Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Imagens espectaculares. Música assim assim

por cunha ribeiro, Terça-feira, 17.12.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:54

Família do Pe Manuel do Couto

por cunha ribeiro, Terça-feira, 17.12.13


Manuel José Gonçalves Couto (TelõesVila Pouca de Aguiar1 de Agosto de 1819 — Telões, 17 de Setembro de 1897) foi um missionário pedâneo português, do século XIX, autor do livro mais editado em Portugal nesse século.

O Pe. Manuel José Gonçalves Couto era natural de Zimão, freguesia de Telões, concelho de Vila Pouca de Aguiar, onde nasceu no dia 1 de Agosto de 1819. Morre no mesmo lugar de Zimão, na casa fronteira à que nascera, no dia 17 de Setembro de 1897. É o sexto filho dos dez que José António Dias e Maria José Gonçalves levaram à pia baptismal da Igreja de Telões. Eram seus avós paternos António Dias do Cabo e Ana Maria Alves da Costa; e seus avós maternos António Gonçalves do Couto e Mariana Gonçalves.
Do Blog Abaciente

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:48

...

por cunha ribeiro, Terça-feira, 17.12.13

....

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:37

A Relação dos Bombeiros com a Câmara Está a ser muito bem "Comandada"

por cunha ribeiro, Terça-feira, 17.12.13

E os resultados estão à vista.


Bombeiros celebram aniversário

Bombeiros celebram aniversário

Os Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar celebraram o seu 95º aniversário, condecorando soldados da paz e distintos amigos da associação humanitária, e com o batismo de viaturas dispostas no centro urbano.

 

As comemorações realizadas a 14 de dezembro em vários locais da sede do concelho encetaram com o hasteamento da bandeira e uma guarda de honra junto ao edifício do quartel, tendo sido realizada uma arruada pela fanfarra dos bombeiros (oriundos de Vila Real) que atraiu população à praça João Paulo II. Aqui, foram distinguidos os bombeiros de diferentes escalões, seguindo-se o batismo de viaturas, entre as quais uma nova ambulância para o transporte de doentes, estreada no local pelo presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado, pelo presidente da Assembleia Municipal, Álvaro de Sousa, e pelo presidente da Direção dos Bombeiros, José Eduardo Quinteiro.

 

Estes responsáveis participaram na sessão solene que decorreu no cineteatro, onde também marcaram presença o presidente da Assembleia dos Bombeiros, Delfim Santos, o comandante do corpo ativo, Manuel Machado, os comandantes distritais Álvaro Ribeiro e Fernando Teixeira, bem como o representante da Liga dos Bombeiros Portugueses, o comandante José Requeijo.

 

Homenageado pela associação humanitária, o presidente da Câmara, Alberto Machado, realçou o trabalho de todos os que contribuíram para a existência dos 95 anos dos bombeiros e a importância das instituições se concentrarem em «estar próximo das pessoas».

 

O presidente da direção, José Eduardo Quinteiro, sublinhou o «relacionamento institucional» entre os Bombeiros e a Câmara e agradeceu a todas as entidades públicas e privadas que têm ajudado a associação humanitária. Ao longo da jornada, decorreram ainda várias atividades de convívio com o intuito de celebrar os Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:09

Síntese da 10ª Avaliação da Troika

por cunha ribeiro, Terça-feira, 17.12.13

 A MINHA SÍNTESE:

 

  A Avaliação é globalmente positiva porque os cortes na função pública vão sendo feitos ao gosto da Troika. Ponto Final.

____________________________________________

 

Tradução

Declaração da CE, BCE e FMI da 10.ª de revisão da missão a Portugal

Comunicado de imprensa n. º 13/512

16 de Dezembro de 2013

Equipas de técnicos da Comissão Europeia (CE), Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) visitaram Lisboa durante 4 a 16 de Dezembro para a décima -revisão trimestral do programa de ajustamento económico de Portugal.

 Mais sinais de recuperação surgiram desde a última revisão. O crescimento está amplamente em consonância com as projecções, enquanto o desemprego caiu mais do que se esperava. O reequilíbrio externo prosseguiu, apesar do aumento das importações, reflectindo a procura interna mais forte do que o esperado.

 Os objectivos orçamentais do programa foram confirmados. Com um bom desempenho na arrecadação de impostos, o défice de 2013 de 5,5% do PIB é atingível. O orçamento de 2014 foi aprovado pelo Parlamento com apenas algumas alterações. Inclui passos importantes no sentido de racionalizar e modernizar a administração pública, melhorando a sustentabilidade e a equidade do sistema de pensões e reduzindo os custos através dos ministérios. Se algumas destas medidas estão determinadas para ser inconstitucionais, o governo reafirmou o compromisso de que em seguida irá identificar e implementar medidas compensatórias de alta qualidade para atingir o défice acordado de 4 por cento do PIB. Tais medidas, no entanto, podem aumentar os riscos para o crescimento e o emprego e reduzir as perspectivas de um retorno sustentado aos mercados financeiros.

 O sector bancário está estável, mas a baixa rentabilidade sinaliza que os desafios permanecem. As reservas de capital são amplamente suficientes e as condições de liquidez estão a melhorar. No entanto, rentabilidade permanece fraca, e o excesso de dívida das sociedades é uma fonte de vulnerabilidades para o sector bancário que deve ser atacada para não se colocar um freio nas perspectivas de crescimento a médio prazo. As condições de crédito continuam a ser um desafio, não obstante recentes melhorias para as empresas de menor risco.

 Os esforços de reforma estrutural contínua terão de ser a peça central de uma estratégia credível para o crescimento sustentável nos próximos anos. O governo já fez importantes progressos na implementação de reformas estruturais desafiadoras, mas é necessário mais uma evidência do seu impacto sobre o funcionamento da economia. Nesse sentido, a implementação de reformas deve ser continuamente avaliada para garantir que as mesmas proporcionam os resultados desejados. Os esforços no sentido de facilitar um reequilíbrio sustentado da economia desde os não-transaccionáveis aos transaccionáveis devem centrar-se no aumento da concorrência e flexibilidade nos mercados de produto e mão-de-obra, no contexto de uma administração pública mais eficiente e dinâmica, a fim de promover a realocação flexível de recursos. Articular as reformas credíveis e o tempo-limite para este fim iria tranquilizar os investidores que melhorias nos pressupostos económicos do Portugal estão a tornar-se estruturais.

 O programa permanece em desenvolvimento, e as autoridades estão determinadas a assegurar a continuação do mesmo. O sentimento do mercado para a dívida soberana de Portugal melhorou gradualmente, como também evidenciado pela procura robusta para uma troca de dívida no início de Dezembro, que reduziu as restantes necessidades financiamento em 2014. A dívida pública continua alta, mas é sustentável desde que a implementação do programa e reafirmada propriedade permaneçam firmes, apoiando, assim, o retorno do governo ao financiamento total junto do mercado. Desde que as autoridades preservem a firme implementação do programa, Estados-membros da zona euro já se declararam prontos a apoiar Portugal até pleno acesso ao mercado ser recuperado.


Do Blog "Aventar"

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:05

Os Preços da Saúde, como Subiram!

por cunha ribeiro, Terça-feira, 17.12.13


NOVAS tabelas de preços a praticar pelo SNS



Portaria n.º 163/2013. D.R. n.º 80, Série I de 2013-04-24

Ministério da Saúde

Aprova as tabelas de preços a praticar pelo Serviço Nacional de Saúde, bem como o respetivo Regulamento

exemplos:

Artigo 11º
Outras diárias
1. Aos acompanhantes de doentes internados em regime
de enfermaria aplica -se uma diária de 39 € que inclui
permanência e alimentação.


Artigo 15º
Consulta Externa
1. O valor a faturar pelas consultas é o seguinte:
a) Instituições que integram o Serviço Nacional de Saúde,
bem como as que a este estejam associados através de contrato
de gestão e ainda o Instituto Português do Sangue, IP:
Consultas médicas — 31 €;
b) Hospitais psiquiátricos, departamentos, serviços ou
unidades de Psiquiatria — os constantes da Tabela de
Psiquiatria do Anexo III.
2. As consultas médicas sem a presença do utente serão
faturadas pelo seguinte valor — 25€.

3. As teleconsultas (em tempo real ou em tempo diferido)
poderão ser faturadas por ambas as instituições
envolvidas, desde que cumpram os requisitos definidos
em normativo da Direção Geral da Saúde, nos termos da
alínea a) do nº 1.
4. As consultas de enfermagem e de outros profissionais
de saúde serão faturadas pelo seguinte valor — 16€.
5. A estes preços acrescem os valores dos meios auxiliares
de diagnóstico e terapêutica, incluindo pequenas
cirurgias e outros atos discriminados no Anexo III.

Artigo 16º
Urgência
1. O preço do episódio de urgência para os hospitais
do SNS é de:
a) Serviço de Urgência Polivalente — 112,07€;
b) Serviço de Urgência Médico -Cirúrgica — 56,16€;
c) Serviço de Urgência Básica — 31,98 €.
2. A classificação por tipo de urgência é a presente no
Despacho nº 5414/2008 de 28 de janeiro.
3. O preço do episódio de urgência inclui todos os procedimentos
e meios auxiliares de diagnóstico e terapêutica
realizados durante aquele episódio.
4. Não há lugar à faturação dos atendimentos urgentes
que tenham dado lugar a internamento do doente.
5. Serviço de Atendimento Permanente — 30 €.
6. Aos valores dos números anteriores acresce o valor
do transporte nos termos previstos no Anexo III.


Do Blog Projeto

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:57

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds