Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Agostinho Rodrigues

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 25.11.11

       

 A VIDA ATRIBULADA DE BERNARDINO DE CARVALHO (CLARA)

 

 O Ti Bernardino de Carvalho, nasceu a 01-12-1915 na aldeia de Seixalinhos – freguesia de Cerva – concelho de Ribeira de Pena – Distrito de Vila Real.

Com dois anos de idade, ficou órfão de mãe. Aos oito anos de idade, saiu de casa e foi servir para a aldeia de Trandeiras, a guardar cabras na casa de um Sr. De nome ANTÓNIO REGO. Que andava descalço com as cabras. Só passado um ano é que seu pai lhe comprou uns socos que, segundo o Ti Bernardino conta, foi o primeiro calçado que teve já com nove anos de idade.

Conta também que um dia perdeu as cabras no monte (Serra). Com medo não foi para casa e que se foi esconder num palheiro. O Patrão foi à procura dele e, encontrando-o, levou para casa dando-lhe uma grande sova. Apesar de ter levado a sova, mesmo assim preferiu ficar em casa do patrão, onde mesmo assim estava melhor do que em casa do pai. Acabou por ficar 3 anos.

Daí, veio para Soutelinho do Mesio para a casa de uns Srs. Chamados MORENOS, também guardar um rebanho de cabras e ovelhas. Esteve também nessa casa cerca de três anos. Eram bons patrões. Três irmãos – dois rapazes e uma rapariga – todos solteirões. Gostavam muito dele. Não Sabendo qual o motivo porque saiu de lá, veio para Fontes para a casa de um tal LAURENTINO BOSTELO, que lhe pagava melhor, segundo o Ti Bernardino, através de informação de outros colegas.

Entretanto, fez vinte anos e foi cumprir o serviço militar. Assentou praça em Vila Real, onde esteve durante algum tempo – sendo depois transferido para Chaves. Foi castigado com 10 dias de prisão por ter tido problemas com um oficial. Terminado o tempo de serviço militar, regressou a Cerva onde arranjou trabalho. Não satisfeito com o Patrão e, por influência de uma sua irmã que estava a servir em Vila Pouca, acabou também por vir para Vila Pouca e foi trabalhar em casa de um Sr. Chamado Manuelzinho Costa Leite. Aí conheceu uma rapariga que já trabalhava na mesma casa. Namoraram e acabaram por casar. Esteve casado três anos. Desse casamento nasceram dois filhos que faleceram, bem como a mulher. Passados sete meses de estar viúvo e, por casualidade, ANA JOAQUINA RODRIGUES, mãe solteira foi trabalhar na mesma casa. Aí se conheceram e, por incentivo da patroa Sr.ª. Marquinhas, esposa do Sr. Manuelzinho voltou a casar. Ficaram a viver em Vila Pouca. Passados alguns anos, vieram viver para Parada, onde se mantiveram bastantes anos. Em 1969/70, ficou muito doente, tendo ido parar ao Hospital de Vila Real. No Hospital, arranjou conhecimento com o Dr. Que o tratou e, este convidou o Ti Bernardino, para ir tratar de uma quinta que o Sr. Dr. Possuía em Vila Real, acabando por levar também parte da família. Seguidamente saíram daí para ir tomar conta de outra quinta numa aldeia de nome Valongo dos Azeites – onde amealharam uns trocados. Em 1975, regressaram novamente a Parada. Construíram uma casita. Viveram ali durante alguns anos. Mas, com o a aproximar das bonitas 80 Primaveras, vieram viver para casa da sua filha ERMELINDA, em Caneças, onde a esposa, minha mãe – ANA JOAQUINA RODRIGUES, acabou por falecer e, o Ti Bernardino continua a viver até à data presente.

A vida do Ti Bernardino, como nos é dado ver – não foi nada fácil – mesmo nada fácil. Felizmente, o Ti Bernardino, tem tido uma velhice tranquila na companhia de sua filha sem ter que ser despejado nessas casas chamadas de depósitos dos velhos à mercê de desconhecidos que, por mais que sejam bem tratados, nunca é como no aconchego dos seus.

É caso para dizer – teve um princípio difícil e muito mau, mas um final maravilhoso.

O Ti Bernardino de Carvalho, faz 96 bonitas Primaveras no próximo dia 01-12-2011. Muitas felicidades com um grande abraço ao Ti Bernardino.

 

Quinta das Laranjeiras – Fernão Ferro, 25-12-2011

 

Agostinho Rodrigues

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:32

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net

2 comentários

De cunha ribeiro a 25.11.2011 às 22:35



 Bela homenagem ao Ti Bernardino Clara, amigo Agostinho. Parabéns.

De cunha ribeiro a 25.11.2011 às 22:36



 E esperemos que chegue além dos CEM, pois parece bem encaminhado para lá chegar.

Comentar post



Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg