Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


A propósito de um interessante texto de Francisco Seixas da Costa

por cunha ribeiro, Domingo, 01.02.15

Francisco Seixas da Costa - como é público e notório -  é do PS. Fez parte de um Governo liderado pelo nosso melhor primeiro ministro de sempre, na minha modesta opinião. Atualmente esse ex-primeiro ministro encontra-se a desempenhar um cargo de grande relevo num departamento da ONU dedicado ao problema dos refugiados. Perfila-se também como o melhor candidato da esquerda a Belém.

Mas voltando agora ao ex-embaixador Seixas da Costa, a sua vinda a este post tem a ver com um excelente texto que o mesmo escreveu, onde evoca um acontecimento da sua vida, no seu habitual estilo ágil e quase coloquial, que tem o dom de prender a atenção do leitor desde a primeira frase até ao ponto final.

Desta vez Seixas da Costa surpreendeu ainda mais, chamando à pedra, com grande habilidade, uma questão muito na ordem do dia, sobretudo depois de um jornalista da nossa TV gerar grande polémica com as suas controversas  reportagens sobre as eleições gregas, onde põe a nu hábitos alegadamente costumeiros de corrupção da sociedade grega.

E como é que Seixas da Costa resolveu falar do assunto? Ilustrando-o magistralmente com um facto da sua própria existência. Conta-nos que, na sua qualidade de futuro padrinho, foi com os pais da futura afilhada ao Registo Civil tentar persuadir o Conservador a aceitar dar um nome menos vulgar à  criança. Porém, os dotes oratórios do recem-embaixador não lograram demover a vontade petrificada do Conservador. Mas, com olhos de lince, Seixas da Costa vislumbra na personagem um ponto fraco que o poderá demover da sua postura teimosa: e eis que lhe verga as vétebras mais calcificadas com uma nota de quinhentos escudos...

Há factos da nossa vida que podem ficar no segredo dos deuses por longos anos. E, quantas vezes, acabam por  morrer connosco. Inspirado pela narrativa de F. Seixas da Costa, vou aqui revelar algo de semelhante ( mas pouco) que ocorreu na minha vida, e assim contrariar-lhe o destino secreto que teve até hoje. 

Um dia, estava eu a dar os primeiros passos na minha caminhada docente, deparo com uma situação embaraçosa. No final de uma reunião com os encarregados de educação de uma turma da qual eu era diretor, vem na minha direção uma senhora, e, sem me dar tempo para qualquer reação, enfia-me um envelope nas mãos. Surpreendido pelo gesto inesperado da senhora, pego no envelope, e, meio desconfiado, dou uma espreitadela. Vi que havia dinheiro no envelope. Algumas notas, de cujo valor não me apercebi,  davam ao envelope alguma espessura.  Posto diante daquele  facto imprevisto e incómodo, tive a imediata percepção do que devia fazer: recusar a oferta. E devolvi, sem mais, o envelope à senhora.

Confesso que não tive tempo para pensar nos prós e nos contras da minha atitude. Agi assim por instinto, pois nunca tinha sequer pensado numa ocorrência daquelas na minha vida de profissional do ensino. 

Partilho isto porque, a meu ver, tem semelhanças (embora poucas) à história Francisco de Seixas da Costa. Devo dizer que o gesto do ex-embaixador é perfeitamente desculpável (naquele contexto) no seu papel de agente activo. Mas quanto ao agente passivo, o sr Conservador, o caso muda de figura...

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:12

AGOSTINHO RODRIGUES - ERROS

por cunha ribeiro, Domingo, 01.02.15

“ OS VINTE ERROS DADOS NUMA SÓ PALAVRA POR CANDIDATOS A PROFESSORES, TÃO BADALADOS NA COMUNICAÇÃO SOCIAL E, PELO SR. MINISTRO DA EDUCAÇÃO CRATO “.

 

Depois de ver alguns comentários expressados pelo governo, sindicatos e público em geral, chega-se à conclusão de que algo vai mal no ensino em Portugal. E, tudo isso é fácil compreender e perceber de onde vem todo esse atraso do ensino neste País real. Senão vejamos: -

Há uns anos atrás, não muito distantes, falava-se e comentava-se que os nossos estudantes ingressavam no ensino superior sem saberem a tabuada e a gramática portuguesa. Então agora! – Ficam todos avespados com os péssimos resultados destes candidatos a professores? Isto não é nem mais nem menos da semente que semearam ao longo dos tempos neste Portugal! Agora estavam à espera de quê: aí está o resultado. Vergonhoso. Mas é o fruto da semente que lançaram ao longo dos tempos.

A qualidade da semente, até pode ser boa. Mas se o terreno não for preparado convenientemente, o resultado é sempre péssimo e, o destrambelhamento desta má preparação, foi as tecnologias ao dispor da sociedade e facultadas aos alunos, facilitando-lhes desta forma o não terem que aprender a tabuada porque lá estava a máquina de calcular para facilmente atingir o resultado sem pelo cérebro ter que puxar. O computador para escrever sem o seu tempo perder a fazer cópias e ditados para bem saber escrever. Simplesmente é preciso nas teclas bem saber mexer e, agora admiram-se de muito boa gente não saber escrever. Estavam à espera de quê? Milagres. Os milagres são poucos e, quando são reconhecidos como tal, só depois de passados muitos anos. Só o caso do papa João Paulo II, é que foi reconhecido muito rápido, porque na verdade foi um exemplo neste mundo.

Depois; quando surgem provas deste género, em que não são facilitadas as tecnologias, mas sim a capacidade do concorrente, como não podia deixar de ser – é o caos. Só aí se verifica o quanto vai mal o ensino em Portugal. Pudera: quando se formam doutores e engenheiros por encomenda, qualquer matumbo (BURRO) com dinheiro e conhecimentos com certos Srs. Reitores, depressa se atinge o doutoramento.

Fico-me por aqui para não mexer mais na porcaria. Porque, como se costuma dizer, quanto mais se mexe – mais mal cheira e, neste País, infelizmente, há muito tempo que muita coisa anda a cheirar mesmo muito mal.

Termino como sempre com um grande abraço para todos os Paradenses e amigos que este Blogue visitam mas, deixo aqui um pedido, façam o favor de escrever alguma coisa também e, não tenham vergonha de darem erros porque eu os dou também e, como é dado ver, muito boa gente os dá também.

Agostinho Rodrigues

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:08

VOCÊS ME CONHECEM?‏

por Francisco Gomes, Domingo, 01.02.15

Eu nasci numa cidade Satélite, na periferia de uma grande cidade. Minha maternidade aconteceu num curral, na companhia de dóceis animais. Meu primeiro Berço, foi uma manjedoura. Senti na própria pele, o desprezo e o abandono da sociedade daquele tempo. Desde os primeiros instantes da minha vida, ninguém me aceitava e me dava abrigo. Fui perseguido pelos prepotentes daquela época. Para salvar minha vida, meus Pais tiveram que fugir na calada da noite, para um País estrangeiro. Vim para o que era meu, mas os meus não me receberam. Voltei ao meu País, no anonimato, pensando assim, viver a salvo das perseguições. Cresci, sonhei como qualquer criança, vivi as aventuras dos jovens.

Iniciei minha Vida Pública, a trabalhar de Carpinteiro, ofício que aprendi de meu Pai. Vida dura, técnica rudimentar, mas eu precisava sustentar a minha Mãe, pois meu Pai já havia falecido. Comecei a viver as angústias das perseguições, quando vi meu povo ser explorado por um povo estrangeiro. Minha gente era sobrecarregada de impostos, ficava cada vez mais pobre.  A Justiça daquele tempo, era corrupta, só perseguia o pobre, era mais ou menos como é a justiça de hoje.

Frequentava a Sinagoga, a Igreja do meu povo. Gostava muito de estudar, era muito curioso, procurava explicações para tudo, lutava contra as opressões e procurava ajudar o meu povo a resolver seus problemas. Aconteceu uma briga comigo, num sábado em que tentei ler uma passagem do Profeta Isaías. Foi fogo! Todos me olhavam com ar ameaçador. Todos queriam uma porção de explicações, olhavam-me espantados e expulsaram-me da Igreja. Procurei explicar o meu ponto de vista, mas eles não aceitaram. Dei inicio a uma guerra, que só iria terminar com minha condenação à morte, que aconteceu no Monte Calvário, fora dos muros da cidade de Jerusalém, quando eu tinha trinta e três anos. Denunciei as falsidades dos Fariseus, critiquei o abuso dos cobradores de impostos. Destruí muitas fronteiras com as minhas Palavras. Eu não falava somente no Amor, eu vivia o próprio Amor. Dedicava-me essencialmente aquelas pessoas que haviam perdido as esperanças. Onde alguém estivesse necessitado, eu estava por perto.

Tomei o partido dos pobres e dos infelizes, mas não combati e nem desprezei os ricos, procurei trazê-los para o nosso meio, mostrava-lhes as vantagens da partilha. Trouxe muitos para junto de mim. Jamais acusei ou condenei os traidores, amei-os e perdoei-os e procurei livrá-los do complexo de culpa. Orientava as multidões na procura da felicidade. Sempre usei de sinceridade e fazia o possível para que minhas Palavras fossem guardadas e vividas.

 Se já descobristes quem sou eu, procura viver o meu exemplo, nunca permitas que meu sofrimento tenha sido em vão, Vem, eu preciso de Você para semear o Amor.

                                                         

Deus abençoe a todos

                                                     

Agostinho  Gomes  Ribeiro 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:47

ONDE ESTÁ JESUS?‏

por Francisco Gomes, Domingo, 01.02.15

Após a "Anunciação" feita pelo Arcanjo Gabriel, aconteceu a "Encarnação", isto é, Deus se fez homem e veio habitar entre nós. Após o "Nascimento" em Belém de Judá, Jesus teve um crescimento como qualquer criança de sua idade, porém, crescia com Ele a Graça de Deus e a Sabedoria. Quando completava doze anos, visitou Jerusalém, por ocasião das festas da Páscoa. A partir daí, viveu em total obscuridade, pois a Bíblia só volta a falar Nele, quando completava trinta anos.

Aos trinta anos, começou a sua Vida Pública, que só durou três anos, pois aos trinta e três, sofreu tremenda perseguição pelas autoridades romanas e judaicas. Foi julgado e condenado à morte, pelo então Governador Romano, chamado Pôncio Pilatos. Foi crucificado numa Cruz de madeira, um sistema de castigo usado pelos romanos, para punir estrangeiros, isto é, quem não pertencesse à estirpe romana. A sua condenação e execução, foi cumprida com certa rapidez. Os homens que são lentos em decidir, pois seu raciocínio é fraco, na condenação de Jesus, foram rápidos. Afinal, era necessário calar o mais rápido possível, este intruso que insistia em se meter em suas vidas e denunciar suas injustiças.

No entanto, Deus guardou sua divindade até ao último momento, colocou em prática seus Mistérios, três dias após sua morte, quando todos já o achavam liquidado, apareceu ressuscitado, brincando de esconder com as autoridades romanas e judaicas, criando entre eles uma situação de pavor, revolucionando toda aquela região. Andou por aqueles lugares, apareceu a mais de 500 pessoas, durante quarenta dias. Na Quinta Feira da Ascensão, subiu ao Céu, na presença de seus Apóstolos e de muitas outras pessoas, todos foram testemunhas oculares deste momento de intensa alegria e fé.

Mas antes da subida para o Céu, deu a seus amigos uma série de avisos e de ensinamentos. Disse que subia para Deus, mas que continuava com eles, todos os dias, até ao fim dos tempos. Disse que na Casa de seu Pai, existem moradas para todas as pessoas de bom coração. Deixou para a humanidade os meios e as coordenadas para se chegar à Casa do Pai. O Céu. Ele mesmo se proclamou o Caminho, a Verdade e a Vida para todos aqueles que acreditarem em suas palavras. Portanto, quem quiser alcançar a Salvação, precisará usar esse Caminho que é Jesus, professar a Verdade de Sua Revelação e viver a Vida proposta por Ele.

Jesus conhece a cada um de nós e sabe que perdemos o rumo da Casa do Pai, com muita facilidade, por isso, deixou-nos todas as instruções para que esse Caminho seja sempre recuperado o mais rápido possível. Afinal, então onde está Jesus? Todos o viram subir ao Céu, mas Ele disse que ficaria connosco? Como podemos então saber onde está Jesus? É muito fácil, onde se encontra um irmão, ali está Jesus simbolizado na figura dele. Portanto, Jesus que é Deus feito homem, está no Céu, na Terra e em toda a parte. Quem quiser ver Jesus, basta olhar para os seus irmãos de caminhada e de luta.

O Primeiro Mandamento da Lei de Deus, foi o único modificado por Jesus Cristo, quando Ele acrescentou:  "Amar a Deus sobre todas as coisas, mas Amar o Próximo como a nós mesmos . Pois, dizer que se ama a Deus que não vemos, é fácil, o importante é amá-lo na figura do Irmão que está ao nosso lado."

                                                                  

Deus abençoe a todos

                                                               

Agostinho  Gomes  Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:44

OS LOBOS UIVAM EM PARADA DE AGUIAR

por cunha ribeiro, Domingo, 01.02.15

Mais um ataque de lobos a animais domésticos foi confirmado em Vila Pouca de Aguiar. Dois burros que estavam a pastar, durante o dia, em Parada, na freguesia de Soutelo de Aguiar, na passada quinta-feira, foram atacados por esta espécie protegida. Um burro foi morto, ao outro valeu a rápida intervenção de alguns habitantes que se aperceberam do sucedido.

Domingos Ribeiro, proprietário do animal que conseguiu sobreviver ao ataque, lamenta a ocorrência e não compreende como, em plena luz do dia, os animais se fazem passear pelas aldeias à procura de presas fáceis. “Eram cinco da tarde. Ainda havia muita luz. Viam-se bem os lobos. Estavam ali porque havia, pelo menos, outros dois animais na mesma zona a pastar. Estavam muito perto das casas e próximo do centro da aldeia. Parecem mesmo estar habituadas às pessoas porque, mesmo depois de nos virem, não queriam fugir”, referiu.

Trata-se de mais um caso de ataques de lobos na freguesia, depois de, na passada semana, uma alcateia ter devorado seis ovelhas e duas burras.

Foto de Notícias de Aguiar.
Foto de Notícias de Aguiar.
 
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:38

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds