Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Mais Três paradenses para o Convívio de 9 de agosto

por cunha ribeiro, Terça-feira, 30.06.15

53. Isaura Moura,

54. Tara Moura,e

55. Solena Moura

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:23

Amigos dos fortes, Inimigos dos fracos

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 29.06.15

Vemos a Grécia sozinha a lutar contra toda a Europa e ficamos de braços cruzados.  Pior, de pensamento tolhido. Se fôssemos mais amigos dos fracos batíamo-nos ao lado dos gregos defendendo as suas razões. Mas não, somos quase sempre aliados dos fortes, por serem fortes e nos dar jeito.

Covardes, é o que somos. Se percebêssemos melhor o que é ser forte ou fraco, e não medíssemos tudo pelo valor monetário, concluiríamos que a Grécia é afinal mais forte que todos os que se agarraram à saia alemã. Agarram-se por ela ter daquilo com que se compram os melões, não é por mais nada.

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:49

Dívida Pública, Lucro Privado

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 29.06.15

Marco António Costa está a ser escrutinado  pela imprensa por alegadamente se ter "encharcado" na dívida autárquica de Vila Nova de Gaia, registada no tempo do faraónico L.F. Meneses.

E eu pergunto: Quantos Marcos António não há por esse país além? Há tanta autarquia endividada por esse país. E ministérios, quantos não se chafurdaram na lama da dívida? E empresas públicas e semipúblicas? E empresas privadas? Sim, insisto, empresas, ou sociedades,  privadas...como os clubes de futebol, as PPP, etc

Onde há dívida pública há lucro privado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:14

Fábricas de Canudos

por cunha ribeiro, Sábado, 27.06.15

 

 Apesar de nos parecerem fábricas de canudos fáceis, universidades como a Lusófona, nem por isso se vêem valorizadas na prática as licenciaturas obtidas em universidades prestigiadas como a Católica.

Por que será?

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:05

Em boa companhia

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 26.06.15

 

IMG_20150624_145400.jpg

 



Sent from my Wiko JIMMY

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:44

Pausa Merecida

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 26.06.15

IMG_20150624_151115.jpg

 



Sent from my Wiko JIMMY

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:44

A Força do Povo

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 26.06.15

Continuo a acreditar nas boas intenções do Governo de Atenas. Porém, tenho dúvidas quanto à quantidade e qualidade dos apoios do povo grego. Não há nada mais fluido e imprevisível que o Povo em certas ocasiões.

Assim, se o povo da Grécia vacilar perante o colete de forças da Troika, não manifestando um apopio inequívoco ao seu governo, este irá ceder, e a grande oportunidade de mudar a Europa perde-se de um dia para o outro.

 

CR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:44

Isenção de IMI automática para certos rendimentos

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 26.06.15

Ver este LInk: http://maioresde30anos.blogs.sapo.pt/17424.html: Blog pessoal sobre Direito com o nome o "Torto e o Direito".

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 11:57

Mais uma inscrição para 9 de Agosto - a 52ª

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 25.06.15

52. Angelina Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:37

Restaurando Memórias - Parada de Aguiar depois de sessenta

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 25.06.15

 

Na década de sessenta, eles eram ricos e poderosos. Os mais ricos e poderosos de Parada de Aguiar. Os poucos sinais de modernidade - carro, televisão, rádio – habitavam já aquela casa, que concentrava na sua posse a maior superfície de terra produtiva (e não produtiva) da aldeia.

Nas rua central, apenas se ouviam os ruídos de três automóveis : a “furgoneta” do Sr. Agostinho Campos; o velho “taunus” do Sr. Tavares (marido da Dona Alcina, a professora primária) e, claro está, o(s) carro(s) dessa família.

Televisões, que me lembre, pouquíssimas: a deles, a da Loja do Sr. Alfredo, e poucas mais. Em duas ocasiões do ano: no 13 de Maio, com as cerimónias de Fátima, e no dia do festival da Eurovisão, a casa desse abastado e simpático casal abria as portas ao povo. A sala, ampla, quadrada, muito bem mobilada, ficava à pinha, e havia muitas crianças alegremente sentadas junto do televisor. Quanto aos aparelhos de rádio, seriam seguramente alguns mais, e ainda me está na memória aquele gigantesco rádio todo em madeira, em cima de um pequeno móvel, na sala de visitas dessa família - os Chaves.

A maioria das casas tinha envelhecido. Os telhados estavam repletos de pequenas pedras, para que as telhas não voassem em dias de ventania. A casa do Sr Manuel Chaves e Dona Manuela, não. Toda em granito, antiga mas sólida, e cheia de aposentos, estendia-se no exterior, até à Fonte do Neto, por um quintal imponente.

No cimo do povo, havia uma capela minúscula, onde a dona Glória rezava o terço no mês de Maio. Tinha um adro coberto, à entrada, a separá-la do tanque.

Os atuais largos da “Cruz Carreira”, e “da Capela” foram conquistas de finais de sessenta e princípios de setenta. Não tinham as dimensões que hoje têm. No primeiro, havia uma casa em ruínas. No segundo, havia uma horta com quelhas à volta, cobertas por uma ramada.

Veio o 25 de Abril e com ele a grande explosão construtiva. Alguns paradenses que emigraram começaram a levantar as suas casas no bairro da Cruz. Parada mudava a sua fisionomia urbanística para o lado do Rio Corgo.

Também por essa altura, surgiu na aldeia uma comissão decidida a reconstruir a minúscula Capela de Stº António. No lugar da que então existia, surgiu a atual, três a quatro vezes maior.

E é ainda por esta altura que o difícil caminho para o Viveiro é transformado em estradão.

De então para cá, Parada foi aumentando e melhorando o seu núcleo habitacional. Várias e belas casas se foram edificando. Mas quanto a obras de interesse comum, apesar de haver mais dinheiro, muito pouco foi feito, para além da renovação de caminhos de acesso a terrenos e bouças.

Destaco apenas o saneamento, o melhoramento da estrada até à Cruz, e a nova rua Dr Abílio Ribeiro, ainda à espera de ligação útil e prática ao núcleo urbano da aldeia.

 

.Francisco Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:36

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds



Pág. 1/11