Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Outubro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


António Cândido, Olhar de Fora

por cunha ribeiro, Domingo, 16.10.11

 

JOÃO JARDIM E A MADEIRA

 

Na generalidade muito se falou sobre a Madeira nestes últimos dois meses.

Concretamente, o alvo de todas as críticas tem sido Alberto João Jardim e o executivo por si liderado.

As vozes subiram de tom durante a campanha eleitoral, e não escapou ninguém para se dizer mal.

Jardim é, como alguns o acusam um homem sem vergonha, tem dirigido um governo de corruptos, e a maioria dos Madeirenses nada fazem, sabendo só esmifrar o Continente.

No meu entender, esta ideia depreciativa sobre Jardim e o seu Governo e os Madeirenses, não faz muito sentido nos tempos que correm.

Como é do conhecimento de todos nós, Portugal está falido ou quase, e que se saiba não foi Jardim que o andou a Governar.

Diariamente através da comunicação social e outros meios de informação, chegam até nós as mais estranhas notícias sobre as contas do estado, e débil situação do país.

Podem-se contar pelos dedos quais são as empresas intervencionadas pelo estado, que tenham uma situação estável ou desafogada em termos financeiros.

Que eu saiba, e todos sabemos 95 por cento estão endividadas até ao tutano ou quase falidas.

Começando pelas empresas de transportes é uma desgraça franciscana, todas têm um passivo de muitos mil milhões de divida acumulada sem ponta por onde se pegue.

Dizem alguns que é normal a TAP, a CARRIS, o METRO de LISBOA e PORTO, a TRANSTEJO a C.P. e outras mais dar esse prejuízo, porque estão ao serviço das populações das grandes áreas Urbanas.

Desculpa de mau pagador, elas acumularam prejuízos sem precedentes porque foram e são mal geridas, por ter dado benefícios a torto e a direito sem condições  de o poder fazer.

Haverá alguém com o juízo no lugar que vá fundar uma empresa seja daquilo que for para ter prejuízo? Só se for alguém que não tenha os 5 litros bem medidos.

Por isso também estas que acabei de mencionar nunca por nunca deveriam estar na situação caótica que estão.

Depois temos alguns Ministérios, que ao longo dos anos têm tido orçamentos descomunais gastando dinheiro a rodos em investimentos pouco claros, e apresentado obra pouco visível.

Para completar o ramalhete proliferam por aí Fundações que ninguém sabe ao certo para que servem, sendo algumas um sorvedouro de dinheiro dos impostos do Zé pagante.

Para justificar a existência de tais fundações, publica-se um livro de um intelectual qualquer que ninguém conhece, bate-se umas palmas porque alguém fala sobre cultura, e pronto, o Abreu da cá o meu.

Muito recentemente rebentou na praça pública o escândalo BPN, tendo o Estado que suportar toda aquela pouca vergonha de muitos milhares de milhões de euros, mas logo se tentou passar uma esponja naquele descalabro, porque havia que encobrir e abafar quanto possível o dito escândalo.

No dia que estou a escrever este texto, foi apresentado na Assembleia da república o orçamento de Estado e as grandes opções do plano para o ano de 2012, já ontem o Primeiro-Ministro Passos Coelho informou os Portugueses da dureza de tais medidas.

Pergunta-se como é, ou foi possível, batermos no fundo, grande parte desta dose de cavalo, é imposta pela Troika pelo empréstimo dos 78 mil milhões de euros que se pediu emprestado, sendo agora os funcionários públicos os maus da fita.

As notícias sobre a austeridade multiplicam-se cada vez mais, se não estamos já de joelhos, não deve faltar muito.

Comecei no inicio do texto, a falar da Madeira e de João Jardim e os Madeirenses, desviando me um pouco para as áreas económicas do conhecimento de todos nós.

Querendo afinal dizer o Que? Muito simples, a Madeira tem tido um Governante Sério, competente, e um homem que ama a ilha e o seu Povo.

Quando Jardim chegou ao poder, grande parte dos Madeirenses viviam nos montes metidos em buracos, ao longo dos anos conseguiu inverter esta situação, dando aos Madeirenses uma vida estável e organizada.

Continuamos a ter um pensamento mesquinho e sem objectivos, nos tempos de hoje os organizados e trabalhadores que criam riqueza, os gloriosos, e todos aqueles que contribuem para o bem-estar da nação -- são vistos como seres de pouco valor, e até inimigos da Pátria.

Os ladrões, os vadios, e todos aqueles que se servem da Politica para roubar e viver à grande, são todos vistos como gente de bem.

Foi preciso vir cá a Troika descobrir o buraco da Madeira, para logo toda gente zurzir da Madeira e João Jardim.

Pergunta-se, o que andaram a fazer tantos Primeiros-Ministros, e Presidentes da Republica em todo este tempo? NADA!

Estiveram-se simplesmente borrifando para a Madeira e todo o dinheiro para enviado, agora em situações de muito aperto, da muito jeito arranjar um bode expiatório para os buracos de cá.

No dia 9 de Outubro houve eleições na Madeira, é curioso que alguns partidos que mais mal disseram, foram todos aqueles que mais votos perderam, por isso, dizem mal sem grande razão não é compensatória.

Jardim è de facto um grande resistente, apesar de tanta pancada ainda reina com maioria absoluta. Por ele os sinos dobram.

Sou daqueles que já visitei a Madeira e gostei muito, vi obra feita, e organização, e acima de tudo muito respeito pelas pessoas do continente.

Portanto também nos aqui, devemos bem no fundo pensar diferente.

 

                                                       António Cândido  --- Lisboa  

  

 

    

  

       

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:15

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net

1 comentário

De cunha ribeiro a 16.10.2011 às 15:27

 António Cândido,


   Excelente texto! 
   Deixa-me aplaudir a tua coragem em remar contra amaré dos que malham em Alberto João Jardim.
    É óbvio que tudo o que dizes está correcto: a melhoria das condições de vida dos madeirenses; os gastos, embora excessivos, foram autorizados pelos sucessivos governos centrais ( ou pelo menos ignorados);  aqui no nosso rectângulo houve dezenas de Jardins, para muito pior; etc.
   Apesar disso, Jardim também  aproveitou o ragabofe despesiasta, e deve sempre ser-lhe lembrado isso. E reprová-lo. 
   Mas, embora concorde contigo pelo que disseste, faltou-te referir  a parte menos boa de Alberto João. Para mim, Jardim é PECADOR, mas tem salvação; Há muitos políticos em Portugal que também são pecadores, mas pecaram tanto que não têm qualquer salvação. 
 Para Jardim, o Purgatório; para Sócrates e todos os outros que ajudaram a esburacar o país - o Inferno.

Comentar post



Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg