Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


"CONTO" DE NATAL

por cunha ribeiro, Terça-feira, 20.11.12

 

 Meu pai - que, apesar de tudo, e graças a Deus, ainda é vivo -, quando casou, não tinha rendimentos suficientes para dar o futuro que gostaria de dar à família. Trocando em miudos, meu pai era pobre, e só não passou fome em criança porque teve o amparo possível da mãe, e o decisivo apoio de um Tio.

 Casado, com três filhos ainda pequenos, deixou-os ainta de bibe, e no berço, e partiu para o Brasil. Aí trabalhou, privado do doce convívio do lar, durante dez longos anos.  Porém, ao fim de três, as saudades das três crianças que cá deixara fizeram-no regressar. Tentou agarrar-se de novo ao torrão, mas a sorte foi-lhe madrasta, e num dia aziago, em que cavava batatas para um vizinho, o estilhaço de um seixo cravou-se na vista direita, e ei-lo cego de um olho. Talvez por isso, pouco tempo depois, volta para o Brasil. Mas entretanto, aproveitara "bem" a estadia, encomendando o último filho que teve ( eu próprio). Nove meses depois, a encomenda chegou, mas meu pai já retomara a vua vida em Terras de Vera Cruz, e não a pôde "desembrulhar".

Por lá mourejou o que pôde, mas volvidos Sete anos, resolveu voltar, desta vez para sempre.

 Uns meses antes da sua vinda, o alvoroço da notícia deixou-nos a todos muito excitados.  A minha maior preocupação era saber se meu pai tinha uma estatura decente.  E decente, para mim, teria que ser meio metro acima do Ti Manuel Clara, homem bom, de estatura baixa, que casara com uma mulher de Fortunho chamada Aurora, a qual cozia o pão no forno da nossa casa, e, por isso, o marido a frequentava amiude.

 Certo é que, ainda o meu pai não tinha embarcado, já se faziam planos para o dia da sua chegada, prevista para vésperas de Natal.  Um desses planos consistiu em me sentarem no meio de dois ou três catraios da minha idade, a ver se o progenitor descobria quem era o filho.

 Confesso que não me recordo se o plano se concretizou. Julgo que este lamentável lapso da minha memória se deve ao atordoamento com que fiquei,  quando à porta de entrada da antiga casa, surgiu um homem alto, vestido de fato e gravata.

 Era meu pai. O Real. Afinal muito mais alto que o da minha imaginação.  E quando, dias depois, vi o Ti Manuel Clara cruzar  de pé junto dele, tudo para mim ficou claro.

 Mas a surpresa agradável que foi para mim a estatura do meu pai, logo se evaporou diante de uma surpresa ainda maior: da mala mais funda que trouxe, foi retirando vários peões, frascos de brilhantina,  pó de arroz, fatos, gravatas, até que, arrepiados pela surpresa, vimos reluzir nas suas mãos uma magnífica "caixa encarnada", em plástico brilhante, com uma rodinha à frente, a qual, em conjunto com o mostrador frontal cor de prata, se me "afigurava" um volante, e a caixa uma fantástica camioneta. 

 Porém, perante as dúvidas de todos, fiquei a desconfiar que aquilo fosse outra coisa.

 Certo é que, meu pai, vendo-nos quase à beira de um ataque de nervos, de tão curiosos, não perdeu mais tempo: rodou um botão, que deu um pequeno estalido, e  aquela caixa encarnada desatou milagrosamente a  tocar e a falar, deixando-nos completamente eufóricos, com as emoções ao rubro.

 O Pai Natal, no qual a minha inocência infantil ainda acreditava, trazia-nos  - naquele maravilhoso ano de 1963 - duas magníficas prendas:  uma, um rádio espectacular que nos divertiu por muito tempo; a outra, um Pai fenomenal que nos amou e amará para sempre.

 

Francisco da Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:47

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds