Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Pesquisar

 

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Meu Pai , eu, demais família e amigos, na esplanada de casa, Junto à eterna Figueira

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:25

Meu Pai mais a sua Alegria ( junto dos Zés - o Sobrinho e o genro)

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:23

Não ficou na fotografia, mas devia andar por ali, perto da filha, do sobrinho José, e dos amigos, Emília e Manuel

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:20

Meu Pai no ermo da Sra da Penha com dois amigos lá do Brasil

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:17

Obrigado Celeste, pela sugestão. Aliás excelente.

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:26

Sim, amigo Jorge Costa, o meu pai adorou ouvir a vossa Banda quase "até à hora da morte"

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12
     

Amigo Dr. Francisco Cunha Ribeiro,

 

Na impossibilidade de não poder estar presente nas cerimónias fúnebres do teu pai, motivo de não ter conhecimento em tempo útil, venho por este meio dar-te os meus pêsames, e também pedir as minhas desculpas pela falta da minha participação neste momento difícil. Éramos amigos, não só por eu ter uma costela de Parada, mas sim porque o Sr. Arlindo era um admirador e apaixonado pela Banda Musical do Pontido, da qual eu e a minha família fizemos parte. Jorge Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:08

Agostinho Rodrigues

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

 

“ PARA TODOS OS NOSSOS CONTERRÂNEOS QUE ESTÃO INTERNADOS NOS HOSTITAIS E EM LARES IMPOSSIBILITADOS DE PASSAREM O NATAL COM OS SEUS FAMILIARES.”

 

Sabemos e compreendemos quanto difícil vai ser para as famílias que se encontram nesta situação. Para esses, que Deus esteja com eles nesta fase difícil da vida que os seus familiares estão a passar. Que Deus se lembre deles e lhes deia rápidas melhoras. São estes os meus votos como amigo para todos quantos se encontram nestas situações que surgem na nossa caminhada enquanto andamos por cá neste mundo cheio de conturbações complicadas para o ser humano.

Para aqueles que neste dia possam dar apoio ou fazer uma visitinha a quem lhes deu a vida – façam-no com gosto e respeito, porque é um dever de qualquer filho tem para com aqueles que lhes deram o ser – esquecendo o resto e, lembrarem-se que o dia da consoada é o dia da FAMÍLIA.

Para todos os meus votos de BOM NATAL.

 

Agostinho Rodrigues

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:18

DEVIDO AO FALECIMENTO DE MEU PAI FOI CANCELADO O CONVÍVIO PREVISTO PARA O FERREIRINHO, NA PASSAGEM DE ANO

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

 

 Lamento ter de anunciar o cancelamento deste convívio da Associação PRAZER DA MEMÓRIA,  que seria o PRIMEIRO.

 

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:09

AGRADECIMENTO PÚBLICO

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

 

 Queria agradecer a todos aqueles que estiveram presentes no funeral de meu pai, assim como os que também estiveram na véspera, no Velório e na cerimónia do terço. Cerimónia que foi muito bem conduzida pela a Agostinha Nunes dos Reis, a quem agradeço em nome da família.

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:59

Do nosso associado, Francisco Chaves, chegou-me esta mensagem que vou agradecer, partilhando-a convosco

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12
Para: cunharibeiro267@hotmail.com
Imagem de FJSC

Caro amigo Dr. Cunha Ribeiro:

 

Ao tomar conhecimento do falecimento de seu Pai quero expressar-lhe as minhas sentidas condolências.

Pessoa por quem sempre tive admiração e consideração. O longo da sua vida o meu Amigo e conterrâneo Arlindo

sempre mereceu o respeito de todos que com Ele lidavam.

Paz á sua Alma.

Respeitosos cumprimentos,

 

Francisco Chaves

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:53

Fátima Monteiro - Poema

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

Tão pobrezinho
Nasceu em Belém
Numa manjedoura
Nem peúgas  tem .

As estrelas brilham
A noite está fria
A Virgem Maria
Sorri de alegria.

Andam as estrelas
Todas num vai vem
Todos os  caminhos
vão dar a Belém.

Já  nasceu Jesus
Salvador do mundo
Os sinos já tocam
Anunciam  ao mundo.

E os três Reis magos
Deixam o sertão
Levam ouro e mirra
A caminho vão.

 

F.M.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:49

ANTÓNIO CÂNDIDO - Homenagem a um grande amigo

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

               ADEUS AMIGO ARLINDO

 

                    FRANCISCO, FOI COM GRANDE TRISTEZA QUE RECEBI A NOTÍCIA DA MORTE DO TEU       

                    PAI, E UM GRANDE AMIGO MEU.

                    PARADA FICA MAIS POBRE, POR VER PARTIR UM HOMEM BOM, DE UMA

                    QUALIDADE ENORME, E UMA SENSATEZ FORA DO COMUM.

                    SEMPRE TIVE COM ELE GRANDES CONVERSAS, E TODAS ELAS FORAM SEMPRE NO

                   SENTIDO DE APOIO E VISÃO DO FUTURO.

                   POR ISSO, NESTA HORA TRISTE E DOLOROSA, AQUI FICA O RECONHECIMENTO EM

                   MEMÓRIA DAQUELE QUE SEMPRE ESTIMEI.

                    AMIGO ARLINDO, DESEJO QUE DESCANSES EM PAZ AO LADO DO SENHOR.

 

                    DO AMIGO, ANTÓNIO CÂNDIDO----LISBOA

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:42

Adeus, meu Pai.

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

 

Pai, como me foste morrer, agora? Já tinhas 88 anos. Eu sei. E daí? A tua sobrevivência no fogo cruzado das tuas doenças fazia-me falta. Eu sei que era  um desejo egoista. Mesmo assim, estando tu, como estavas, mais morto que vivo, eras ainda o meu pai, na tua totalidade. Eras o corpo atraente que sempre foste. E eras o espírito alegre que sempre soubeste ser.

Pai, agora que o teu corpo se fez à terra, sinto-me perdido por não poder vê-lo. Por não mais poder segurar tua mão, e apertá-la dentro da minha. Por não poder mais despertar no teu cérebro, mirrado pela doença, lembranças que te eram caras: a tua viagem de barco até Macau, o incêndio a bordo do teu navio, as sopas de vinho que tu comias todos os dias. Já não te posso recordar o teu Brasil, a tua família que ficou lá, a tua mãe, o teu irmão que morreu pelo Natal, como tu. Pai, já não posso passear contigo, levar-te de carro aos ermos de que tanto gostavas, e sentar-me na relva à volta das pataniscas, que comias com alegria, recordando tudo o que ficou para trás: as tuas façanhas de jovem amante da bicicleta;  a casa nova que construiste quase sozinho, depois do regresso do teu Brasil;  a labuta diária na agricultura;  as feiras que nunca perdias em Vila Pouca; os grandes amigos com quem conviveste; a dedicação entusiasta à aldeia onde nasceste; a capela que ajudaste a levantar; o estradão para o Viveiro; a rua  com o nome do teu filho; Os largos da aldeia.

Tudo isto, pai, já não te posso lembrar;  tudo isto que me transmitiste pela acção e pela palavra, eu já não posso narrar-te,  e ver-te feliz por ouvires,  porque partiste e me deixaste.

Adeus, meu já saudoso pai. Até um dia.

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:33

Blog de Luto

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 27.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:09


Comentários recentes




GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds