Deus, é único na face da terra. Não existe outro igual, embora outros corpos tenham as mesmas características, a constituição do nosso organismo, tem particularidades especiais, que outros não têm.

            Os nossos olhos: são para vermos a beleza das flores, o verde das florestas, o azul de céu, o cinzento das nuvens, o branco do luar, o cintilar das estrelas, a imensidão verde dos oceanos. Ver cada criatura maravilhosa, que Deus colocou ao nosso redor, para testar nosso amor aos irmãos, cada um a viver seus dramas, suas alegrias e tristezas, cada um diferente do outro, mas com a mesma semelhança.

            A nossa boca, para receber o alimento, para falar palavras de amor  incentivo, para pedir perdão e perdoar, para abrigar nossa língua, o menor dos nossos membros, mas aquele mais poderoso. Com a língua, podemos edificar um irmão, ou jogá-lo no abismo da desgraça.

            Os nossos lábios que circundam a nossa boca podem se manifestar por meio de beijos, que podem ser de carinho ou de traição.

            As nossas mãos, para trabalhar, para afagar, para agredir, para levantar, para estender, para pedir e para dar. Mãos abertas, sinal de acolhida, mãos fechadas, sinal de rejeição. A mão com seus dedos, que servem para apontar os outros, ou apontar para nós mesmos.

            Os nossos pés, para sustentar nosso corpo, para caminhar ao encontro do irmão necessitado, para correr rumo às aventuras da vida, para nos levar à aventura ou à desventura. Com os pés devemos chutar  bola, não os nossos irmãos.

            O nosso Coração, a bomba da nossa vida, existe para amar, para alegrar quem vive na solidão, para aquecer quem tem frio, para mostrar indiferença.

            A nossa cabeça, para pensar, para nos guiar, para  determinar que somos gente, para abrigar nosso cérebro, nosso consciente, para comandar nossos gestos, dar sentido ao corpo e à  alma

            O nosso corpo por inteiro, para mostrar que somos alguém, que ocupamos um lugar no espaço. Se não tivessemos este corpo, nada teria sentido.

            Devemos sempre mostrar que somos criaturas realizadas, temos olhos, temos boca, lábios meigos, mãos abertas, estendidas aos irmãos,  pés disponíveis para acompanhar, coração aberto para acolher, cabeça para pensar, logo nós somos alguém, temos sentido.

          Cada um de nós é um corpo, e um corpo sem amor, é um corpo sem vida.

 

Abraços para todos

                                                                        

Agostinho Gomes Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:09

Henrique Gomes - um político (a) sério

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12

 

  Gosto de políticos como Henrique Gomes. De antes quebrar que torcer.  Movidos pela defesa intransigente do bem comum.

  Sim, porque há outros com essa imagem de intransigência , mas apenas perante os fracos...

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:18

Há quem trabalhasse no duro, para estudar em Paris. Este Senhor não precisa

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12

 

Pois...A família deve pagar-lhe a despesa...

CR



 

Sócrates gasta 15 mil euros por mês em Paris

A vida milionária do ex-primeiro-ministro José Sócrates em Paris

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:00

Será o Brasil o próximo destino?

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12

 

Vale e Azevedo "continua desonesto"

O juiz britânico que esta sexta-feira decretou a extradição de João Vale e Azevedo para Portugal considerou sem qualquer fundamento as insinuações de motivação política da justiça portuguesa, qualificando o ex-presidente do Benfica de "desonesto".

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:55

"Olá! Não se esqueçam que eu amo Lisboa, mas se quiserem troco-a por Portugal"

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12

 

 Quem poderia ser o autor esta frase?

 

 a) José Sócrates;

 b) Marcelo Rebelo de Sousa;

 c) António Costa.

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:29

João Ferreira recorda-nos, em imagens, a festa da Inauguração da Capela

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12
 
Não estarei enganado se disser que o Heitor e a Otília estiveram lá, e faziam parte do rancho folclórico criado para aquela ocasião.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:59

Em França, a Cândida continua a ser a nossa companhia mais frequente, com 350 visitas

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12

France Telecom (82.120.188.138)     350 returning visits

France FlagVanves, Ile-de-france, France    

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:32

Aníbal Magalhães - Os Bombeiros de Aguiar

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:02

A menina dança?

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 16.03.12
 
Era dia de festa na aldeia. A tarde já ia longa. Os altifalantes da Carva espalhavam as cantorias da moda  pelo Vale do Corgo até às faldas da Serra do sabugueiro.  Na varanda da Sra Maria da Luz, os discos giravam no aparelho numa sequência alucinante.
Em baixo, a rua estava repleta, desde a Casa do Ti Ernesto Nora, até a Cruz Carreira. Dançavam velhos e novos. Os velhos, ao ralenti, devido ao reumático; os novos rodopiavam , endiabrados, tocados por Afrodite - a deusa do amor.
Meti-me na dança como quem trepa em cima de ramo verde. Ela era de Campo de Jales. Um vestido de roda laranja. Magra. Morena. Cabelos de seda pretos.
 Gastara um tempo infinito à espera de lhe cruzar o olhar. Aconteceu uma vez. Algum tempo depois, novo encontro de olhares. " À terceira vou lá", pensei.
  Porém, o tempo ia passando, e nada de olhar para o meu lado. Duvidei. Estaria enganado? Aqueles olhares que eu vi seriam para alguém atrás de mim? Ao lado? Perto?
  Pacientei. Até que, pela terceira vez, um olhar passeou por toda a largura do baile, e por uns segundos bateu de frente ao meu. É agora, decidi.
 Fui. " A menina dança?"
  Do altifalante saía uma balada plangente. A meio do disco não estava ninguém à minha volta. Fechara os olhos; sonhava já.
   No meio do meu enleio , senti o cimo das costas vibrar duas vezes. O meu par  fugia de junto de mim. Olhei.
  Era a minha mãe, irada, a olhar para mim. Ralhava, de braços no ar, pronta a desancar-me mais uma vez. Não descansou enquanto não me fechou dentro de casa. " Andais com o diabo!"; " Maldito pecado!" ... Uma ladaínha de reprimendas, saíam-lhe a cachão, e em fúria. Fiquei arrumado de vez para a festa. E com um trauma tão duradouro que foi preciso escorrer muito tempo para voltar a arriscar:
 " A menina dança?"
   
 FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:12

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds