Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


DULCE FERREIRA MIRANDA NUMA EXCELENTE IMAGEM COM A FILHA

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 24.01.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:10

A Neve em S. Pedro, Parada do Corgo

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 24.01.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:03

O QUE SE DIZ DO "ZÉ MARIA"

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 24.01.13

 

restaurante Zé Maria

Fui muitas vezes almoçar no restaurante Zé Maria gosto muito, o serviço muito bom,os empregados muito simpaticos,seus pratos muito agradaveis recomendo o peixe,muito fresquinho,tambem recomendo o parque de campismo da ilha,os preços muito assesiveis e uma boa organização.faz-se umas belissimas férias desfrutando da ilha praia belissima e suas aguas cristalinas.

  

4.0 estrelaspor DELMIRO em 21/5/2012

 

Recomendo

Experimentei e gostei, peixe muito fresco e variado, simpatia dos empregados, alem disso

não foi caro. GOSTEI e recomendo

  

4.0 estrelaspor J.Costa em 29/8/2011

 

gostei

 

Almocei este verão neste restaurante e gostei!

Para além da qualidade dos mariscos, tb n/ tenho a reclamar do serviço de atendimento.

Além disso, as cartas têm os preços de todos os produtos, portante será fácil calcular os  gastos!

  

3.0 estrelaspor Francisco em 24/8/2011

 

Sou frequentador da ilha de Tavira e do restaurante Zé Maria á mais de 15 anos, e quando para lá me desloco para férias, já sei para onde vou e levo repelente...em relação ao restaurante, foram inumeras as refeições que lá comi ao longo destes anos e se algumas vezes não terão sido do meu inteiro agrado, foram muitas mais as que distrutei com inusitado prazer, mas o que nunca me posso queixar foi do atendimento e da competencia das pessoas que me serviram ao longo destes anos.

  

4.0 estrelaspor Carlos Santos em 2/3/2010

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:31

MAIS UM ENIGMA

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 24.01.13










Quem identifica a pequenada da foto? ( Lembro que esta foto deve ter cerca de trinta anos)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:33

LOURENÇO GASPAR PINTO - Um Olhar Nostálgico Sobre Parada do Corgo

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 24.01.13

 

O homem é um ser enraizado.

Precisa de vínculos afectivos para se desenvolver e realizar.

Um homem sem raízes, sem nada que lhe seja familiar, é como se lhe faltasse profundidade e definição.

Por isso, cada um de nós se distingue por ter nascido nesta família, nesta aldeia, nesta cidade, nesta nação, nesta cultura, que marca o desenvolvimento daquilo que é particular e próprio de cada um.

Vem isto a propósito da recente Associação “Prazeres da Memoria”, referente de uma forma particular à aldeia de Parada de Aguiar ou Parada do Corgo, e às suas gentes.

Por motivos profissionais do meu pai, cheguei a terras aguiarenses, mais propriamente á aldeia de Fontes, terra natal dos meus progenitores.

Por influência do meu tio João Manuel Pinto, irmão mais novo do meu pai, comecei a frequentar com alguma assiduidade a aldeia de Parada, numa fase inicial quando o meu tio ia namorar com a sua actual esposa Cândida Reis, e mais tarde, já casados, quando vinham da França passar as merecidas férias de Verão, onde eu  ficava em casa dos pais da minha tia, os saudosos António Reis e Maria Reis.

Até aos dias de hoje, trinta e quatro anos depois de ali sair, continuo a visitar Parada com alguma assiduidade, principalmente nas férias, onde fico em casa dos meus tios.

Nutro assim por essa Aldeia um carinho especial, até porque ali residem outros familiares e amigos.

Sempre que ali estou, recordo com alguma nostalgia os tempos em que guardava as ovelhas pertencentes aos pais da minha tia, nas terras que agora lhes pertence.

Numa célebre tarde de verão, quando construíam um muro junto a habitação dos meus tios, eu guardava as ovelhas, uns 200m mais acima,quando chegou a hora da merenda, ele cá em baixo comiam e bebiam, e esqueceram-se completamente de mim, apesar das

das minhas tentativas de dar nas vistas, nomeadamente a cantar e assobiar, de que nada valeram.

Ainda me lembro do pedaço enorme de pão e presunto que a tia Maria Reis me deu, quando cheguei a casa com as ovelhas e contei o sucedido.

Certo dia, distrai-me a guardar as ovelhas e estas invadiram um quintal junto ao terreno de pastagem, destruindo alguns mimos ali plantados.

Ao outro dia de manhã, eu ainda estava na cama, e ouvia a tia Palmira a justificar-se como podia à dona do quintal invadido, que lamentava os prejuízos causados pelas ovelhas.

 

É assim com algum prazer, que ao visitar o site da Associação Prazeres da Memoria, revejo através de fotografias pessoas que não via a algum tempo, algumas já falecidas, assim como recordo os bons momentos que ali vivi, e continuo a viver.

Bem-haja.

 

Lourenço Gaspar Pinto

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:41

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds