Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


FELICIDADE

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 17.09.14

 

 Sei que este é o tema do texto anterior. Excelente texto - mais um - do nosso colaborador Agostinho Ribeiro. Mas é um tema tão forte, tão importante para a nossa vida, que julgo não saturar quem nos lê falando nele de novo.

 Porém, serei breve. É que eu só quero dizer que sou feliz, apesar de... duas ou três coisas que quase engasgam a minha felicidade. 

 Na verdade, eu sinto felicidade. Isto é, sou feliz, apesar de já não ter o meu pai sentado no escano, com o colo quente a fazer de almofada ao meu corpo deitado; sou feliz, apesar de na minha memória estremecer ainda a vida ceifada de um irmão jovem; sou feliz, apesar de  me ter magoado o anúncio cru, da perda , inevitável, da perna mirrada de minha mãe.

 Será absurdo alguém ser feliz, depois destas perdas? Poderá parecer. Dissesse eu que era "mesmo" feliz... Mas não disse. Disse apenas que era feliz ... Falta-me o pedaço de felicidade que está no "mesmo" de quem é  "mesmo" feliz. 

 Para eu ser mesmo feliz não podia sentir estas perdas que nomeei.  Assim sou só...feliz.  Apesar de tudo, ainda bem que sou "só feliz"... Porque se o não fosse, era infeliz ... E ser infeliz é muito pior. 

 Haverá alguma razão para eu, em tais circunstâncias,  poder ser feliz?

 Sim, várias: uma delas é que, embora tenha perdido um irmão, ainda desfruto o prazer do convívio com os que restam; outra, porque embora tenha perdido meu pai, posso ter a presença física de minha mãe que, mesmo perdendo uma perna, teve a sorte de ter encontrado quem lhe fizesse esquecer essa ausência: várias "pernas" fantásticas que diariamente a ajudam, e a acarinham. E isto - quase só isto - me bastaria para ser feliz, não sobrassem ainda outras boas razões para o ser.

 Sou, portanto, feliz. Não supremanente, não totalmente, feliz.  Mas feliz, com esta felicidade, assim como ela é - tangível, possível, real.

 A ideal, essa deverá estar na posse dileta dos deuses. 

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:32

O QUE É FELICIDADE?‏

por Francisco Gomes, Quarta-feira, 17.09.14

A sociedade moderna se transformou numa fábrica de  estresse. E nós precisamos viver neste mundo doido. O que fazer? Mudar para outro Planeta, não é possível. Viver como um "ermitão" alienado de tudo, não vai adiantar. Os nossos problemas vão nos acompanhar para qualquer lugar que a gente vá. Refugiar-se na bebida ou nas drogas, como fazem muitas pessoas, só vai expandir a nossa miséria e aumentar os nossos fracassos. Se esconder como fazem muitas pessoas, atrás de uma conta bancária, viver de aparências, fingir que tudo está maravilhosamente bem, é fugir da realidade.

Vivemos num mundo muito complicado, mas não devemos tentar fugir dele, pois é nele que  vamos viver o tempo de nossa vida, é nele que devemos procurar a felicidade e a realização. Precisamos nos preocupar com a saúde, com os nossos relacionamentos, pois a luz só é bela quando é acesa na escuridão. 

Certa vez uma pessoa se queixou que dormia mal, porque morava num porão escuro. Ele sonhava com uma luz para a sua realidade, mas não conseguia. Um dia, finalmente pode iluminar aquele porão, contratou um eletricista que abreviou  a chegada da luz. Antes de acender pela primeira vez a luz do seu porão, ele pensou: "Agora dormirei feliz." No entanto, ao acender a luz do ambiente, teve um susto, uma surpresa desagradável e perdeu o sono. A claridade da luz, expos uma realidade que ele não conhecia. Sujeira pelas paredes, teias de aranha, insetos por todo o lado. Teve necessidade de fazer uma faxina geral naquele ambiente. Assim pode descansar, livre da escuridão e da sujeira.  É preciso a gente ter coragem, fazer uma limpeza geral em nossa vida antes de iluminar os porões dos nossos sentimentos.

Se a nossa vida caiu na rotina, vivemos cheios de tédio e de preocupações, devemos procurar o prazer pela vida, pois a vida é bela, nós é que só procuramos pelo lado oculto do nosso ser. Esquecemos de viver e gastamos os melhores momentos a contemplar o que  não  é belo  na nossa existência.

A felicidade não ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadiga, relacionamentos sem deceções. A felicidade é encontrar força no perdão, esperança na luta, segurança nos palcos do medo e amor nos desencantos. A felicidade é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e crises. A felicidade não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para o interior do seu próprio ser.

É feliz quem deixa de ser vítima dos problemas e se torna o autor da sua própria história. Atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito de sua alma. É  agradecer a Deus todos os dias, pela vida que vivemos. Quem é feliz não tem medo dos próprios sentimentos, sabe falar de si e de sua vida. Tem coragem de ouvir um "não", receber uma critica  mesmo que injusta. É amar seus filhos e seus Pais, curtir com eles os momentos mais poéticos e deslumbrantes do seu dia-a-dia.

É feliz quem deixa viver dentro de si, a criança simples e alegre que somos todos nós. É feliz quem tem a maturidade de confessar: "Eu Errei" e ter a ousadia de pedir: me perdoem. É ter a capacidade de dizer: "Eu preciso de você!" " Eu Amo" É feliz quem vive sua vida voltada para o Amor, usa as lágrimas para irrigar a tolerância, usa as perdas, para refinar sua paciência.

                                                       

 Deus abençoe a todos.

                                                 

Agostinho  Gomes  Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:23

A ESCOLA DE HOJE REVELA-NOS - COM IRRITANTE LÓGICA - COISAS COMO A QUE SEGUE

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 17.09.14

 

 Eis a resposta de um aluno a uma pergunta sobre o papel da escola na formação dos cidadãos : 

 

"O papel da escola eu axo que é igual a um papel qualquer de imprensa A4. E de certeza que é. tem a mesma grossura e tudo. Agora se estão a falar, por exemplo, das folhas de Teste que é uma folha A3 duberada ao meio fazendo duas folhas A4, axo melhor que as folhas de teste sejam assim do que só uma folha A4, essas fichas que os professores dão são sempre folhas de formato A4 ou de formato A5 . Os testes As professoras metem sempre folhas de formato A4 mas quando são mais as professoras agrafam sempre as folhas e nunca fazem teste com folhas formato A5. Por isso eu axo que as folhas desta escola são iguais às das outras escolas ou de outras empresas.

 

 Cheira-me que não era bem isto que a professora queria....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:29

Top Páginas - Ontem (16/09/2014)

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 17.09.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:36

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds