Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


"Professores" burlam o Estado em mais de "35 milhões"

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 19.01.12

 Coitados deles! Burlar o Estado, os Professores?! Não sabem o que é "burlar". (Embora saibam o que é "ser burlado").  

 O título é, obviamente, a fingir. Foi só um teste. A ver se o leitor anda atento ao que se passa à sua volta.

 Se acreditou, peço desculpa, mas não tem andado com atenção. É que os grandes burlões não são os trabalhadores por conta de outrem. Apesar disso, continuam sempre a ser eles os mais perseguidos pelas políticas do Estado. E até os seus protectores tradicionais ( UGT ) se viraram contra eles.

 Siga a rusga.

 

CR


 

Mais de cem pessoas envolvidas

Negócio do mármore: Investigada fraude de 35 milhões

Mais de cem pessoas estão envolvidas e já meia centena de buscas se realizaram em simultâneo, numa mega-operação coordenada pela Polícia Judiciária que está a investigar os negócios do mármore.

 

As suspeitas da PJ incidem sobre facturação, relativa a cerca de 80 empresas, que ronda os 35 milhões de euros, e a valores de reembolso de IVA, indevidamente obtidos, que ascendem a mais de um milhão de euros (2008, 2009 e 2010).

O modo de actuação dos indivíduos sob suspeita (pessoas singulares e colectivas) passou por, numa actuação em rede, simular exportações, liquidar o imposto sem proceder à sua entrega ao Estado, ou nem sequer o liquidar.

Na sequência da realização das buscas, foram já constituídas arguidas três empresas, por suspeita de falsificação de documentos, fraude fiscal qualificada, burla tributária, associação criminosa e branqueamento.

As referidas buscas incluíram casas, sedes de empresas e técnicos oficiais de contas.

O caso estende-se um pouco por todo o País, do Alentejo à Beira Litoral, da grande Lisboa à Estremadura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:49

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg