Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Por este caminho, teremos as nossas Forças Armadas voluntariamente reduzidas a Generais e Coronéis

por cunha ribeiro, Domingo, 11.12.11

 

Os ministros da Defesa e das Finanças estiveram cara a cara com os quatro chefes militares, numa reunião inédita. O encontro aconteceu esta terça-feira, no Ministério da Defesa. A situação nas Forças Armadas, com menos verbas e congelamento das promoções, é das mais complicadas dos últimos anos e, por isso, requereu esforços excepcionais.

Do encontro, saíram alguns sinais positivos, com o Governo a aceitar que possa haver, em alguns casos, promoções com respectivo aumento salarial.

O ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, já tinha admitido, como forma de compatibilizar os cortes orçamentais com as necessidades específicas da hierarquia militar, que pudessem existir promoções sem pagamento equivalente – um princípio que as associações militares contestaram de imediato.

A solução agora encontrada passa por deixar os ramos gerirem as suas verbas para pessoal de forma mais livre. Ou seja, se dispensarem efectivos, poderão usar o dinheiro assim poupado para promover outros militares.

O acordo com a troika prevê que as Forças Armadas cortem cerca de quatro mil homens (10% dos efectivos) até 2013. Quanto mais rápido se der esse emagrecimento, mais dinheiro pode ser usado nas promoções. O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, autoriza este procedimento, apurou o SOL.

Cavaco pressionou solução

A reunião entre ministros e chefias militares foi uma iniciativa de Aguiar-Branco, mas foi inspirada e concertada com o Presidente da República, que é o Comandante Supremo das Forças Armadas.

Segundo apurou o SOL, Cavaco Silva tem sido muito pressionado a agir. Os chefes militares, nos últimos meses, têm feito chegar ao Chefe da Casa Militar do Presidente as suas queixas e preocupações, nomeadamente, sobre a questão do congelamento das promoções.

O convite do ministro da Defesa aos restantes intervenientes na reunião foi feito há duas semanas, no mesmo dia em que reuniu o Conselho Superior de Defesa Nacional – que nada disse sobre as dificuldades orçamentais do sector.

Cavaco Silva, aliás, tem sido também pressionado publicamente pelas associações militares a travar o Orçamento do Estado, enviando-o para o Tribunal Constitucional. O encontro desta terça-feira, que serviu para acalmar as chefias, retirou assim alguma pressão sobre o próprio Presidente da República.

helena.pereira@sol.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:53

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg