Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Acima do Nevoeiro

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 17.12.12

 

24 de Dezembro, ano de 1967, 10 horas da manhã. Hoje vamos os três. As vacas, esfomeadas, berravam já sem parar.  Já de madrugada haviam soltado uns berros. Pudera,  a fome aperta. Havia alguma palha e feno, mas Janeiro e Fevereiro eram meses danados. A neve, e as cheias cobriam o pasto. Na corte, dias e noites seguidos, só palha, ou feno. E, de quando em vez, para que a pele não desse no osso, um balde de batatas cozidas com casca, e farelo à mistura.

Meu pai:

- No alto da serra, na queimada ou na Rechenzinha, há algum pasto. E se não houver, matam o vício. Passeiam. Não ficam à espera do feno e da palha. Assim, não ougam.

 Lá fomos os três rapazolas. O frio cortante queimava as orelhas. O nevoeiro cerrado tapava tudo para lá de um palmo à nossa frente. Só víamos a "marela", porque tinha o pêlo arruçado, e porque era a mais vagarosa e trapaceira. As outras duas, sumidas no "fumo" frio, lá iam à frente pela calçada do Ti Pedro acima.

 Fomos assim até Ribeiro Côvo. Ali chegados, o Sol mostrou-se sem qualquer rodeio. Era quente. O Céu, azul, de um lado ao outro da abóbada, por cima do Vale do Corgo. O mundo transfigurara-se, num ápice,  por cima e por trás, e, agora, à frente de nós.

 Olhámos ao fundo, na direcção da aldeia. Nem uma telha. Por cima da Corte do Pereira, um mar de algodão ondulava até ao sopé do  Castelo.

Nós, de regresso à realidade:  " Jogamos o fito?"

- Vamos a isso!

Quatro lascas de granito que o tempo havia talhado à medida, do fragaredo vizinho, estavam ali à mercê. Dois pedregulhos de base larga, fizeram de pino. Toca a jogar.  Prémio dos vencedores? Andar de "burro" de pino a pino, levado às costas por quem perdia.

 Assim foi a tarde do dia de consoada. Alegre, feliz, no cimo da serra.  Trabalho, jogo, e  brincadeira fluiam numa harmonia fantástica.

O regresso, até à aldeia, foi animado:

 - Eu escolho "letria", dizia o mais velho ( Numa época em que a "velhice" era um "posto"...).

- Eu escolho "rabanadas", dizia o do meio, ainda vitorioso.

- E eu escolho... ( mais difícil a escolha...agora...), eu escolho... confeitos, dizia eu, contente, apesar de tudo, pensando que já nenhum outro podia tocar, antes de mim,  nos confeitos - esse doce inesquecível de natais simples, felizes, e memoráveis.

E o jogo da "escolha de guloseimas", inventado por nós,  continuava até ao último "lembisco"  possível.

 Eis-nos em casa. A marela, a cabana, e a briosa já recolheram à corte, de pança cheia. Vão passar o Natal deitadas nos fetos secos que lhe trouxemos para lhes suavizar a cama de tojo. À ceia vão ruminar a erva do monte, enquanto nós, na cozinha, por cima, a trocar o nosso calor pelo delas,  sentados no escano, junto à fogueira, nos vamos refastelar de  canaveques rachadas a esfarelar,  de bacalhau, e de troncha, regados a azeite virgem de Vila Flor. E no fim, antes da missa do galo, provaremos juntos, e ao mesmo tempo,  a "letria" e as rabanadas, os bolos e os confeitos suados, ganhos no jogo do rapa, que "o da escolha" foi apenas uma feliz brincadeira.

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:48

A Pedofilia não é pecado?!

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 17.12.12


Tentando lembrar-me dos pecados que aprendi de cor na catequese, com a tia Eusébia, não me recordo de ouvir falar deste que, quanto a mim, deveria ser dos mais graves da lista: o pecado da "pedofilia".

Com efeito, se era pecado molhar um lençol imaginando a nudez de uma donzela, por que não era pecado acariciar o cabelo de um inocente?!

Poderá uma imagem como esta entre-abrir o véu do mistério?

 

 



O padre Luís,  acusado de pedofilia, quando era ordenado pelo bispo D. António Santos. Na foto (de arquivo), o até à semana passada vice-reitor do seminário aceitava o sexto sacramento da Santa Igreja

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:18

PURA "ESPECULAÇÃO" NÃO É "ESPECULAÇÃO" PURA

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 17.12.12

 

 Estava o funcionário público posto em "sossego", após sucessivos "golpes" na classe docente, iniciados  pela cruzada socrática, e, continuados pela infestação "ruminante", eis senão quando, toca o sino a rebate : “mais quatro...Ding...mais quatro...Dong...mais quatro...Dang".

Os desgraçados dos professores, mais traumatizados que todos os outros, de tanta pancada já terem levado, logo se puseram à coca, a ver o que queria o “patrão”  dizer com aquilo. E Crato, actual algoz do governo, cheio de nove horas, veio logo dizer:

- É pura especulação.

Não disse: “ Isso não é verdade”. Não.  Preferiu dizer: “ … é especulação”

Eu, que há muito me vacinei contra a hipocrisia política, estou em condições de vos fornecer a tradução autêntica da palavra “ especulação”, utilizada pelo enigmático Ministro da Educação. Essa palavra, muito utilizada em política, e também em finança, tem a sua origem no dialecto "governês", onde é constantemente utilizada com o significado de “ invenção”, ou mesmo “ profecia político-financeira”, ou ainda “ anúncio de um facto futuro incerto”. Todavia, aprofundando a análise semântica, a mesma palavra passa a ter um sentido muito diverso daqueles. Com efeito, em língua padrão, ou português corrente, “especulação” significa “ raciocínio lógico”, “ procura da verdade”, através de premissas, ou de hipóteses.

Lembram-se dos rumores que avançavam com o fim dos subsídios? No início, quando eram apenas rumores, o que se dizia? “Oh, isso é  só “especulação”, nada mais”. Recordam-se de quando se começou a falar do epílogo de alguns feriados nacionais? Também não passava de “especulação”! E do zum-zum do agravamento do IRS, ainda se lembram? Pois, também era apenas “especulação”!

Só há um pormenor que me escapa: o governo diz que a austeridade é o caminho certo para reverter a crise económica. Ora, neste caso, voltamos ao significado político, ou “governês”, de “especulação”, pois trata-se do “anúncio de um facto futuro e incerto”, ou seja, de pura “especulação” do governo !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:28

Para haver vencedora, pelo menos uma aldeia terá de somar no mínimo 20 "likes/gosto".

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 17.12.12

 

 Por isso quem ainda não votou faça a fineza de ir atrás clicar em "gosto" debaixo da foto  da aldeia da sua preferência.

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:14

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds