Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


O SOCRATISMO

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 30.01.13

 

 Para quem já enviou para os confins da memória a política doméstica destes últimos anos, vou tentar explanar o que penso sobre um dos seus piores registos, que feza esquecer tudo o que houve de mau anteriormente -  o socratismo.

  O Socratismo não é uma ciência, nem uma arte. Tão pouco se lhe pode chamar uma filosofia ou uma política. O socratismo é antes um estado de euforia do Estado, enquanto se refastelou no poder, e uma anemia ou abulia política depois de o mesmo abandonar o poder. Ou, para ser mais preciso, o socratismo é uma esquizofrenia política composta de um estado de euforia seguido de uma fase de abulia.

 Foi euforia enquanto se entusiasmou com o poder e se locupletou em copiosas orgias orçamentais; é abulia agora porque deixou o (de) poder. Na fase eufórica o socratismo delirou com o seu Estado e fantasiou (ou brincou) com a nossa Nação;  na fase anémica ficou melancólico a olhar o passado. A euforia socrática foi, na sua essência sociológica, uma fase em que o Estado, bem arreado, de fraque, se embebedou em banquetes e negociatas de empresários alarves. Foi um tempo de ataques exacerbados aos funcionários públicos e aos professores. Um tempo em que a mentira fez eco parlamentar, foi testada  e destilada nas televisões e jornais. Um tempo de esbanjamento orçamental em auto estradas, em pareceres de TGVs e aeroportos, em acessorias governamentais,  em mordomias políticas, e em propaganda.

 Agora chegou a ressaca. Há um poder que se perdeu e um prestígio que se esbanjou. Há a ruína de um Estado e a agonia dos seus algozes. Há a anemia de um grupo que se desfez e a caducidade das suas propostas. Mas...

 Mas há também - e ainda - um "rabo de lagartixa" que quer regenerar. Há um comandante ferido, refugiado nos seus aposentos de luxo, à espera que a tempestade amaine. Há meia dúzia de marinheiros famintos de fama e poder prontos para ajudar. E há um mouro na "Costa" pronto para o que der e vier.

 

  CR

 

( Que se acalmem os meus amigos socialistas que o  GASPARISMO é outra doença, e dela tb falarei adiante...)

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:37

MAS ENTÃO PORQUÊ TANTA FUMAÇA?

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 30.01.13


Quis ser simpático com os socráticos?

CR

 



"António Costa não é candidato a líder do PS

Após uma longa reunião, o socialista desiste de concorrer com Seguro pela liderança do partido para evitar uma "confrontação que não era desejável". Garante apoio nas autárquicas, mas não esclarece se a candidatura a secretário-geral ainda pode vir a acontecer"

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:50

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds