Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


PARA SER FELIZ‏

por Francisco Gomes, Sábado, 13.09.14

Vivemos num Universo cheio de mistérios. Há bilhões de galáxias com inúmeros segredos. Por exemplo, há um "buraco negro" no centro da Via-Láctea, a nossa galáxia. Esse buraco  é do tamanho de um grão de areia, mas engole planetas e estrelas inteiras. Dá arrepios só de pensar nisso. Mas, qual é o maior mistério do Universo?

A vida humana é o maior mistério da nossa existência. Só não se encanta com ela quem nunca a explorou. Todavia, se compararmos a personalidade humana com uma grande casa, a maioria não conhece nem mesmo a sala de visitas, do seu próprio ser. Até onde você se conhece?

Apesar da grandeza da vida, o  ser humano não cuida carinhosamente dela.  Alguns só procuram mudar seu estilo de vida, quando sofrem um  enfarto. Outros só pensam em equipar sua inteligência quando já estão profissionalmente superados. Muitos adultos só descobrem que são infelizes e ansiosos, quando perdem as pessoas que mais amam.

E a situação dos jovens? É pior. Geralmente, só reconhecem que são frustrados, quando olham para trás e veem os seus mais belos sonhos destruídos. Dos miseráveis aos abastados, dos incultos aos intelectuais, todos querem ser felizes. Mas para muitos, ser feliz é como uma miragem no deserto. Muito se fala, mas pouco se conhece sobre o que é felicidade.

Ser feliz, não é ter uma vida isenta de perdas e frustrações. É ser alegre, mesmo se vier a chorar. É viver intensamente, mesmo que seja num leito de hospital. É nunca deixar de sonhar, mesmo que tenha pesadelos. É dialogar consigo mesmo, ainda que a solidão o cerque. É ser sempre jovem, ainda que os cabelos estejam brancos. É contar histórias para seus filhos, mesmo que o tempo seja escasso. É  amar seus pais, ainda que eles não compreendam. É agradecer mesmo que as coisas estejam erradas. É transformar os erros em lições de vida.

Ser feliz, é sentir o sabor da água, a brisa no rosto, o cheiro da terra molhada. É  extrair das pequenas coisas, grandes emoções. É encontrar todos os dias motivos para sorrir, mesmo que não hajam grandes motivos. É rir das suas próprias tolices. É não desistir de quem se ama, mesmo que hajam deceções. É ter amigos para repartir as lágrimas e dividir as alegrias. É ser um amigo do dia e um amante do sono. É agradecer a Deus pelo espetáculo da vida.

Quem conquista uma vida feliz? Será que são as pessoas mais ricas do mundo, políticos mais poderosos e  os intelectuais mais brilhantes? Não!  São os que alcançam Qualidade de vida no palco das emoções. Os que se libertam do cárcere do medo. Os que superam a ansiedade e vencem o mau humor e transcendem os seus traumas. São os que aprendem a velejar nas águas da emoção.

Nunca tivemos um avanço tão grande na tecnologia, mas o homem nunca experimentou tantos transtornos psíquicos. Nunca tivemos tantos meios para nos proporcionar conforto, veículos e telefones, geladeiras e móveis modernos. Mas o homem nunca se sentiu tão desconfortável em sua mentalidade. Nunca tivemos  tantos meios de prazer, TV, INTERNET, CINEMA E ETC. Mas o homem nunca viveu tão infeliz e tão triste.

                                                          

Deus abençoe a todos

                                                       

Agostinho  Gomes  Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:39

ANTÓNIO JOSÉ SEGURO E AS NOSSAS ESCOLHAS

por cunha ribeiro, Sábado, 13.09.14

 

 

 Considero, neste momento, António José Seguro, não um candidato excecional, mas um candidato globalmente melhor que António Costa. Se no que diz respeito à competência, técnica ou política, o não considero melhor, nem pior, já o julgo muitos furos acima no que diz respeito à ética, ou forma de estar na política, e exercer o poder.

 António José Seguro tem, aliás,  insistido que, se for primeiro ministro, governará sempre baseado no rigor dos princípios da transparência e da coerência entre o que se promete e se faz. Por isso, como a mentira me entupiu definitivamente a paciência, tenho hoje a convição que nunca mais votarei num político que não demonstre seriedade política, nem na postura nem no discurso. Assim,  e em consequência, não canalizarei a minha simpatia política, nem o meu voto, para António Costa, porque o acho maquiavélico, oportunista, e sem vontade de mudar o que está mal no sistema político; canalizá-lo-ei, isso sim, para quem está a lutar contra a mentira, e a desonestidade políticas, e faz da política um processo reformador das más práticas, através do questionamento ético da vida em sociedade. Ora essa pessoa é, justamente, António José Seguro.

 Eu sei que é muito difícil escolher alguém para governar bem um país. Quando penso nisto vem-me logo à memória o triste contributo que dei, com o meu voto, para a maioria P.S. de Sócrates, em 2005. Recordo-me que tinha dele a imagem do político de ação. E, muito embora essa imagem se tivesse confirmado no exercício do poder como primeiro ministro, ouve uma faceta escondida da sua personalidade que se revelou de forma arrasadora - a mentira. À mentira, acrescentou a persistência no erro, e a ambição pessoal exagerada. E assim, em vez de um bom primeiro ministro, como esperava, saíu uma fraude.

 Já antes, António Guterres fora uma má escolha, mas por outras e bem mais perdoáveis razões. De facto, António Guterres não falhou pela mentira, nem pela teimosia e persistência no erro. António Guterres falhou por não ter conseguido controlar o partido, que o não deixou governar como se tinha proposto. António Guterres não foi bem uma má escolha, como o foi José Sócrates. A escolha que o próprio fez do seu governo, essa sim, é que terá sido má. Não foi Guterres que governou mal, foram os "guerristas", alguns, que  o prejudicaram, por falta de coesão, remando sem rumo comum, uns num sentido, outros no outro. Não foi Guterres que desbaratou os fundos europeus ao deus dará; foram os incontroláveis ministros e secretários de estado; ou seja, os poderes intermédios nomeados pelo partido, e que têm liberdade para gastar sem controle os dinheiros públicos, seja do orçamento de estado, seja de Bruxelas. Não foi Guterres que conduziu o país para o pântano das autárquicas que o forçaram à demissão, foi o seu séquito político que o golpeou pelas costas, o enterrou, e o esqueceu ou quis esquecer depois do "enterro político". 

 

CR

 

   

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:42

NOTÍCIAS DE AGUIAR - O NOVO JORNAL DE VILA POUCA DE AGUIAR

por cunha ribeiro, Sábado, 13.09.14
Foi na 13ª Feira do Mel e do Artesanato de Pedras Salgadas que o “Notícias de Aguiar” conheceu Albano Silva, antigo mineiro, natural de Vila Pouca de Aguiar, residente em Lisboa, que desde que migrou manteve a ligação à aldeia natal (Cidadelha de Jales, na freguesia de Alfarela), através da recriação dos seus costumes e tradições na forma de artesanato.
A sua presença na feira já se tornou rotineira, mas é na Amadora, lugar onde reside, que instalou o “Museu de Arte Albano Silva”. Na garagem de sua casa alberga, ao todo, mais de 100 peças, que não mais do que miniaturas de memórias do quotidiano das terras transmontanas. 
Uma história para conhecer na edição nº 1, nas bancas.
Foto: Foi na 13ª Feira do Mel e do Artesanato de Pedras Salgadas que o “Notícias de Aguiar” conheceu Albano Silva, antigo mineiro, natural de Vila Pouca de Aguiar, residente em Lisboa, que desde que migrou manteve a ligação à aldeia natal (Cidadelha de Jales, na freguesia de Alfarela), através da recriação dos seus costumes e tradições na forma de artesanato.A sua presença na feira já se tornou rotineira, mas é na Amadora, lugar onde reside, que instalou o “Museu de Arte Albano Silva”. Na garagem de sua casa alberga, ao todo, mais de 100 peças, que não mais do que miniaturas de memórias do quotidiano das terras transmontanas. Uma história para conhecer na edição nº 1, nas bancas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 02:05

O DEBATE

por cunha ribeiro, Sábado, 13.09.14

 

O SIM e o NÃO estão em debate na televisão. A jornalista tenta encostar os dois à parede com uma pergunta sobre se algum deles, caso venha a exercer o poder, baixará os impostos.

 

Diz o NÃO:

 

 - Eu não prometo nada, porque não sei o que posso prometer. Por isso, não vou prometer que vou baixar os impostos.

E tu, SIM, vais baixar os impostos?

 

Responde o SIM:

 

- " Eu? Eu Já disse que sim, NÃO!

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:43

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds