Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


O Silêncio é a toca onde se esconde a mentira

por cunha ribeiro, Domingo, 13.05.12

 O silêncio ou esconde a verdade, ou encobre a mentira.

 Estou convencido que o silêncio, em política, "é o partido mais seguro de quem desconfia de si mesmo". Os políticos gestores de silêncios são perigosos, porque não dizem o que pensam, e pensam demais o que dizem. 

 O combate político não se faz com silêncios, faz-se com actos e com palavras. "Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão".

 Qualquer partido político que esteja na oposição deveria partir do princípio que só  exprimindo a diferença,  dizendo-a ou escrevendo-a, é que se torna opositor. Não há ideias sem palavras.  Um discurso repetitivo, obsoleto, decorado, mata qualquer oposição política ao fim de algum tempo; um discurso ausente mata-a logo à nascença. O primeiro perde no fim do jogo, o segundo perde por falta de comparência.

  O discurso político repetitivo é como os menus dos restaurantes que vendem diárias:  bacalhau à braz ou prego no prato todos os dias. Não deixam de ter clientes mas são sempre os mesmos. Exemplo típico é o discurso monótono dos comunistas.

  O discurso ausente, ou não discurso, nem repetitivo consegue ser, porque não é o que parece, é outra coisa qualquer, quando não chega a ser nada. Servindo-nos da mesma imagem, visto de fora parece ser "restaurante", mas é alterne. 

   O discurso inovador é um discurso de risco. Abana com o sistema. Tenta fazê-lo estremecer, a ver se cai, ou se renova. Aqui temos cozinha nova,  inventiva, o prato gourmet, ou o tradicional reinventado. Lá dentro tudo é novo, ou surpreendente, apetecível e atractivo. 

  

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:38

Apostei no preto. Vejam a minha sorte.

por cunha ribeiro, Domingo, 13.05.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:14

Fátima, o paraíso da fé

por cunha ribeiro, Domingo, 13.05.12

 

 Ninguém morre em Portugal sem ter visitado Fátima, pelo menos uma vez.  Os caminhos de Fátima só não se comparam com os de Santiago, por não enraizarem com a mesma profundidade no espaço e no tempo da história medieval europeia.

 Quando era pequeno, ia a Fátima, quase por milagre. Mal saía de casa, já estava a assistir àquilo tudo, sem me molhar, nem esfriar. 

 Devo a minha primeira "visita" ao Santuário, à hospitalidade da família Chaves. Eu e muita gente da aldeia, no dia da aparição, tínhamos a ousadia de nos amontoar na sala de estar dessa família, e desfrutar, em plena igualdade de classes, do mesmo espectáculo televisivo, que era a "procissão do adeus".

 Claro que eu preferia ver outros programas. E ainda me lembro divertir-me bem mais, no intervalo da transmissão, com o célebre anúncio do actor Óscar Acúrcio que dava uma pirueta fantástica, a fim de exibir ao espectador um par de sapatos alegadamente "quentes no Inverno e frescos no Verão". Mas o facto de estar em frente à televisão, para mim já era um triunfo.

 Por esta franqueza, e esta comunhão popular, ( mas não apenas) a família Chaves nunca poderá ter as portas fechadas dos paradenses.

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:28

Extra terrestres da sensibilidade

por cunha ribeiro, Domingo, 13.05.12

 

 Pedras Salgadas é uma terra nobre demais para ter de sofrer mutilações acéfalas  de extra-terrestres da sensibilidade. É uma terra com sítios onde o tempo nunca passou, retido que está na nossa memória comum. Aí se viveram mocidades radiantes, juventudes felizes, velhices suaves. E o seu parque -  O Parque Termal das Pedras Salgadas -  é como todos os parques termais do nosso país um reino de paz, um idílio de verdura, um lugar de memórias que une gerações. E aí nasce uma água única no mundo, cuja essência é a própria terra onde nasce. Uma terra que não pode ser mutilada, porque se o for a sua água também o será.

 

Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:43

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds