Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


Pesquisar

 

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Poderá isto explicar as decisões absurdas de certos políticos?

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12

O Jornal Público informa que "os-circuitos-cerebrais-resultam-de-encontros-acidentais-entre-neuronios"

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:34

Quem será?

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12

 

 Quem será o nosso recém-visitante do Porto que anda à procura de uma "casa mortuária"?

 

 

 CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:36

Alfredo Correia Costa Santos - Um amigo sincero, um cidadão honesto, e um Sócio Exemplar

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12

 

298771_3475145129974_1690405817_n

 

O Alfredo não é natural de Parada do Corgo, mas é um cidadão que merece o respeito e a admiração dos paradenses. A Festa de S. Pedro tem beneficiado bastante da preciosa ajuda deste senhor; e a nossa Associação também já lhe deve muito. 

Todos sabemos que este seu gosto pela nossa terra tem à nascença a relação "fraternal" de há longa data com o seu compadre João Machado Ribeiro.

Para mim o Alfredo mora no Brasil e em Portugal ao mesmo tempo. Lá, trabalha e ganha dinheiro ( e muito); cá, diverte-se e vai colaborando e ajudando os seus amigos e a terra dos seus amigos.

Em nome da nossa Associação, o meu bem haja ao nosso amigo -  e  também "conterrâneo" - Alfredo Correia Costa Santos.

 

Francisco Cunha Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:25

Recordando Manuel Chaves (O Sr Manuelzinho)

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12

ANO DE 1974 - Por ocasião da tomada de posse da Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Vila Puca de Aguiar. Da esquerda para a direita: DR. ACÁCIO PINHEIRO, MANUEL CHAVES, JOSÉ C. GONÇALVES

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:15

A TAXA DA INJUSTIÇA

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:40

Bispo de Setúbal gostava de ser presidente para formar governo

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12

 

 Eu sugeria a Cavaco que lhe outorgasse o lugar de imediato.

 já que a ciência económica não tem soluções para acabar com a crise, pode ser que a ciência Católica Apostólica Romana as tenha. 

 

CR

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:09

Não acredito que fizesse um governo pior do que os que nos governaram anteriormente

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12

 

D. Manuel Martins: Falta de juízo

O bispo emérito de Setúbal diz que as medidas de austeridade são sinal de “falta de juízo” e diz que queria ser Presidente para fazer um Governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:06

Fátima Monteiro - Gentes da Minha Aldeia

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 19.09.12
A tia Zulmira e o ti António Estriga formavam um casal  muito castiço na  nossa aldeia.
Pessoas sérias, simples, honradas, trabalhadoras , viviam da lavoura, como muitos outros seus conterrâneos da época. Tinham  uma junta de vacas com as quais  também  trabalhavam para  os vizinhos.
O  ti António era um homem calmo e pachorrento. A tia Zulmira, essa era  um pouco arisca ,usava umas saias pelo tornozelo ,as quais enrolava na cinta quando ia regar, um lenço na cabeça e um chapéu por cima, uns socos com umas orelhas  que quase os fechavam atrás.
Quando iam para os terrenos era ela que andava na frente  das vacas , mas mandava no dono da rabiça. Assim se dizia na aldeia . A casa onde moravam ( que por sinal ainda existe só que remodelada ) tinha uma varanda e escadas para a rua. Aquando das desfolhadas e debulhadas do milho, se as noites estavam amenas e o luar brilhava,  ali se sentavam  a desfolhar ou a debulhar  o milho. Ela estava sempre a refilar com o homem , e todos gostavam de ouvir .
Um belo dia, não se sabe qual a razão, a Tia Zulmira  pôs o homem nu ( "incoiro" como se dizia na altura) no meio da rua.
E o povo, que gosta de se rir destas estranhezas,  logo inventou um slogan que ecoou na aldeia e ficou na memória de muitos. Se bem me lembro era assim:  "A pau, a pau , e continua ... a mulher do tonho estriga pô-lo incoiro na rua" .
Fátima Monteiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:01


Comentários recentes




GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds