Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


POR FALTA DE AMOR

por Francisco Gomes, Sábado, 07.02.15

A humanidade, desde há muito tempo, vem enfrentando muitos problemas, e continuará a enfrentar cada vez mais, se não acontecer uma reviravolta no seu comportamento. Muitas vezes, achamos que a ciência e a tecnologia, poderiam contornar estes problemas. Acontece que, a maioria de tudo o que acontece no mundo, é por falta de amor, não existe ciência e nem tecnologia que resolva estes problemas, que a cada dia mais se agravam.

É a falta de amor que produz a criminalidade, quem ama não mata. A insegurança, o tráfico  e o mergulho no mundo das drogas. Hoje não existe segurança em lugar nenhum. Na cidade do Rio de Janeiro, este ano, já morreram 37 pessoas, a maioria crianças, por conta das "balas perdidas". Os assaltos e os sequestros, estão a acontecer em plena luz do dia, a corrupção e a falta de confiança na justiça dos homens, estão a levar a humanidade  ao desespero.

O ar que respiramos está carregado de gases venenosos, expelidos pela queima dos combustíveis, por causa da grande quantidade de carros a rodar pelas cidades. Os gases de grandes indústrias, expelidos pelas chaminés de várias  fábricas. Os grandes produtores de petróleo no mundo, estão a comprar a vida e a saúde de muita gente. Os rios e mares que cortam o planeta, estão todos poluídos e contaminados por metais pesados que são jogados em suas águas. Está havendo escassez de água potável, na maioria dos países do mundo, pois estão a destruir os mananciais. Por causa dos desmatamentos criminosos, o clima no mundo está todo descontrolado. Em muitos lugares, onde nunca faltou água, está havendo uma seca avassaladora, formando desertos, onde antes eram planícies férteis. Tudo acontece por falta de amor. A cidade do Rio de Janeiro é chamada de "A cidade mais linda do mundo", mas é também a cidade mais suja do planeta. Por todos os lugares se veem montões de lixo. O mau cheiro é tão grande, que qualquer dia o "Cristo do Corcovado", vai fugir dali. O carioca vai acordar de manhã, e o Cristo não está mais lá.

É a falta de amor que provoca a fome no mundo. Apenas dez por cento da população, pode se dar ao luxo de viver bem. Treze milhões de pessoas no mundo, a maioria crianças, estão a passar fome. Estão a ser criados em algumas regiões, uma raça de "nanicos", que não atingirão trinta anos de vida. Em muitos países encontramos grande desenvolvimento de armas, químicas e biológicas, fabricam bombas de alto poder de destruição. Se preocupam em assustar o mundo, mas não se preocupam em matar a fome das pessoas.

Os meios de comunicação social, mostram o que está errado no mundo, mas a falta de amor é que provoca tudo isto. Está em grande incidência, o adultério e o amor livre. Com isso, encontramos famílias mal constituídas, que desmoronam por qualquer motivo. Está patente no mundo, a falência do Matrimônio. Em todos os países onde aconteceram revoluções e grandes desgraças, tudo começou pela destruição dos laços familiares. A humanidade perdeu o conceito dos valores humanos e morais. Nunca o sexo foi tão liberado e desvalorizado como é hoje. Encontramos muitos candidatos a traficantes e cada vez maior incidência de Doenças Sexualmente Transmissíveis. Tudo acontece por falta de amor.

                                                                          

Deus abençoe a todos

                                                                        

Agostinho Gomes Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:28

LEVANTA ZÉ‏

por Francisco Gomes, Sábado, 07.02.15

Querida, a partir de hoje, não atendo mais o telefone, quando estiver em casa. Se alguém telefonar para mim, diga que não estou, ainda não cheguei, que saí, sei lá, arranje uma desculpa qualquer. E se for assunto importante? Não quero saber, tenho minha vida, meus negócios, minhas preocupações. Mas em casa, quero sossego, não estou para ninguém. Quem tiver necessidade de falar comigo, deixe o recado, ou então ligue para o escritório amanhã.

Pai, o telefone está a tocar! Atenda meu filho, se for para mim, minta, diga que não estou. Mas mentir? Isso mesmo, ou você nunca fez isso? Era meia noite, o telefone iniciou o seu toque estridente. Ninguém atenda! O telefone encheu, perturbou. A mulher dizia: Levanta Zé, atende o telefone! Eu não vou atender e ninguém vai atender. É preciso parar com isso, eu já atendo tanta gente de dia, mas de noite não atendo ninguém, quero tranquilidade. Se alguém tiver necessidade de falar comigo, ligue amanhã para o escritório. Por fim, o telefone parou de tocar e todos puderam dormir o sono dos justos.

Na manhã seguinte, como de costume, Zé pegou o seu carro e foi para a sua empresa. Caprichos do destino, parou no primeiro cruzamento, pois o semáforo estava fechado. Era bem ao lado de uma Banca de Jornais. Zé leu a manchete estarrecedora: suicídio na alta sociedade. A foto era de seu grande amigo. O semáforo abriu, ele contornou, comprou o jornal, certificou-se da notícia e voltou para casa. Falou com sua esposa e ambos partiram para a casa do amigo. Entrou tremendo, o peso da dor pairava por todos os lados. Abraçou a viúva e perguntou como fora acontecer aquilo? A resposta veio como uma bomba. "Ele estava mal de situação, não falava para ninguém, mas sua empresa estava às portas da falência. Ultimamente, vivíamos de aparência, ele era muito orgulhoso, não contava seu drama para ninguém. A noite passada, ele estava muito deprimido. Deitou-se mas não conseguiu dormir, ele tinha necessidade de desabafar com alguém. Telefonou para um grande amigo, não queria dinheiro, queria ao menos alguém que ouvisse seu drama, alguém que pudesse lhe dar uma orientação. Mas o amigo não estava em casa, não atendeu o telefone. Ele estava muito desesperado, pegou a arma, encostou o cano no ouvido e disparou."

O Zé escutou tudo em silêncio, não tinha palavras para pronunciar.  se não fosse o seu egoísmo, ele poderia ter salvado a vida do amigo. As palavras de sua mulher, martelavam a sua cabeça: Levanta Zé, olha que pode ser algo importante. Zé se arrependeu, mas agora era tarde demais. O seu comodismo o levou para uma triste situação.

Levanta Zé!

                                                                    

Deus abençoe a todos

                                                                

Agostinho  Gomes  Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:23

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds