Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Junho 2012

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Associação Prazer da Memória teve uma boa notícia

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 13.06.12

 

 Hoje a Associação teve uma excelente notícia. Logo que conheça os contornos concretos da mesma divulgá-la-ei.

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:47

Os pés de barro de um ídolo

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 13.06.12

 

 Que Ronaldo é um ídolo ninguém poderá discutir. Que é um ídolo com pés de barro já é mais difícil de admitir por quem o idolatra.

 A verdade é esta: Já lá vão 4 jogos ( dois a brincar e dois a sério) em que Ronaldo não acerta uma.

 E hoje, por ele, Portugal teria já os patins debaixo das botas.

 

 CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:23

CONCURSO QUADRAS DE S. JOÃO

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 13.06.12

Quadra XIV

 

Por Sto António  vai um bagaço

E Um tinto por S. João

Por S.Pedro  vai um branquinho

Quem não bebe não é cristão

 

CR

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:15

Política do silêncio

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 13.06.12


“O silêncio é o partido mais seguro de quem desconfia de si próprio”

 Estou convencido que o silêncio, em política, ou esconde a verdade, ou encobre a mentira. Os políticos gestores de silêncios são perigosos, porque não dizem o que pensam, e pensam demais o que dizem.

 O combate político não se faz com silêncios, faz-se com actos e com palavras. "Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão".

 Qualquer partido político que esteja na oposição deveria partir do princípio que só  exprimindo a diferença,  dizendo-a ou escrevendo-a, é que se torna opositor. Não há ideias sem palavras, apesar de haver, por vezes, palavras sem ideias. Um discurso repetitivo, obsoleto, ou decorado, mata qualquer oposição política que dele se sirva, ao fim de algum tempo; um discurso ausente, ou silencioso, mata-a logo à nascença. O primeiro perde no fim do jogo, o segundo perde por falta de comparência.

  O discurso político repetitivo é como os menus dos restaurantes que vendem diárias:  bacalhau à braz ou prego em prato todos os dias. Não deixam de ter clientes mas são sempre os mesmos. Exemplo típico é o discurso “cassette”  dos comunistas.

  O discurso ausente, ou não discurso não bem é o “nada” que parece ser, mas outra coisa que escapa aos olhos de quem apenas repara, sem ver. É um discurso que não se ouve, nem se lê, mas  se pressente. Caracteriza-se por ter vontade de poder, sem o dizer, pois esconde a forma como o vai exercer, para não se comprometer. Servindo-nos da mesma imagem, visto de fora, este discurso tem um menu cozinhado em tachos suculentos, por trás das cortinas, para servir uma clientela seleccionada.

   O discurso inovador é um discurso de risco. Abana com o sistema. Tenta fazê-lo estremecer, a ver se cai o que está podre e se renova. Aqui temos cozinha nova, inventiva, o prato gourmet, ou o tradicional e popular reinventado. Aqui tudo é novo, ou surpreendente, apetecível e atractivo.

 

CR

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:01

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds