Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Caros Sócios de O PRAZER DA MEMÓRIA, vejam o subsídio que, em Maio deste ano, nos foi atribuído (ainda não recebido) pela CMVPA

por cunha ribeiro, Sábado, 22.09.12

SERVIÇOS SOCIO-CULTURAIS:--------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
PONTO NOVE - Associações Culturais Recreativas e Sociais do Concelho de Vila
Pouca de Aguiar - Apoio Financeiro - Apreciação e deliberação. -------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Concelho de Vila Pouca de Aguiar, dispõe de um elevado número de associações de
índole cultural, recreativa e social, muitas são as atividades que estas pretendem levar a efeito, assumindo um papel fundamental na dinâmica promocional, social e cultural do concelho; ------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Foram considerados os eventos referenciados no quadro I, como sendo revestidos com
maior incidência económica e turística de forma a potenciar e valorizar a participação ativa
das associações culturais e recreativas do concelho de Vila Pouca de Aguiar. -------------------
As associações culturais e recreativas poderão beneficiar de apoio financeiro de duas formas
distintas: ------------------------------------------------------------------------------------------------------
Participação
Valor a atribuir – 150,00€
A participação traduz-se na colaboração e participação
direta nos eventos designados, nomeadamente atuações
(música, dança, entretenimento, etc), de forma a proporcionar dinâmicas de animação local. C/ stand
Valor a atribuir – 250,00€
Deverá ser salvaguarda e garantida a sua ocupação
durante os dias de realização dos

nar dinâmicas de animação local. 

---------------------------------------------------------------
QUADRO II
Eventos (50%) Até ao limite de
Festival de Folclore 750,00€
Desfile de Marchas Populares 3.000,00€
Poética Florestal 200,00€
Dia da Criança 750,00€
Desfile de Carnaval 1000,00€
Desfolhada /Malhada /Segada / Desgranada 500,00€
Encontro de Coros de Natal 750,00€
Recreação da Via Sacra 500,00€
Recreação do Presépio Vivo 500,00€
Caminhadas* 300,00€
Passeio de moto 4 300,00€

* Desde que efetuadas na integra na ciclovia ou Trilhos da Natureza. ----------------------------
As ações não previstas no quadro II, mas apresentadas no plano de atividades das respetivas associações, serão comparticipadas em 50% do valor da atividade até ao limite de
50,00€, mediante comprovada concretização e de acordo com a disponibilidade financeira
da autarquia. -------------------------------------------------------------------------------------------------
As ações previstas nos respetivos planos de ação, e a participação prevista no explanado no
quadro I, permitem os valores apresentados no quadro III. ----------------------------------------
QUADRO III

As ações previstas nos respetivos planos de ação, e a participação prevista no explanado no
quadro I, permitem os valores apresentados no quadro III. ----------------------------------------
QUADRO III
Entidade Apoio Financeiro
Associação Desportiva Cultural Recreativa e Social da Freguesia
de Tresminas 200,00€
Associação Cultural e Desportiva de Vila Meã 400,00€
Associação Cultural e Recreativa de Souto e Outeiro 200,00€Grupo Desportivo Recreativo e Cultural de Raiz do Monte 725,00€
ACREPES Associação Cultural Recreativa Estudantil de Pedras
Salgadas
2.025,00€
Associação ANIMÓDIA 725,00€
Associação Cultural e Recreativa “Tourencius dos Xudreiros” 700,00€
Associação Cultural D. Assistencial e Recreativa de Vila Chã 350,00€
Grupo Desportivo e Cultural de Vilarelho 250,00€
Rancho Folclórico de Sabroso de Aguiar 875,00€
Rancho Folclórico da Junta de Freguesia de Vila Pouca de
Aguiar
600,00€
Orfeão Terras de Aguiar 425,00€
AGUAVELAMES A. R. Cultural e Assistencial do Avelâmes 300,00€
Associação de Soutelinho do Mesio 500,00€
Associação “Prazer da Memória” 200,00€
Associação São Tomé da Gralheira 850,00€

Associação Cultural e Desportiva de Rebordochão 1.200,00€
Associação Rota dos Carvoeiros 600,00€
Banda Musical do Pontido 7.000,00€
Total de comparticipações - QUADRO I e QUADRO III 35.075,00€
Pelo exposto e nos termos do nº 1 da alínea o) e nº 4 da alínea b) do artigo 64 da Lei
169/99 de 18 de Setembro, alterada pela Lei 5-A de 11 de Janeiro de 2002 e ao abrigo do
Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo, é presente uma proposta da Senhora
Vereadora, Blandina Queirós, que se anexa, no sentido de serem celebrados Protocolos de
Colaboração com as entidades acima 

referidas, os quais incluem as comparticipações financeiras apresentadas. ----------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
DELIBERADO: Aprovada por unanimidade. ------------------------



Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:07

Ladrões atacaram em Souto, Freguesia de Telões, Concelho de Vila Pouca de Aguiar

por cunha ribeiro, Sábado, 22.09.12

Idosa agredida em roubo a casa

Uma idosa foi atacada no interior da própria residência por dois assaltantes que levaram da casa vários artigos de ouro e cerca de 200 euros, durante a madrugada de ontem, em Souto, no concelho de Vila Pouca de Aguiar.

 

Ao que o Correio da Manhã apurou, tudo aconteceu pelas 02h35, quando a mulher estaria sozinha, a dormir, no interior da residência, na pequena aldeia de Souto, freguesia de Telões. Dois assaltantes partiram um dos vidros da casa que, de seguida, invadiram, acordando a proprietária.

Em sobressalto, a idosa foi surpreendida pela dupla que logo actuou com violência, agredindo a mulher e exigindo saber onde se encontravam os artigos de valor. Já na posse de cercade 200 euros em dinheiro ediversas peças de ouro, osassaltantes fugiram.

 

 

Numa aldeia com poucasdezenas de habitantes, o assalto passou despercebido entre a vizinhança da vítima. Ao local foi chamada a GNR de Vila Pouca de Aguiar, que tomou conta da ocorrência.

Apesar das agressões – confirmadas pelas autoridades – não terão sido chamadas equipas de socorro ao local, sendo impossível apurar o estado de saúde da vítima.



Por:Sérgio Pereira Cardoso / João Tavares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:44

BALDIOS - Pequeno texto aflorando o que se passa em alguns "Baldios" ( CDB) da nossa Região

por cunha ribeiro, Sábado, 22.09.12


12-09-2012 15:45 | Economia

Fonte: Agência Lusa
Baldios: Cada vez mais investimento em favor da comunidade
 

 

Vila Real, 12 set (Lusa) -- Os baldios transmontanos estão a agrupar-se para ganhar dimensão, ao mesmo tempo que investem cada vez mais as receitas na comunidade, na construção de centros sociais, arranjo de caminhos e capelas ou prestação de cuidados de saúde.

Armando Carvalho, presidente da Federação Nacional de Baldios (BALADI), disse hoje à agência Lusa que os conselhos diretivos olham cada vez mais para os baldios como uma "continuidade da comunidade".

Por isso mesmo, investem as receitas não só na floresta, mas também em obras em benefício das populações, como centros sociais, parques de lazer, captação e distribuição de águas, regadios, caminhos e arruamentos, arranjos de igrejas ou capelas.

O responsável deu ainda como exemplo o caso de Sabroso de Aguiar, em Vila Pouca de Aguiar, onde uma equipa de enfermagem vai todos os domingos à casa dos compartes prestar cuidados de saúde primários à população.

Armando Carvalho salientou ainda a constituição de grupos de baldios em Trás-os-Montes, o que considerou ser uma "forma inovadora de gestão".

Em Mondim de Basto, por exemplo, está a ser constituído um grupo que junta conselhos diretivos e juntas de freguesia e conta com o apoio do município.

O objetivo é a criação "de mais dimensão, de escala" e a "partilha de recursos", como os técnicos, permitindo um apoio técnico diário. Sessenta por cento da área de Mondim de Basto é baldia.

No entanto, cada comunidade tem a sua área bem delimitada e gere as receitas provenientes do seu baldio.

"Mondim é caso único no país devido à dimensão, mas aqui na região estão a avançar mais grupos", afirmou.

Esta nova forma de organização está ainda, segundo Armando Carvalho, a ajudar a gerir e resolver conflitualidades nas delimitações dos terrenos das comunidades, que são cada vez mais "cobiçados".

Foi o que disse que aconteceu em Boticas, onde está a nascer um pequeno grupo.

"Foi com base nesta fórmula, ainda embrionária, que se conseguiu juntar à mesa Valdegas, Pinho e Sobradelo, conseguimos delimitar os baldios e descongelar uma verba que estava cativa à ordem do Estado relativa aos incêndios de 2002-2003", frisou.

O presidente da BALADI referiu ainda que os compartes estão cada vez mais sensibilizados para a prevenção e luta contra incêndios, investindo por isso nas equipas de sapadores florestais, que pagam em conjunto com o Estado.

Estes foram alguns dos exemplos transmontanos que foram revelados aos deputados da Comissão de Agricultura e Mar que dedicaram três dias à visita de baldios nos distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Porto e Coimbra.

Na opinião de Armando Carvalho, esta visita serviu para "desfazer equívocos" na gestão dos baldios.

Existem cerca de 400 a 500 mil hectares de terrenos baldios em Portugal. Na região transmontana, contabilizam-se cerca de 180 a 200 mil hectares de baldios e 200 conselhos diretivos de compartes.

PLI.

Lusa/Fim

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:24

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds