Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Junho 2012

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


O Arrastão visto do meu postigo

por cunha ribeiro, Terça-feira, 26.06.12

 

   Um monstro de pedra, 12 toneladas, jaz pesado e adormecido no asfalto  da EN2, à entrada de Vila Pouca. Olho  aquela montanha de pedra e interrogo-me:  como pode este monstro cinzento sair do seu sítio sem a força mecânica da máquina?!  E  não fossem os êxitos incontestados de anos anteriores, logo me poria a duvidar do sucesso da empreitada. É que aquilo, amigo leitor, não é uma pedra, aquilo é  um vulto rijo e escuro que assombra, um  enorme penedo que alguém “roubou” à montanha.

 Olho de um lado, olho  do outro. Percebo agora melhor a humana proeza.  Um violão de cordas, espessas, ligadas à pedra, estendem-se por largos metros ao longo da estrada; vários  voluntários, de camisolas distintas,  juntam-se em grupos. São as freguesias de Vila Pouca, assim representadas, que se preparam para domar o penedo. Centenas de homens, mulheres, rapazes e raparigas esperam que os chamem  à corda.

 Por ordem alfabética o speaker vai chamando os grupos um a um.  Eis Soutelo prestes a enfileirar junto à corda. “ Vila Pouca de Aguiar,  prepara!”.  Para a corda a Vreia !

A força dos homens - quando todos puxam para o mesmo lado – é avassaladora. Não sei ainda se este evento é único em todo o país. Seja como for, quem teve a ideia não é, certamente,  nenhum idiota. Juntar as freguesias com o mesmo objectivo – o de unir esforços para o “ monstro” poder deslizar  e percorrer umas centenas de metros - é outra ideia de aplaudir.

Um sermão “da montanha” ecoa agora  através do extenso aglomerado de espectadores. É o elogio da pedra, e do granito que atravessa com timbre sonoro os ares aguiarenses.

 É dado o sinal de arranque.  As cordas esticam. De um gesto só, centenas de braços puxam  olhando em frente.

 Lá vai o monstro. Soberbo. Pesado. Gigante.  Submisso à  força do homem. De rastos até  à meta.

 

CR 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:49

FEIRA DO GRANITO em Vila Pouca - Agradecimento aos colaboradores paradenses na tasquinha Prazer da Memória

por cunha ribeiro, Terça-feira, 26.06.12

 

 Queria agradecer a todos os que contribuiram para que fosse possível estarmos presentes na Feira do Granito 2012 com a tasquinha PRAZER DA MEMÒRIA:

 

   Em especial:

 


   À Adelaide  Cunha, ao marido, Joaquim, e à sua menina prodígio que foram magníficos na ajuda;

   Ao Aprígio que emprestou os grelhadores e os levou, juntamente com o frigorífico e a arca, a Vila Pouca, os descarregou, e, no fim , os recarregou e levou de volta.

   Ao Bruno Pires pelo incentivo que deu à realização deste evento, tendo estado nas reuniões preparatórias do mesmo na Câmara Municipal de Vila Pouca.

   À Deolinda Reis, sempre activa desde o primeiro dia, às filhas que ajudaram a deixar tudo entregável no fim da feira; e à irmã, Cândida e Marido João Pinto, por terem, de longe, apoiado a ideia e contribuído com loiças e adereços de decoração.

   À Fátima Monteiro e ao Belarmino que foram imprescindíveis sacrificando a sua própria actividade profissional para estarem presentes; 

   Ao joão Machado Ribeiro que ajudou o que pôde, enquanto pôde.

   À Manuela Gomes e ao Agostinho Rodrigues que vieram propositadamente de Lisboa e trabalharam com muito prazer e afinco;

 

   Por fim, uma nota para a ajuda, em cima da necessidade, do Conselho Directivo do Baldio de Parada de Aguiar, entregando um cheque de 750,00 euros para a Associação.

   

  

A todos, em nome da Associação Prazer da Memória,  o nosso muito obrigado.

 

 FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:04

A CESTA BÁSICA

por Francisco Gomes, Terça-feira, 26.06.12

          Meu querido Pai do Céu:

         
Escrevo-lhe para lhe agradecer os anos que já vivi. Gostaria de viver um pouco mais, com a mesma saúde e a mesma disposição. Mas para isso, preciso que o Senhor me mande um reforço para a   Cesta Básica, que me enviou quando atingi a idade da razão, pois já se acabou praticamente tudo. Preciso urgentemente de alguns itens que estão a fazer-me muita falta.

Por exemplo: a paciência, quasi se esgotou, tudo me preocupa, me assombra e me faz mal. A prudência e a tolerência, também já sumiram. Mande-me um vidro de eperança, pois o meu já se evaporou. A imaginação também anda escassa para o meu lado. É verdade que algumas coisas eu não preciso mais, tais como a facilidade de chorar por qualquer motivo.         
Gostaria de lembrar que os frascos da paciência e da tolerência, viessem cheios até à boca. Também preciso de um curso intensivo, como ser mais prudente.
Envie-me alguns pacotes de maturidade, que me fazem muita falta. Também preciso de alguns sorrisos, daqueles que fazem os nossos dias mais alegres. Peço-lhe tambem um pouco de imaginação, não demais,confesso que em algumas ocasiões andei a usar imaginação demais, e me dei mal.
Se o Senhor tiver uma bússola que possa orientar o meu caminho, eu lhe agradeço, pois ando meio sem rumo.        
Preciso também de uma cesta para o lixo e a sujeira que tem aparecido na minha vida. Envie também um vidro de Menthiolate e  sparadrapo, para cicatrizar as feridas do meu coração, pois tenho escorregado muito e me arranhado com frequência. Também preciso de algumas cenouras, para melhorar a minha visão, e não deixar escapar as oportunidades que aparecem.
Tenho necessidade de um relógio, pois o tempo foge e não consigo detê-lo.         
Mande-me algumas forças para me dar mais segurança, pois tenho dificuldade de me levantar, quando preciso. Também queria tomar algumas pastilhas de força de vontade, para melhorar a minha vida. No entanto, é bom me enviar algumas toneladas de "vontade de viver"e realizar os meus sonhos. Peço também uma caneta e papel, para anotar as minhas vitórias e os meus fracassos.

Finalmente, peço que me conceda uma vida longa, para realizar todos os meus sonhos e atingir todos os meus ideais.

Estou muito confiante, pois Vós dissesteis: Pedi e recebereis, Procurai  e achareis, batei e a porta vos será aberta. 

                                            
Abraços para todos.

                                
Agostinho  Gomes  Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:20

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds