Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Socialistas de Língua afiada

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 11.02.15

As socialistas de língua afiada, Ana Gomes e Isabel Moreira, andam a trocar acusações nas redes sociais, onde manifestamente estão em guerra aberta. É sobre o assunto “in-resolvido” dos submarinos.

A eurodeputada chama mentirosa a Isabel Moreira. A parlamentar responde que Ana Gomes está «a atirar lama» ao seu redor.

Se isto continua, ainda vamos ver “chover muita lama”. E ou as duas se calam, ou só se salvam de submarino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:00

RICO PRESIDENTE , POBRE PAÍS

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 11.02.15

O salário dos reis de Espanha sai de um fundo do Orçamento espanhol destinado aos gastos da Casa Real. Tem o valor de 7.775 milhões de euros ano.

Pois bem, sabem qual é o orçamento da presidência da república portuguesa?

14.683.464 milhões de euros!!!

Praticamente o dobro, senhores … o dobro!

É para isto que serve Cavaco?

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:16

O BOM PASTOR

por Francisco Gomes, Quarta-feira, 11.02.15

O Bom Pastor conhece as suas ovelhas e elas também o conhecem e seguem a sua voz. Eu sempre me considerei um  bom pastor. Houve um tempo, já faz longos anos, mas não consigo esquecer, quando ia tomar conta do rebanho da minha aldeia, na Serra da Padrela. Eu sabia o nome de cada ovelha, chamava-a pelo nome e ela me atendia. Eu as reunia no Portelo, subia com elas para a serra, onde durante todo o dia a gente convivia. Eu as vigiava e defendia dos ataques dos lobos vorazes, que uma vez por outra, visitavam o rebanho.

Existe um quadro em muitos lugares, simbolizando o Cristo Bom Pastor. Ele segura no colo um cordeirinho que acabara de nascer. A ovelha mãe fica a olhar, todo o tempo, para o seu filho. Este quadro me emociona, pois retrata as cenas que eu vivia muitas vezes. As ovelhas, ás vezes, tinham o filho em plena serra. Eu o carregava no colo, a ovelha Mãe, vinha sempre atrás de mim e ficava a olhar para seu filho nos meus braços. Uma vez por outra, eu o colocava no chão, ele mamava e recebia os carinhos da mãe.

Ao chegar à noite, eu o levava a casa do dono da ovelha, que sempre o recebia com alegria. Eu também ficava muito feliz pelo meu dever cumprido. Eu me considerava um pastor consciente das minhas responsabilidades. Acompanhava as minhas ovelhas para onde elas fosse, quando se desgarravam, eu as  chamava pelo nome e  elas voltavam. O pastor precisa ficar sempre vigilante e num ponto onde possa ver todo o rebanho.

Aquela cena do Cristo Bom Pastor, é a comparação de como ele conhece a cada um de nós e nos momentos difíceis, nos carrega no colo. Cristo Bom Pastor, conhece tudo de nós, ovelhas do seu rebanho. Nenhum professor conhece a vida íntima de seus alunos, mas Cristo conhece a cada um de nós, sabe o nosso nome, onde moramos, sabe de nossas preocupações e nos ajuda a resolvê-las.

Um Pastor de verdade, ama as suas ovelhas e dá a vida por elas se for preciso. O mercenário, não se preocupa com o rebanho, ao primeiro sinal de perigo, foge, deixando o rebanho entregue à própria sorte. Existem por esse mundo afora, muitas ovelhas perdidas, pois maus pastores em dia de sombra, não cuidaram e o rebanho se perdeu. Muitas ovelhas podem ficar feridas, para essas, não podemos medir nosso suor, se for necessário, a gente as carrega de uma lado para o outro, mas nunca as abandonamos. Temos obrigação de procurar as ovelhas perdidas e encaminhá-las para o aprisco.

                                                                    

Deus abençoe a todos

                                                                

Agostinho  Gomes  Ribeiro 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 11:13

FOI A MIM QUE O FIZESTES‏

por Francisco Gomes, Quarta-feira, 11.02.15

Amanhã, 11 de fevereiro, festeja-se Nossa Senhora de Lourdes, é também o dia mundial do enfermo. É um momento de refletir sobre o sofrimento humano, um mistério que faz parte da vida, seja na realidade física, como as doenças e as dores, seja  na esfera psico moral. Existe muito sofrimento. O desprezo, o abandono, a rejeição, o peso de consciência, o remorso, a perseguição, a solidão, a perda de um ante querido, a ingratidão, a deceção, a traição e etc. A realidade humana nos mostra que neste mundo, vivemos assustados com a quantidade e o tamanho dos sofrimentos. Muitas pessoas já perderam a fé em Deus e a confiança nelas mesmas.

Muitas criaturas, principalmente jovens, se tornaram prisioneiros das drogas, do amor livre, da bebida, do consumismo exagerado, das falsidades. Perderam o conceito da beleza física, da fraternidade, da partilha e da alegria de servir. No mundo é praticamente impossível se viver sem  a experiência do sofrimento e da dor.

A Igreja Católica fez sua opção pelos pobres,  pelos sofredores e necessitados. Somos instruídos a não ficarmos parados e nem alheios ao sofrimento e à dor. Não devemos nos limitar apenas a rezar e a implorar pelas curas. Temos que partir ao encontro daqueles que sofrem, sem fraquejar diante do tamanho do sofrimento. Precisamos vigiar que o atendimento hospitalar seja condigno com os sentimentos humanitários. Não podemos ficar à espera que nos procurem, temos que partir ao encontro daqueles que sofrem. Existem nas diversas Igrejas, as Pastorais da Saúde, pessoas abnegadas que visitam hospitais e Postos de Saúde, muitas vezes levam os remédios necessários para o doente, pois nem sempre o governo os fornece.

Existem muitas pessoas, que por orgulho ou vaidade, não  revelam o sofrimento. Uma família inteira de Japoneses, no estado de São Paulo, morreram de fome, com vergonha de recorrer aos vizinhos. Se nós nos arvoramos discípulos do Mestre, temos que imitá-lo, ir ao encontro de quem precisa. O Cristão deve ser o Bom Samaritano, ter compaixão dos que sofrem e não passar ao largo sem prestar o socorro necessário. Ao longo da história, sempre houveram pessoas que renunciaram ao seu conforto, em proveito dos que sofrem. Madre Teresa de Calcutá, num leprosário em Belém do Pará, quando ela limpava as feridas de um doente, um jornalista olhou e disse: Eu não faria isso por dinheiro nenhum! Ao que ela respondeu: Nem eu!

No peso dos meus 82 anos, ainda trabalho dois dias por semana, atendendo na farmácia da Igreja. Saio por Clinicas Médicas e Consultórios à procura de remédios para socorrer aqueles que precisam. Existem remédios muito caros, que as pessoas não conseguem comprar. Ainda hoje arranjei uma caixa de remédio para um senhor,  ficou tão agradecido, que ajoelhou e beijou a minha mão. Soam muitas vezes aos meus ouvidos, as palavras de Jesus Cristo, quando diz: Todas as vezes que fizerdes alguma coisa por um necessitado, em meu nome, FOI A MIM QUE O FIZESTES.

                                                                       

Deus abençoe a todos

                                                                   

Agostinho  Gomes   Ribeiro

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 11:11

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds