Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


JOSÉ COUTO - Não esquece o Prazer da Memória

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 09.05.13

 

 

 Boa tarde Ex.mo Sr.Dr.Francisco Cunha Ribeiro,com algum atraso,junto envio anexo da transferência Bancária,para pagamento da quota do sócio da Associação «O PRAZER DA MEMÓRIA» José Fernandes do Couto,refente ao ano de 2013.

 

Cumprimentos, J.Couto

 

 

P.S. Aproveito para informar que o saldo bancário da Associação é neste momento de 3.654,84 €

 

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:13

“ A LAGOSTA QUE NUNCA MAIS COZIA “

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 09.05.13

 

 Por Agostinho Rodrigues

 

 

A história que aqui estou a contar, passou-se em África, talvez nos anos l959/60, na Roça Trás-os-Montes, no Distrito do Cuanza Sul, concelho da Quilenda – Angola, onde o nosso conterrâneo e amigo DOMINGOS PEREIRA DIAS, trabalhou parte da sua vida na dita Roça, que era pertença do Sr. SECUNDINO ALVES DA SILVA. A dada altura, já quando o Domingos estava traquejado nos meandros e afazeres da roça, tornou-se o homem de confiança do Sr. Secundino e, com o decorrer dos tempos, começou por conhecer os fornecedores que abasteciam a roça. Certo dia, um dos fornecedores que abastecia a roça de peixe disse: Ó Sr. Domingos! Vou dar-lhe uma lagosta para o Sr. saber o que é marisco do bom. Bem! O amigo Domingos, lá aceitou a dita, com certa satisfação, meteu-a na panela ao lume a cozer. Depois da panela já estar a ferver à bastante tempo, foi com o garfo experimentar se esta já estava cozida. Como o garfo não espetava – deixou ferver mais uns tempos e, foi novamente experimentar. Mas, dado à carcaça rija da lagosta, não conseguia espetar o garfo e, deixava ferver mais e mais a ver se esta ficava cozida até que se encheu de fazer a mesma operação e, vendo que esta nunca mais cozia – joga com esta para o lixo sem apreciar o gostinho do tal bichinho. Passado algum tempo, surge novamente o fornecedor e, logo pergunta ao amigo Domingos. Então que tal o bichinho! Era bom ou não! O amigo Domingos, logo diz: É pá? Aquilo nunca mais cozia – joguei-a para o lixo. O homem, todo espantado – logo perguntou: Então como é que o Sr. fez! O amigo Domingos lá lhe explicou e, o homem ao ouvir a conversa – logo se apercebeu que o amigo Domingos não percebia nada de marisco e, lá lhe foi dizendo: - Quando voltasse á roça, que lhe ia trazer outra e explicar como devia fazer e o tempo que demorava a cozer. Foi então que o Domingos ficou a saber que depois de alguns minutos de estar ao lume a cozer e, quando esta começasse a ficar com a carcaça meia rosada que tirasse a panela do lume e, quando fosse comê-la, era preciso tirar a carcaça do bichinho para depois apreciar o saboroso gosto do bichinho que era de comer e chorar por mais. Quem contou esta história, foi o meu cunhado Manuel Gomes e sua esposa Odete Silva, que se fartaram de rir, quando o Ti Domingos os pôs ao corrente do que se tinha passado e, como não podia deixar de ser; cada vez que se fala no assunto é sempre motivo de grande risada. Naquele tempo, os pobres, algum dia sabiam o que era marisco e, muito menos lagosta. Isso era fruta da qual os pobres desconheciam e muito menos tinham acesso. Termino com um grande abraço para todos os Paradenses e amigos deste Blogue de Parada de Aguiar. Agostinho Rodrigues

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:32

VOLTA-SE A ATROPELAR A CONSTITUIÇÃO?

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 09.05.13
Quinta-feira, 09.05.13

Tenho quase certeza que as rescisões amigáveis propostas apenas para algumas categorias do estado são inconstitucionais, por não abrangerem todos os trabalhadores da administração pública.

Para quem se regozijou tanto com a decisão do tribunal constitucional em chumbar normas que violavam o princípio da igualdade, como justificação para avançar com medidas penalizadoras para os funcionários públicos, parece-me que de novo o Governo segue no caminho de querer aprovar novas leis inconstitucionais.

Já nem falo do princípio da boa fé.

E se assim for há que chumbá-las de novo.

 

( Blog Ar Lindo)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:40

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds