Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Amor - Ódio

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 06.02.12

 

 Alguém, "do lado de fora", que visita o nosso Blog, me perguntou, admirado: " Por que gostas tanto da tua aldeia?"

 Quase respondia com aquela expressão evasiva, que serve para responder a tudo sem dizer nada - "porque sim!".

 Mas não. Esforcei-me por trazer à tona das palavras o que realmente me faz ser mais que amigo da minha aldeia, seu verdadeiro amante.

 Disse eu:

 -  Perceberás melhor a minha relação com a aldeia , se eu te disser que a vejo, não com um olhar sereno de amigo, mas com o olhar apaixonado do amante. 

 É que, para mim, a minha aldeia é um lugar de refúgio e de paz, mas também é um sítio de traições e guerrilha mintestina. É aquele lugar que me faz recordar o colo da minha mãe, a jovialidade feliz do meu pai, e os cenários alegres da minha infância ; das noites de inverno à lareira, alegres e quentes; das manhãs brancas de neves frias, na cama,  sem contas e sem ditado;  e das tardes de verão, nos tojais, a mergulhar na água fresca de poças e tanques de rega. 

 Mas a minha aldeia, também é um lugar de encontro com o desassossego; um lugar de amizades que fazem equilibrismo na corda bamba, de conspirações insuspeitas, de interesses que unem e que separam; de vaidades perversas.

 E é quando a minha aldeia se veste de cores aberrantes, e faz poses de novo-riquismo, para ser vista  de longe, que eu mais fujo dela. E a deixo auto-estimar-se até ao exagero, até ao ridículo.

 Mas depois, esqueço. Olha-a do lado nascente;  o sol aquece de novo . E lá vou eu, outra vez.

 

FCR

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:25

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg