Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Na peugada da fé

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 14.12.11

 Uma noite destas - numa daquelas insónias que têm a única vantagem de nos deixarem entregues ao pensamento-  tentei descobrir argumentos que combatessem a minha falta de fé.

 A falta de fé parece que não incomoda, mas incomoda; parece um estado de paz, mas não é.

 Ora, há muito que a falta de fé me vai incomodando. Sobretudo quando paro para pensar no assunto.

 Talvez por isso, aproveitando a falta de sono e o  espírito de Natal que, neste momento,  nos vai aquecendo a alma, lancei-me, naquele intervalo nocturno, à descoberta da fé.

 E a verdade é que se me revelaram umas pegadas, mais ou menos vincadas, aqui e ali.

 Primeiro, tentei combater essa Ideia de difícil compreensão que é a ideia de Deus. Para isso procurei descobrir uma entidade semelhante, que fosse de carne e osso, que pudesse encontrar numa rua ou café, ou noutro sítio qualquer, por esse mundo além.

 Tempo perdido, porém.  Não via ninguém com aquele aspecto de patriarca. Com aquelas barbas brancas. Com aquela órbita de luz à volta do rosto.

 Mas não desisti. Pensei no presépio ... naquelas imagens extraordinárias... que representam pessoas extraordinárias e... fez-se luz: Aquele menino que existe agora, apenas em barro, ou outro material qualquer, existiu outrora, fazendo parte da história da humanidade. E foi um ser tão extraordinário que é uma perfeita imagem do Deus que eu gostaria de ver, de conhecer. É certo que também não posso ver nem conhecer o tal menino, de carne e osso, a quem chamaram Jesus. Mas - perguntei-me - não acredito eu que existiu o Afonso Henriques, o Luís de Camões, ou o Santo Condestável? Claro que acredito. E por que é que acredito?  Porque está escrito. Sendo, por via disso, personagens que existiram num dado momento da nossa história, e num certo espaço geográfico. Ora, se também está escrito que Jesus existiu, num certo tempo e num certo lugar, como hei-de eu duvidar que Ele existiu?

 

Estava eu neste ponto quando, talvez tocado pelo divino, me chegou o sono, e aqui fiquei. Mas, já há um caminho por onde caminhar.

 

Francisco Cunha Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:24

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg