Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Outubro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Agostinho Rodrigues, Opinião

por cunha ribeiro, Domingo, 16.10.11

“ O ORÇAMENTO DO ESTADO E A DESUMANIZAÇÃO POR PARTE DE TODOS OS POLÍTICOS QUE APÓS O VINTE CINCO DE ABRIL DE 1974, GOVERNARAM PORTUGAL E OS DESTINOS DO POVO PORTUGUÊS “.

Se os Portugueses bem se lembram - desde o Dr. MÁRIO SOARES e os seus correligionários, o Sr. Professor ANÍBAL CAVACO SILVA e os seus mais fiéis seguidores, o Sr. Eng.º. ANTÓNIO GUTERRES e a sua equipe, o Sr. Dr. JOSÉ BARROSO e o seu quarteto, e o Sr. Dr. SANTANA LOPES, com a sua equipe arranjada à pressa para manter o Governo P.S.D. no poder por motivos de o Sr. Dr. Barroso ter abandonado o País numa altura em que a situação de Portugal já não era muito famosa, como ele próprio assim o afirmou quando disse que o País estava de tanga e foi para o bem bom lá em Bruxelas, onde se encontra até à presente data. Tudo isto foram manobras políticas destas pessoas que se diziam pessoas de bem e só quererem o bem para Portugal e os Portugueses.

O Dr. Santana Lopes, ficou com a batata quente nas mãos. Por um lado o P.S.D., andava um pouco à deriva, com forte carga de inveja uns dos outros e grandes ciúmes de camaradas do partido, por não serem eles a ocupar o lugar de 1º. Ministro. Por outro lado, o Dr. Santana Lopes, quando se apercebeu da situação financeira em que o Estado se encontrava, alertou logo que iria tirar certas regalias aos Srs. Banqueiros e a certas Empresas, querendo que estes pagassem os impostos como todos os demais cidadãos deste País. O que foi que aconteceu? Como bem se devem lembrar – caiu-lhe o Carmo – e a trindade em cima. Desde o Sr. Professor Cavaco Silva e sua comitiva obediente e fiel, foi um descascar em cima do homem que nunca mais teve fim.

A oposição, nomeadamente o P.S. – com o auxílio do Sr.Dr. Sampaio, ex-presidente da República Portuguesa, aproveitando o descontentamento e desordem existente no P.S.D., não foi de modos e, vai daí – dissolveu o Parlamento.

Parlamento dissolvido – convocação para eleições com vista à formação de novo Governo. Dessas eleições – deram a maioria absoluta a um tal Sr. Eng. Feito à pressa – chamado Sócrates, que, conforme é do conhecimento de todos os Portugueses, quase nos levou à falência. O Sr. só queria fazer T.G.V. aeroportos e auto-estradas. Este Sr. era obcecado por grandes obras. Mas o capital para a execução das mesmas era zero. O zero, está-se a ver agora quanto caro sai aos Portugueses. Este Sr. – com as suas psicoses autoritárias e com palavras bem pronunciadas, levava muito bem na conversa muito boa gente. Enfim – deles todos, venha o diabo escolha qual deles o melhor.

Depois destas trapalhadas todas – temos agora um Sr. Dr. Passos Coelho, que em eleições disse uma coisa e agora está a fazer outra. Está-se a tornar odioso e ridículo aquilo que está a fazer às famílias Portuguesas. Será que foram os funcionários públicos os causadores da situação que o País está a atravessar! Ou foram todos estes Srs. ilustres políticos que estiveram à frente dos destinos da Nação? Que raio de gente é esta que o Povo elegeu para os governar com esperanças de terem melhor situação de vida para si e todos os seus – ou elegeram uns usurários que nos querem por a pedir como mendigos abandonados à beira de uma valeta de estrada que nem cachorro. Pelos vistos é isso que esta cambada de políticos nos fizeram e querem continuar a fazer coadjuvados com imposições de uns Srs. da dita Troika que, ao que parece – são estes Srs. que mandam nos governos da Europa. Bem! Se assim é – para que termos um governo e uma Assembleia, onde existe tanta gente a ganhar belos vencimentos e ao fim de 12 anos de serviço prestado nesse local – ficarem com pensões chorudas. Deixo aqui a pergunta para os entendidos na matéria.

Mais. Gostaria de saber porque é que o Sr. Primeiro-ministro Dr. Passos Coelho, só se lembrou de surripiar o subsídio de férias e de natal aos funcionários públicos? São só estes que têm valores e deveres patriotas para com o Estado? Onde estão todos aqueles que receberam quantias avultadas para reestruturação das empresas a fundo perdido? Onde estão todos aqueles que receberam subsídios para o desenvolvimento da agricultura e todos aqueles que continuam a receber subsídios sem fazer nenhum - mas que usufruem de boas casas e bons carros? Então estas gentes não são Portugueses e não têm deveres patriotas? E os Srs. Banqueiros e os Srs. grandes empresários? Estes só são patriotas para sacarem as massas do Povo? Ou será que os sucessivos governos só têm estado no poder para se amanhar e darem cobertura a estes Srs. – visto ser o poder económico mais forte que os governos? Por aquilo que nos é dado verificar – parece que assim é.

Já que este governo se afirma como querendo por as contas em dia com cortes bruscos numa classe desfavorecida – porque é que não começa por tirar mais aos ricos e a fazer acertos nos vencimentos salariais das classes políticas, empresariais, gestores públicos e administradores que ganham mais num mês do que certos trabalhadores ganham em tempo de trabalho em toda a sua vida. É isto democracia – ou é exploração do ser humano. Onde está a consciência de V. Ex. Srs. políticos. Este descalabro nas diferenças de vencimentos, começou no tempo em que existiu um Sr. Primeiro-ministro em Portugal, chamado Dr. Soares, com seguimento de outro Primeiro-ministro chamado Cavaco Silva. Foram estes democratas os autores de tamanhas injustiças já mais praticadas em Portugal. Souberam equiparar os seus vencimentos às demais classes políticas europeias – mas esqueceram-se dos demais cidadãos, pessoas de bem que trabalharam neste Portugal, ao contrário de alguns destes Srs. que hoje em dia vivem na grande e, nos maiores dos luxos à custa de todos aqueles que contribuíram com o seu esforço para o desenvolvimento de Portugal.

Pela parte que me toca – se o Estado Português me pagasse a pensão que os colegas da minha categoria auferem em França, Espanha, Bruxelas ou Irlanda para não mencionar outros Países, concerteza que não estaria tão indignado e revoltado como a maioria dos Portugueses o estão. Mas; - como é sabido – os Srs. Tubarões da política e chamada democracia – souberam muito bem-faze-lo – esquecendo-se dos de mais cidadãos - pensando apenas e só apenas no seu próprio bem-estar.

Actualizem os vencimentos dos trabalhadores baseado nas percentagens que estes Srs. levaram nos seus vencimentos e pensões e podem ficar com os subsídios de férias e natal – que os Portugueses não se incomodam nada – agora, desta forma, não posso aceitar a tal medida anunciada que nos vai levar a mais instabilidade e desigualdade social em todos os níveis, arrastando o povo cada vez mais para o abismo de uma pobreza total.

Espero que os homens pensem bem naquilo que estão a fazer.

Termino com um abraço para todos os conterrâneos e amigos deste Blogue.              

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:43

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg