Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Tabopan aguiarense, um "Ninho" de quantas Empresas?

por cunha ribeiro, Domingo, 15.02.15

 

Como gosto que haja progresso no meu concelho natal, sempre que o novo jornal aguiarense, "Notícias de Aguiar", publica na internet exemplos desse progresso eu partilho com entusiasmo para que outros aguiarenses, sobretudo os que estão fora da terra,  se possam regalar como eu com o sucesso económico e/ou social das terras onde nasceram.

Deparei há dias com uma boa notícia a qual envolvia as instalações da antiga fábrica da "Tabopan". Segundo a notícia, naquele famoso local do concelho estariam,   “doze empresas” a laborar.

Doze empresas é como se sabe uma dúzia de registos de firmas na conservatória, com denominação própria, a qual deve ainda ser inconfundível com outras.

Fiado na veracidade de cada notícia que vai saindo no "Notícias de Aguiar", jornal que tenho lido com atenção desde que deu à estampa o primeiro número, vou-as divulgando sempre que posso, na minha página do facebook. E, claro, divulguei também esta.

Porém, sempre atento as estas e outras publicações, que tratam assuntos do nosso concelho, o meu amigo Domingos Alves, ex-diretor da Escola Secundária de Vila Pouca de Aguiar, logo veio a terreiro contradizer a notícia.

E o que é que disse Domingos Alves?  Que " apenas conhece três empresas instaladas na Tabopan”. interrogando,depois, com contundente ironia: “As outras são virtuais? Ou é para justificar os 400.000 euros que a Câmara, liderada por Domingos Dias desperdiçou neste elefante branco?”.

Perante tal reacção, recuei na minha euforia inicial.

Entretanto, e logo a seguir ao nosso diálogo, entrou um daqueles “bitaites” à José Eduardo Quinteiro, enviado por ele próprio, catalogando o autor destas linhas de "crédulo", por "ainda acreditar em milagres". Digamos que o Presidente dos Bombeiros de Vila Pouca de Aguiar não tentou apagar o "incêndio", fê-lo alastrar ainda mais. Pena a forma irrefletida como o fez.

Se Domingo Alves tiver razão, vou deplorar o que li na notícia. A "mentira política" está na ordem do dia pelas piores das razões. A crer no que se vai dizendo e escrevendo, ficamos até com a ideia que a "essa mentira" que antes se não valorizava, por ser "banal e natural" na classe política,  começa a preocupar as pessoas, e também a justiça.  Justiça que finalmente anda a  investigar a "mentira", com o intuito, alegadamente firme, de "a" encostar às masmorras.

  O jovem jornal, “notícias de Aguiar” poderá não ser cúmplice nesta matéria. Basta que tenha publicado a notícia com o Conteúdo que outros lhe tenham querido dar. 

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:25

AINDA HAVERÁ AMOR?

por Francisco Gomes, Domingo, 15.02.15

Se todas as pessoas se amassem, umas às outras com verdadeiro Amor, não haveria melhor lugar para se viver, do que o Planeta Terra. Mas só haverá Paz e Amor no grande mundo, se houver primeiro nos pequenos mundos que são as famílias.

Há dias participei de uma reunião, de pessoas preocupadas com as situações que estamos a viver, roubos, corrupção, tráfico de drogas, assassinatos, estupros, injustiças, péssimos atendimentos nas redes de saúde pública, divergências nas famílias, a total falta de vergonha que o mundo está a viver. Decidimos criar uma associação, para lutar contra estas situações. O lema desta associação, seria: Justiça, Amor e Paz.

Saindo dessa reunião, ao chegar na minha casa, tive uma discussão violenta com meus familiares, envolvendo ainda outros que não estavam presentes. Vim a saber depois, que a maioria das pessoas que haviam participado da reunião, sustentam uma verdadeira guerra contra seus familiares. Marcamos uma segunda reunião, tanto eu como todos os outros participantes, percebemos a incoerência dos nossos atos. Decidimos então, acabar com isso. Concluímos que, para se acabar com as guerras sem sentido e com todas as situações que colocam a vida em perigo, é preciso haver harmonia nas famílias, para que haja Paz no mundo. É preciso, o quanto antes, semear estes ensinamentos em nossas famílias. Para que um corpo inteiro tenha saúde, é preciso que cada célula que compões esse corpo, seja saudável. Primeiro, devemos querer o bem das pessoas que moram debaixo do mesmo teto, depois passar para os vizinhos e daí para toda a sociedade. Amando o nosso próximo, principalmente aqueles mais próximos, podemos mostrar que somos discípulos do grande Mestre Jesus.

Uma família em harmonia, é um País em ordem, é o mundo em Paz. Todas as guerras que já existiram, aquelas que ainda existem, tiveram suas origens com a destruição dos laços familiares. Os grandes "Ditadores", que semeiam prepotência no mundo, foram maus filhos, péssimos alunos, operários ruins, Pais sem qualquer gesto de amor e por fim, destruíram suas famílias. Muitos, foram verdadeiros terrores para o mundo. A humanidade está carente de Deus e de Amor, muitos mandatários não se entendem e cada um procura tirar proveito da fraqueza do outro. Por isso, existem conflitos em muitos lugares, muitos inocentes pagam com a vida

incoerência destes maus governos. Muitas pessoas pensam que valem muito dinheiro, tão somente porque o possuem. Mas o dinheiro não consegue comprar um minuto sequer da nossa vida. Para se morrer, só é preciso estar vivo. Ainda ontem, assisti ao enterro de um amigo, que tinha apenas 30 anos e morreu de infarto fulminante. Se a humanidade parasse para pensar um pouquinho, não haveria tanta maldade neste nosso mundo.

                                                          

Deus abençoe a todos

                                                      

Agostinho  Gomes  Ribeiro

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:54

LIÇÕES DO BAMBU (CANA)‏

por Francisco Gomes, Domingo, 15.02.15

Passeava pelo Campo, após um grande temporal, vi uma árvore enorme que havia sido arrancada pela força do vento. Fiquei impressionado: que força descumunal tem a natureza a ponto de arrancar uma árvore, talvez centenária, com raízes tão profundas. Seguindo, chamou a minha atenção um enorme bambuzal, pois apesar de ser uma árvore franzina, resistiu á força dos ventos, nem uma sequer, sofreu qualquer avaria. Olhando atentamente aquele amontoado de bambus (canas muito altas), cheguei à conclusão de quantas lições para a nossa vida, essa árvore podia transmitir.

O bambu é humilde, por isso consegue resistir a enormes temporais. Ele se curva diante das dificuldades. Se nós também nos curvamos diante de Deus e do seu grande amor por nós, também podemos resistir, imunes, aos rigorosos temporais da vida.

O bambu cria raízes muito profundas e muito entrelaçadas umas nas outras, que é muito difícil arrancar. Nós também devemos aprofundar a cada dia, as nossas raízes, na fé e na oração. Entrelaçar as nossas raízes com Deus, por meio da oração cotidiana.

O  bambu vive em grupos tão coesos, que vistos ao longe, parece uma única árvore. O bambu, reconhecendo sua fragilidade, uniu-se aos irmãos, vivem em comunidades (bambuzal). Nós também deveríamos viver unidos uns aos outros, pois a união gera a força. Todos por um e um por todos, deveria ser o nosso lema de vida. "Olha como eles se amam", assim exclamavam os romanos quando viam os cristãos reunidos. "Que sejamos Um, é sempre bom demais."

Um bambu não tem galhos, pois assim o grupo fica mais coeso e mais juntos uns dos outros. Os galhos nos afastam ao invés de nos unir. Não devemos criar dificuldades, (galhos) no meio de nós. Quanto mais livres, mais perto estamos de Deus.

O bambu é cheio de nós, isto lhe fornece maior resistência. Nossa vida também deve ter muitos nós. Os nós da fé, da esperança, da caridade, os nós da resistência diante dos problemas. Não podemos transformar nossas vidas em "Nó cego."

O bambu é oco, é vazio de si mesmo. Nós também devemos nos esvaziar, do orgulho, da vaidade, do tempo que produz a desunião. "Quem é cheio de tudo, é vazio de amor."

O bambu tem como meta crescer sempre para o alto, quanto mais alto, mais perto está de Deus. Nós também devemos ter como meta, "buscar as coisas do alto", as coisas de Deus, quanto mais unidos estivermos, mais unidos estaremos a Deus.

A natureza é uma verdadeira mestra, ela nos ensina como devemos agir, nos mostra o caminho que melhor nos conduz a Deus. Amar a natureza é amar a Deus. É amando as coisas criadas, que amamos o criador. No entanto, a natureza é muito severa, pois ela  nunca perdoa as agressões sofridas. A cada agressão, há uma reação.

Deus perdoa sempre, os homens perdoam às vezes, porém a natureza não perdoa nunca. O mundo já está a sofrer as agressões que tem cometido.

                                                              

Deus abençoe a todos

                                                          

Agostinho  Gomes  Ribeiro    

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:51

Relembrar o "Repentina"

por cunha ribeiro, Domingo, 15.02.15

NO ALTAR DO CABRITO ASSADO

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 25.11.09
 

 

O “REPENTINA”
 
COMO CHEGAR A ESTE PRODÍGIO GASTRONÓMICO JUNTO DO BERÇO DE MIGUEL TORGA
[P7210029.JPG]
 
 
 
O REPENTINA é, hoje em dia, um Santuário gastronómico único em Portugal: E o cabrito , o arroz  e as batatas assados no forno são ali um autêntico banquete dos deuses.
 
Quem não sabe ainda que na simples e romântica Poiares da Régua se come o mais delicioso e original cabrito assado de Portugal ?
Você que conhece o Camelo da Apúlia ou o LeirienseTromba Rija, pensa que já não há mais e melhor?
 Desengane-se e siga este destino reservado aos que gostam de desvendar os segredos da natureza, nos sítios onde ela é mais modesta, mais humana, mais rica e mais profunda.
Pois foi esse tesouro escondido que, num belo dia de sol, tive a felicidade, e até o orgulho, de descobrir.
Depois de provar este repasto de sonho, a fumegar secretos incensos numa dança dionisíaca com um tinto caseiro de paladar anónimo, mas digno e universal, nado e criado nos terraços xistosos do Douro, você  será mais um fiel peregrino, a sentir o irresistível apelo de revisitar o Santuário gastronómico “ REPENTINA” que se ergueu, na sua humilde majestade, mesmo junto da terra onde esse exímio e universal contador de histórias nasceu.
 Então venha daí, você que é de Viana, Porto, Braga ou Chaves. Tire o carro da garagem, neste domingo de sol, e chegue, num instante,  a Vila Pouca de Aguiar, onde, já se insinuam, no ar límpido da serra, saborosas inalações a cabrito.
Aí chegado, afeiçoe a sua marcha a toda a beleza das serras, dos montes e dos vales e aproveite os inesperados miradouros da estrada, para, das alturas, se regalar, olhando, em atordoado êxtase, a envolvente e vigorosa montanha que deslumbra e desperta o mais sonolento viajante.
O enorme viaduto que. à beira de Vila Pouca, o transporta, num pulo, desde a Serra do Alvão até à da Padrela, oferece-lhe o privilégio único de uma vista fantástica e arrebatadora sobre o majestoso vale de Aguiar,
IMG_0540.jpg image by rpc08 
que você pode ir desfrutando enquanto não atinge os píncaros da serra, onde, em dias de Inverno, o vento sopra e os lobos uivam.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Mais à frente, a linda princesa do Corgo ( essa Cidade com nome de Vila - Real), é agora o seu destino.
E  com a real cidade à vista, 
 
 vilareal.jpg image by jani1
 abandone a Auto-estrada, à segunda possibilidade. Vire agora para a estrada que o leva à Régua – por - Poiares, e percorra, enquanto regala a vista, à esquerda e à direita, as sinuosas curvas que o levarão a Poiares, enquanto vai percebendo, pelas paredes de xisto e pelos vinhedos rasteiros e regulares, que o Douro por ali deve estar  no seu leito fundo e  milenar.
Aí está você mesmo à entrada de Poiares. E já à direita, eis o restaurante Repentina, tão estranhamente simples e tão simplesmente estranho na sua humilde beleza. E as inalações que andam no ar são já o prenúncio do tenro e gostoso cabrito que acaba de sair do forno. Entre, que  a Senhora “ Repentina” quer dar - lhe as boas vindas com sorriso amigo e familiar, como se recebesse primos ou primas, no conforto da sua casa.  Mas antes, não esqueça de sentir o enleio da atmosfera limpa e silenciosa, amplamente arborizada, onde só ouve, de quando em vez, o surdo ondular do melro ou o doce chilrear do pardal. Deixe aí mesmo o seu carro a descansar, à sombra fresca do ramalhal.
 Lá dentro, na grande sala rectangular, sente-se bem junto a uma das janelas da luminosa marquise . Assim poderá juntar a uma delícia – a do saboroso cabrito – outra delícia ainda maior: a visão soberba do soberbo verde do Marão que lhe entra pela janela como se reclamasse a alma daquele (cabrito) que as suas ervas criaram nas fraldas relvadas dos seus ermos.
Mas você que vive em Lisboa, Leiria , Coimbra ou Viseu, não fique desiludido. O deleitoso repasto do Repentina está também ao seu alcance.
O caminho?
 É simples:
 A1 até Coimbra. Um salto de Coimbra até Viseu, enquanto espreita o Mondego e se inebria no aroma dionisíaco das encostas do Dão. Ladeando Castro de Aire, atravesse o planalto castrense que o leva até Lamego. Desça vertiginosamente do planalto até à Régua, e olhe o Douro, tão barrento , tão largo, tão cheio de cruzeiros romanescos! Está já nos socalcos do Peso da Régua. Não saia da auto-estrada, deixe-se guindar por ela ao cerro coberto de vinhas . Saia em Vila Real , na 1ª saída. O resto já você conhece.
Por isso, instantes depois, estacionou o seu carro à sombra fresca do ramalhal; por isso, escolheu ficar ali no cantinho do miradouro, de onde se vê o Marão. E, enquanto espera o inefável cabrito, vai venerando a imponente paisagem duriense, vista desde a confortável mesa de um restaurante, cujo nome jamais olvidará, por REPENTINAMENTE lhe vir à memória “o espantoso e único paladar daquele cabrito”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:51

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds