Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Será que o povo vai continuar a "passar cartão" aos políticos?

por cunha ribeiro, Terça-feira, 21.02.12

 

 Os cartões de crédito são uma enorme ameaça de instabilidade financeira para quem os usa. Parece que o dinheiro escorrega fácil do multibanco. Dá a ideia que se pode comprar tudo, em toda a parte. Mas o juro elevadíssimo é uma dor de cabeça que se instala no utilizador e para erradicá-la é um enorme castigo.

 Mas, atenção, estava a falar dos cartões de crédito pagos pelo suor diário de quem os usa. Como por exemplo, alguém que ganha 1.000,00 euros por mês, e a dada altura, como o ordenado não estica, pega no cartãozinho de crédito e... toca a comprar aquele telemóvel da nokia que tem várias e interessantes funções, com as quais se vai regalar... e, no fim do mês, abre a cartinha do Barclays, vê mais uma porrada de euros de mensalidade, que o deixa petrificado.

 Mas permitam que vos fale de um outro tipo de cartões de crédito. Daqueles que são usados pelos  ministros, secretários de Estado, e afins.

 Este tipo de cartão também é de crédito. Contudo, tem a particularidade de o juro não ser pago por quem o usa. Tem apenas um inconveniente - o plafond. Isto é, o utilizador não pode ultrapassar um certo limite de crédito por mês. Veja-se, por exemplo, o caso de Santos Silva, ex ministro de Sócrates. Este político, quando era ministro da defesa, tinha cartão de crédito para almoçar, jantar, merendar, tomar café,( pelo menos). Mas, pobre dele, por mês, apenas podia gastar 10.000 euros! O que era, diga-se, bastante apertado...

 E parece que no seu ministério em termos de cartão decrédito não havia hierarquias - O secretário de Estado também tinha o mesmo ridículo limite de 10.000,00 euros; e os ajudantes de campo ( militares destacados para lhes ensinar as coisas da guerra) tinham a mesma pequena maquia ao seu dispor.

 Mas o grande segredo de tudo isto é que o povo em geral pensa que os políticos ganham pouquinho quando estão no governo. Mas, afinal, feitas as contas...

 

É caso para dizer: o povo, diz mal dos políticos, às vezes tão mal que os insulta, mas nunca deixou de lhes "passar cartão"...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:05

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net

1 comentário

De carlos pinto a 21.02.2012 às 15:59

Caro amigo não se esqueça que para alguns 10.000 €, não passa do limiar da pobreza….afinal aquele cujo nome eu não digo lá tinha as suas razões….pelo menos hoje terça-feira de Carnaval, vamos dar-lhe algum alento….
Tem razão sim senhor… 10.000 €, dá lá para alguma coisa, míseros 333.3333333 € por dia.

CPINTO

Comentar post



Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg